Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Sagração da Primavera, de Stravinsky

por António Filipe, em 29.05.13
Faz hoje 100 anos que se estreou o bailado "A Sagração da Primavera", do compositor russo Igor Stravinsky.

Depois de passar por revisões quase até ao dia da sua primeira apresentação, a obra foi apresentada pelo Ballets Russes, a 29 de Maio de 1913, no Teatro dos Campos Elísios, em Paris. O programa dessa noite começou com "As Sílfides", um bailado com música de Chopin, seguido de "A Sagração da Primavera".
A estreia envolveu um dos mais famosos motins de música clássica na história. O ritmo intenso, o cenário primitivo e a coreografia chocaram o público que estava habituado à maior elegância do ballet clássico. A música complexa e os passos de dança violentos causaram vaias e assobios no público. Havia opiniões fortes na plateia entre apoiantes e opositores da obra, o que originou gritos e brigas nos corredores do teatro. A agitação na plateia eventualmente degenerou num motim. A polícia de Paris teve que intervir, mas não conseguiu evitar o caos durante o resto da apresentação. Diaghilev, o empresário dos Ballets Russes, ascendia e apagava as luzes numa tentativa para tentar acalmar a plateia.
Depois do espectáculo, consta que Diaghilev comentou, num jantar com o coreógrafo Nijinsky e com o compositor Stravinsky, que o escândalo era "exactamente o que eu queria."
"A Sagração da Primavera" tornou-se na obra mais conhecida de Stravinsky.


"A Sagração da Primavera", de Stravinsky
Orquestra e Bailado do Teatro Mariinsky
Maestro: Valery Gergiev
Fagote: Rodion Tolmachev

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05


Alexander Borodin - Químico e compositor russo

por António Filipe, em 27.02.12

No dia 27 de Fevereiro de 1887 morreu o químico e compositor russo Alexander Borodin. Fez parte do famoso grupo dos cinco, ao lado de Balakirev, Cui, Mussorgsky e Rimsky-Korsakov. Tinha nascido em São Petersburgo, a 12 de Novembro de 1833 e era filho ilegítimo do Príncipe da Geórgia. Apesar de ter recebido lições de piano em criança, a sua educação foi direccionada para as ciências. Formado em Medicina e interessado pela Química, desenvolveu os seus conhecimentos em Heidelberg, na Alemanha. Durante a sua vida, Borodin dedicou-se quase inteiramente à Química, escrevendo muitos tratados científicos e fazendo importantes descobertas. Considerava-se apenas "um compositor de fim-de-semana". Apesar de já ter noções de música, foi só ao conhecer Mily Balakirev, em 1862, que Borodin começou a compor com seriedade.
Balakirev convenceu-o a integrar o Grupo dos Cinco, com cujos ideais nacionalistas se identificava. Em 1869, Borodin começou a compor a sua obra mais importante: a ópera “O Príncipe Igor”. Trabalhou nela durante 18 anos, até à sua morte, deixando-a incompleta. A obra foi terminada por Rimsky-Korsakov e Aleksandr Glazunov em 1890. Vítima da cólera, Alexander Borodin morreu no dia 27 de Fevereiro de 1887, de insuficiência cardíaca, durante um baile de máscaras na Academia de Medicina de São Petersburgo.


Kirov Opera and Ballet
Maestro: Valery Gergiev

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Mikhail Glinka – O “pai” da música russa

por António Filipe, em 15.02.12

No dia 15 de Fevereiro de 1857, morreu, em Berlim, o compositor Mikhail Ivanovich Glinka, nascido a 1 de Junho de 1804, em Novospasskoye, na Rússia. Foi o primeiro compositor russo a ser reconhecido fora do seu país e é, geralmente, considerado o “pai” da música russa. O seu trabalho teve grande influência nos compatriotas que se lhe seguiram, sendo de sublinhar que inspirou o grupo de compositores que se celebrizou como “Grupo dos Cinco” a unirem-se na criação de música baseada na cultura russa, donde resultou a fundação da Escola Nacionalista Russa.
A sua formação musical foi bastante irregular. Só veio a sistematizá-la a partir de 1828, quando, por motivo de saúde, viajou para a Itália. Durante os três anos que passou em terra italiana, amadureceu o seu antigo projecto de criar uma música nacional russa. De passagem por Berlim foi fortemente estimulado pelo exemplo de Weber, que havia criado uma ópera caracteristicamente alemã.
De volta à Rússia, em pouco tempo compõe a ópera “A vida pelo czar”, cujo enredo se passa durante a guerra russo-polaca de 1635. A ópera obtém um sucesso triunfal. Os seus coros e danças autenticamente populares e o patriotismo do libreto assinalam o começo de uma escola musical genuinamente russa. Animado pelo sucesso, Glinka escreve outra ópera, “Russlan e Ludmila”, baseada no poema homónimo de Alexander Pushkin. Desta vez utiliza o orientalismo procedente das regiões fronteiriças com a Ásia. Apesar do interesse exótico e da estrutura operística mais sólida, a obra foi menos aplaudida que “A vida pelo czar”, que até hoje é muito representada na Rússia, sob o título de Ivan Sussanin. Compôs a “Canção Patriótica”, que foi postumamente usada como o hino da Rússia durante os anos de 1991 a 2000, que, apesar de ser uma canção conhecida e aprovada pelo povo, actualmente é considerada pelos russos que viveram no período pós-soviético como uma melodia que faz lembrar os "desastrosos" anos em que Boris Ieltsin estivera no poder, sendo vulgarmente chamada “Canção da Oligarquia”.
Em 1852, Glinka visitou Paris, onde passou dois anos vivendo serenamente e fazendo visitas frequentes aos jardins botânico e zoológico. Depois, mudou-se para Berlim, onde, cinco meses depois, morreu repentinamente, depois de uma constipação. Foi sepultado em Berlim, mas, alguns meses mais tarde, o seu corpo foi levado para S. Petersburgo e enterrado no cemitério do Mosteiro Alexander Nevsky.


Abertura da ópera “Russlan e Ludmilla”, de Glinka
Orquestra do Teatro Mariinsky
Maestro: Valery Gergiev

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    OLÁ, você precisa de um serviço de hackers? Você e...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog