Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Deprimencias" estivais

por Ariel, em 31.07.12


Palavras para quê? é um artista português...


(video divulgado no facebook)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:02


A minha política é o trabalho ...

por Ariel, em 29.07.12

"Trato todos os alunos da mesma forma. Tenho 67 anos, sempre votei no Partido Comunista e não tenho nada que ver com política" - Manuel Jerónimo, docente da cadeira de Teoria do Estado e da Democracia e da Revolução na Universidade Lusófona, uma das quatro que Relvas realizou para ter o ambicionado canudo. Segundo revela o Expresso, este professor garante que Relvas ia a "algumas aulas".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Vai para dois dias que não sei dele. Espero que esteja tudo bem. Nós (plural majestático) sem ele não somos nada. São quase sete e meia e nada... Não há para aí mais um escandalozito para a malta? Só mais um, vá lá. 
A culpa é tua, sabes? Habituaste-nos mal. 
Não deste aulas em nenhuma Universidade ou isso? Num Liceu? Ciclo? Primária? Creche? 
Lamaze...?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:13

«Constança Cunha e Sá critica a atitude Miguel Relvas no que diz respeito à obtenção da licenciatura em Ciência Política e Relações Internacionais pela Universidade Lusófona.
«Os factos sobre o caso da licenciatura de Miguel Relvas falam por si», começou por abordar na TVI24. Na sua opinião, «mais vale não tirar uma licenciatura do que tirar uma assim» e tudo isto «deixará marcas neste Governo».
«Miguel Relvas sentiu-se obrigado a ter um curso, mas não se quis dar ao trabalho de fazer um curso», frisou, questionando a legitimidade deste grau académico: «Uma licenciatura destas vale para alguma coisa? Onde foi buscar a média de 11? Isto é muito baixinho».
«O ministro não explica coisa nenhuma, não diz que cadeiras fez e que equivalências lhe foram dadas», acrescentou Constança, sublinhando contradições:
«Não se pode ter um ministro como Nuno Crato, que exige rigor e disciplina, para depois ter como número dois do governo um senhor que se qualifica desta forma». Fonte: TVI24  

Efectivamente, pouco mais há a acrescentar ao que diz Constança. Ouso, no entanto, corrigir-lhe a raiz do raciocínio. Quando diz "mais vale não tirar uma licenciatura do que tirar uma assim". A questão é que Relvas não tirou "uma licenciatura assim". Relvas não tirou uma licenciatura! Nem assim nem assado! E, francamente, neste país de doutores e engenheiros em que a iliteracia (os) domina (em grande e a grande parte), eu não veria mal nenhum nisso. Não se inconformasse o sujeito da forma como o fez. (In)qualificável é o método a que Relvas "aceitou" submeter-se para sacar o canudito portuga da praxe. E, note-se, para além do sentido imediatamente apreensível, uso aqui a palavra (in)qualificável naquele duplo sentido de sim e de não -- por isso a escrevi daquela forma em pontapé. É que, se não qualifica o indivíduo como dr. não sei do quê, qualifica-o sobejamente como indivíduo.

Alongo agora o post (ainda mais) por boas causas, pedindo perdão ao que se segue por LHE misturar o nome com o que deu causa a estas palavras de cima (e bem sei que nada tem a ver e que não o devia fazer, mas hoje, neste dia sujo, preciso de passar para aqui palavras de Gente -- para as ler e dar a ler). A alma de Antero e uma carta que as agruras da pós-formatura o levaram a escrever em Julho de 1864. 

"A Fatalidade que me persegue com tenacidade verdadeiramente paternal, não me quis poupar - não quis deixar sem coroa este templo de sandice e ridículo chamado formatura; não lhe tremeu a mão adunca e férrea escrevendo no livro-caixa do Fado esta sibilina palavra BACHAREL!!! E sou Bacharel!!! E Bacharel nemine-discrepante!! E não houve um R justiceiro, um R honesto e consciencioso que protestasse, levantando no ar com terrível assovio, o seu rabo de serpente, não houve R - um só - que protestasse contra essa sentença fatal, que assim condena um inocente cábula a arrastar perpetuamente, qual rocha de sísifo, essa grilheta de uma carta de Bacharel em Direito!! Nemine-Discrepante!!!
Sabeis vós o que é um nemine discrepante? É trocar a sua coroa de poeta, pelo círculo de sebo da borla doutoral dum Neiva! É ler no horizonte da vida, em vez do poema de oiro das aspirações embalsamadas, a letra gorda e enchundeada duma sempiterna Sebenal!! É escambar (!) a púrpura brilhante das aspirações sublimes, pela albarda, vermelha da vermelhidão das digestões felizes, o capelo de Doutor! É ter por alma um sofisma, por vida um à-contrário-sensu, por templo santo a audiência, por culto a Deus e tudo a Ordenação do Reino!! Este trecho duma meditação que actualmente componho em estilo Oriente, e em que trabalho debaixo da salutar influência da sombra do Neiva, vos dará ideia do estado moral do vosso
Antero (o Bacharel)"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:58


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Ruth Breen

    It still feels incredible that my life has changed...

  • Anónimo

    Obtenha um cartão ATM em branco e dinheiro Bom di...

  • Anónimo

    Offre de prêt rapide et sérieuseLes informations s...

  • Anónimo

    Waow this is unbelievable, it is my first time to ...

  • Anónimo

    I am a veteran with the world trade organization h...

  • Anónimo

    Olá, Você precisa de um empréstimo de emergência p...

  • Anónimo

    Você busca fundos para pagar créditos e dívidas?{g...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Anónimo

    Precisa de um empréstimo? Empréstimo comercial? Em...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog