Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A pegada não morreu; apenas deslocámos a maior parte das nossas pegadas para o facebook. Enorme pecado, bem sabemos; mas por estes instantes, em que o tempo não abunda, é mais fácil interagir e publicar ali. Esta nossa casa não desaparece; será sempre a referência principal e o lugar das pegadas mais profundas. No entretanto, e quando não nos virem por aqui, é porque estamos aqui:pegadabook. Cliquem no link (não é necessário ter facebook para ler, apenas para comentar) e/ou façam like acima. A todos os leitores e ao sapo, que nunca nos falhou, pedimos desculpa. É coisa de momentos; a pegada será sempre aqui. Aqui é a regra, este anúncio não revela mais do que uma excepção. Já agora, e também no facebook, mas numa onda diferente -- e em que todos os leitores podem ser autores --, visitem o ouvir & falar.

 

 



Joaquin Nin - Pianista e compositor cubano

por António Filipe, em 29.09.12

No dia 29 de Setembro de 1879 nasceu, em Havana, o pianista e compositor cubano Joaquin Nin. Estudou composição na Schola Cantorum, onde também foi professor, de 1906 a 1908. Fez várias digressões como pianista e ficou conhecido como compositor e arranjador de música popular espanhola. Foi membro da Academia Espanhola e da Legião de Honra Francesa. Foi pai da escritora Anaïs Nin.
Joaquin Nin morreu em Havana, no dia 24 de Outubro de 1949.


Canção tradicional espanhola “El Vito”
Arranjos de Joaquín Nin
Soprano: Victoria de los Angeles
Piano: Gerald Moore

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Victoria de los Angeles – Soprano espanhola

por António Filipe, em 15.01.12

No dia 15 de Janeiro de 2005 morreu Victoria de los Ángeles, uma das mais destacadas sopranos do séc. XX. Tinha nascido em Barcelona, Espanha, no dia 1 de Novembro de 1923. Cantou pela primeira vez em público em 1945 e, em 1947, recebeu o 1º Prémio numa competição internacional em Genéve que lhe abriu a portas da fama. Paris ouviu-a em 1949 e Salzburgo em 1950. Seguiu-se o Covent Garden, em Londres, no papel de “Mimi”, da ópera "La Bohéme", de Puccini.

Foi uma extraordinária “Carmen” da ópera de Bizet. Dedicou-se, longos anos, a dar concertos. Cantou no Scala de Milão e no Metropolitan Opera de Nova Iorque e, depois de uma carreira de sucesso, deu a derradeira récita em 1979. Recitais pelo mundo inteiro deram-lhe imensa fama. Em 1991 a Espanha atribuiu-lhe o Prémio Príncipe das Astúrias das Artes. Retirou-se da vida artística em 1994.

 


"Seguidille", da ópera “Carmen”, de Bizet
Soprano: Victoria de los Angeles

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog