Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Karl Stamitz – Compositor e violinista alemão

por António Filipe, em 07.05.13
No dia 7 de Maio de 1745 nasceu em Mannheim, na Alemanha, o compositor alemão Karl Stamitz, o mais proeminente representante da segunda geração de músicos da chamada Escola de Mannheim.

Além de compositor, foi virtuoso no violino, viola e viola d’amore. Era filho de Johann Stamitz, fundador da escola de Mannheim, e irmão de Anton Stamitz, ambos também compositores. É particularmente conhecido pelos seus concertos para clarinete e para viola. O clarinete foi introduzido na orquestra de Mannheim em 1758, graças ao entusiasmo de Karl Stamitz, que ficou impressionado com as possibilidades expressivas e virtuosistas do instrumento.
Apesar de ter sido um compositor prolífico e intérprete cheio de talento e grandes ambições, nunca conseguiu atingir uma posição adequada junto dos príncipes ou das grandes orquestras do seu tempo, talvez por falta de tentativas ou por causa do seu estilo de vida itinerante e instável.
Em 1770, Karl Stamitz foi para Paris, onde se tornou conhecido como violinista.
Compôs mais de 50 sinfonias e cerca do mesmo número de concertos para instrumentos vários, para além de uma quantidade de música de câmara. A sua última sinfonia data de 1791, o ano da morte de Mozart. Escreveu, também, duas óperas, que infelizmente, se perderam. Os últimos anos de vida foram passados em Jena, onde Stamitz foi Mestre de Capela e veio a falecer no dia 9 de Novembro de 1801.


Concerto em sol maior, para flauta e orquestra, de Karl Stamitz
Flauta: Jean Pierre Rampal
Orquestra de Câmara de Praga
Maestro: Vaclav Neumann

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Rafael Orozco – Pianista espanhol

por António Filipe, em 24.01.13
No dia 24 de Janeiro de 1946 nasceu, em Córdoba, Rafael Orozco, um dos grandes pianistas de concerto espanhóis.

Descendente de uma família de músicos, estudou piano com José Cubiles, Alexis Weissenberg e Maria Curcio. A sua carreira profissional começou em 1966, depois de ter obtido o primeiro prémio no concurso internacional de piano de Leeds, na Inglaterra. Tem um vasto repertório, que inclui obras de Liszt, Schubert, Falla, Rachmaninoff e Albéniz. Deu recitais em cinco continentes e actuou, como solista, com as principais orquestras do mundo.
Orozco também participou em vários festivais de música. O realizador americano Ken Russell usou as suas interpretações no filme, de 1970, “Tchaikowsky, delírio de amor”. Em 1976, Córdoba atribui-lhe a medalha de ouro da cidade e o título de filho predilecto, além de dar o seu nome ao Conservatório Superior de Música. Rafael Orozco faleceu no dia 25 de Abril de 1996.


1ª Parte do 1º andamento do Concerto nº 3, para piano, de Rachmaninov
Piano: Rafael Orozco
Maestro: Vaclav Neumann

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Leoš Janáček – Compositor checo

por António Filipe, em 03.07.12

No dia 3 de Julho de 1854 nasceu em Hukvaldy, Moravia (hoje, República Checa), o compositor Leoš Janáček, um dos expoentes máximos do nacionalismo musical do séc. XX.
Foi menino do coro em Brno e estudou nos conservatórios de Praga, Leipzig e Viena. Em 1881 fundou uma escola de organistas em Brno, da qual foi director até 1920. Entre 1881 e 1888 dirigiu a Orquestra Filarmónica Checa e, a partir de 1919, foi professor de composição no Conservatório de Praga.
Profundamente interessado em música popular, reuniu várias canções checas, com o musicólogo František Bartoš e, de 1884 a 1888 publicou o jornal “Páginas Musicais”.
A sua primeira ópera, Šárka, foi uma obra romântica, no espírito de Wagner e Smetana. Mais tarde desenvolveu um estilo claramente checo, usando escalas e melodias características da música popular da Morávia.
Janáček visitou a Rússia três vezes e desenvolveu um especial interesse pela língua e literatura russas. Deste interesse nasceu a ópera “Kát’a Kabanová”, de 1921, e a rapsódia para orquestra “Taras Bulba”, de 1918.
Faleceu em Ostrava, na República Checa, no dia 12 de Agosto de 1928.


Taras Bulba, de Janáček
Orquestra Filarmónica Checa
Maestro: Václav Neumann

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • santos

    Olá, você precisa de um serviço de hackers profiss...

  • santos

    Olá, você precisa de um serviço de hackers profiss...

  • António Filipe

    E não ficou?

  • Anónimo

    Na parte final do texto, dá a impressão de que fic...

  • Anónimo

    Precisa de crédito ao consumidor?Eu sou um correto...

  • Anónimo

    EMPRESTIMO DE ALAIN FESTORCumprimentosMeu nome é H...

  • Anónimo

    EMPRESTIMO DE ALAIN FESTORCumprimentosMeu nome é H...

  • Anónimo

    CumprimentosMeu nome é HELENA RIBEIRO.Só para comp...

  • Anónimo

    Olá senhor e senhora Para resolver seus problemas ...

  • Anónimo

    Você está em busca de um serviço de hacking confiá...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog