Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Muito lixo acumulado!

por Luis Moreira, em 22.05.12

A crise tem destas coisas. Permite que se ponha tudo em equação. Não há tabus, não há matérias acima da avaliação de quem tem o dever de a fazer. E os cidadãos estão disponíveis para compreender que é preciso "lavar". Não é tudo igual, longe disso, há coisas boas que são para preservar e melhorar se possível e há outras que são para cortar .

"Nos últimos três anos as universidades e os institutos politécnicos encerraram, por iniciativa própria, 1.339 cursos superiores sem sequer os submeter ao processo de avaliação e acreditação. São cursos que as instituições de ensino superior, público e privado, não submeteram à Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) e que, por isso, encerram. A maioria, cerca de 740, são licenciaturas. Há também 420 mestrados e 169 doutoramentos.

Segundo os últimos dados da A3ES, a que o Diário Económico teve acesso, durante o último ano as universidades e politécnicos retiraram da acreditação preliminar (pré-inscrição para que um curso seja avaliado e acreditado) 118 cursos, que corresponde a 3,25% dos 3.623 inscritos. Ou seja, com a desistência destes 118 cursos vão passar a funcionar, em Portugal, 3.505 licenciaturas, mestrados e doutoramentos que ainda vão ser avaliados pela A3ES, liderada por Alberto Amaral. Mas o responsável acredita que este número ainda pode vir a subir."

Muito lixo acumulado, muito desperdício!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00



Há vinte anos, brilhantes estudantes com média superior a 19 valores foram impedidos de entrar mas Universidades de Medicina. Havia médicos a mais justificava-se. Outros jovens não entravam porque não tinham perfil e, assim, a classe foi conseguindo manter o pluriemprego. De manhã nos hospitais do SNS onde fazem tempo para a reforma e de tarde na privada onde enchem a conta bancária.

Depois veio um período em que foi preciso incentivar a imigração de médicos. De Espanha, lá em cima na fronteira, em todo o território vindos de Cuba e de toda a América latina. Por outro lado sabe-se que os blocos operatórios estão subaproveitados em 53% da capacidade instalada por falta de médicos, não por falta de doentes pois as listas de espera são muito superiores ao prazo terapêutico razoável.

Os estudantes portugueses tiveram que demandar Espanha, República Checa, Polónia se quiseram concretizar o sonho de ser médico. Agora é a Ordem dos Médicos que quer negar a entrada de licenciados em medicina impedindo-os de exercer a profissão. Ainda antes desta guerra, travaram outra batalha que perderam com a abertura das novas Faculdades de Medicina na Covilhã e em Braga.

Uma classe que quer manter os privilégios contra tudo e contra todos. Percebo as razões quando recebo o recibo das consultas! Cem Euros!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:49


Os " doutores" deviam ser praxados

por Luis Moreira, em 02.04.12

Estas ocorrências que se repetem anualmente e que indignam quem delas tem conhecimento, deviam levar "O conselho de Veteranos" e a própria Academia a terminar de uma vez por todas com a "praxe" das praxes. Os praxados são cada vez mais os mais fracos e as raparigas. Basta!

Porque cada vez mais o que foi uma "praxe" se converteu numa brincadeira onde alguns dão largas à baixeza dos seus sentimentos , aproveitam para se vingarem das a que eles próprios foram sujeitos e, pior de tudo, dão vazão a uma suposta superioridade que humilha praxado e seu algoz.

"Invasões de aulas por grupos de alunos de outras faculdades, cânticos obscenos envolvendo o nome de docentes e "coação violenta a alunos", gravadas em vídeo de forma ilegal, são algumas dos comportamentos que identifica e censura.

"Há práticas que violam a liberdade e dignidade de cada um, com um carácter profundamente sexualizado, com linguagem fortemente obscena, e são violentas", sublinha a docente à agência Lusa."

Há que terminar com estas actividades. Os "doutores" são umas bestas e os "caloiros", docentes e as próprias Universidades não têm que suportar tal violência ao abrigo de uma tradição que há muito deixou de merecer simpatia.

Se é que alguma vez a mereceu!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00


Fusão das Universidades de Lisboa em risco

por Luis Moreira, em 16.02.12

É uma grande ideia mas, naturalmente, levanta problemas e mexe em instalados. Uma grande Universidade com "massa crítica" , com estruturas e capacidade para ombrear com as grandes Universidades mundiais é uma mais valia inquestionável. Mas é preciso ter visão, despreendimento de lugares e prebendas.

João Bilhim, que se assume como um "não entusiasta pela fusão", considera que "nenhum dos argumentos" apresentados no estudo "Uma Novas Universidade de Lisboa", agora divulgado pela UL e pela UTL, "vale por si mesmo" e sublinha que "é contraproducente avançar para uma fusão." Isto porque, defende, "a criação de um consórcio entre as cinco universidades públicas de Lisboa seria muito mais abrangente, positivo e permitiria a poupança de 30% a 40% de dinheiros públicos." Bilhim diz que ainda não apresentou esta sua "alternativa à fusão", mas diz que já revelou a sua posição ao reitor António Cruz Serra. No cenário de um consórcio - "vantajoso para o Governo e para as instituições" - Bilhim diz que "haveria concentração de alguns serviços das universidades, como a acção social, cantinas e residências." Sugestão que coincide com a proposta do estudo apresentado por Cruz Serra e pelo reitor da Universidade de Lisboa, António Nóvoa. A diferença está na gestão. Para Bilhim, deveriam ser "mantidas as cinco reitorias, não se alterava a identidade de cada universidade, e seriam os cinco reitores a gerir a actividade científica de cada instituição". No entanto, "haveria um dos reitores que seria o responsável por gerir o consórcio, pelo período de dois anos", remata. Uma alternativa que "traz mais poupanças", conclui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00

Um crime sem perdão se o governo não perceber que a autonomia das Universidades é fundamental para fazer avançar os projectos internacionais a que se candidatam.

Num comunicado enviado hoje às redacções, o IST alerta que não é só a actividade científica que está em risco mas também a “prestação de serviços por um período indeterminado”. “Este bloqueio, que é irrazoável para instituições do ensino superior com significativa actividade geradora de receitas próprias, poderá implicar que o IST perca milhões de euros” e contribuir “para a fuga de talentos e a degradação do tecido científico nacional”, lê-se no comunicado.

Se o medo é que as Universidades ultrapassem o que está orçamentado então que se responsabilizem os seus responsáveis. Maior liberdade, maior responsabilidade! O que não pode ser feito é tirar gás a uma das actividades que melhores resultados tem obtido, com prémios, menções e publicações em todo o mundo e com jovens cientistas a serem disputados pelas melhoras universidades e centros de investigação. Um dos bons resultados que o governo anterior deixou é, exactamente, este. Excelente investigação e ciência!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:30


Universidade de Timor recruta professores...

por Luis Moreira, em 04.01.12

Afinal chamar a atenção para esta possibilidade não é assim tão burrice embora se peçam ao primeiro ministro outras soluções.

"A Universidade Nacional de Timor Lorosae (UNTL) está à procura de 15 professores lusófonos para o ano lectivo de 2012, em regime temporário e com permanência de pelo menos dez meses em terras timorenses – de Fevereiro a Novembro de 2012, com paragem em Julho."

Sigam o link e conheçam aquele belo território ao mesmo tempo que arranjam um emprego.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

Ontem, no Prós e Contras, vi professores a reivindicarem mais autonomia querendo libertar-se da burocracia do estado; ouvi quem tem como objectivo fundamental chegar aos dez primeiros lugares do ranking europeu; reivindicar que os professores e investigadores sejam pagos segundo os resultados.

Enfim, no Ensino Superior, que dá cartas internacionalmente, os responsáveis pedem o que os professores no secundário afastam como se fosse o diabo.

Mais autonomia, avaliação, rankings, mérito!

É esta mentalidade que explica o sucesso dos alunos licenciados e doutorados e a fraca capacidade dos alunos do secundário.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

O Carlos Zorrinho, líder parlamentar do PS,  diz que sim: "A luta pela Autonomia Universitária foi um dos processos mais ricos e complexos da democracia portuguesa. Nos últimos anos algumas instituições avançaram para um modelo sofisticado de autonomia com a criação de fundações experimentais. Tudo isso é agora arrasado no articulado do Orçamento sem que Crato pareça capaz de se opor à sanha controladora e castradora de Gaspar."

Eu também acho que a autonomia das universidades ( e das escolas, já agora) é um dos factores que mais pode contribuir para a excelência, razão porque estou inteiramente de acordo com as preocupações manifestadas pelos Reitores. E, devemos defender com todo o vigor, o excelente trabalho das universidades que tem permitido que inovadores projectos ganhem prémios internacionais e, bem assim, se criem empresas inovadoras que dão cartas a nível do mercado global.

Mas não devemos tirar conclusões apressadas que a ideologia e/ou o desconhecimento nos podem levar a fazer. A verdade é que com um Orçamento tão apertado e tão rigoroso como o que vai entrar em execução, mandam as regras da boa gestão apertar o controle e, este controle, faz-se centralizando nesta fase do processo!De outra forma, como mostram todos os exemplos conhecidos, todos tendem a "fugir do aperto".

Se assim não for estarei na primeira linha do combate, contra quem se atreva a colocar a autonomia das universidades em causa!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Você precisa de algum serviço de hackers? ENTÃO CO...

  • Anónimo

    Você precisa de algum serviço de hackers? ENTÃO CO...

  • Anónimo

    Olá, você precisa de um serviço de hackers profiss...

  • Anónimo

    Incrível, mas verdadeiro. Acabei de receber meu em...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    Estou tão feliz que recebi um empréstimo de um cre...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    OLÁ, você precisa de um serviço de hackers? Você e...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog