Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Uma entrevista fantástica, não pelas geniais respostas do Ricardo "gato fedorento" mas pelas perguntas rudemente marcadas ideologicamente do jornalista.  Vejam aqui este "lérias" que não gostou das respostas :

"

RAP responde de forma inteligente mas cínica à questão da publicidade. O problema não é fazer publicidade. O problema é defender uma série de valores em público - valores com que me identifico - e depois fazer publicidade a uma empresa que é um verdadeiro cancro nacional, a PT. Poucas empresas terão usufruído mais do trafico de influências, da 'benesse' pública em torno de monopólios como a PT, com graves prejuízos para o erário público e direitos dos portugueses. A PT ficou com a rede de antenas da RTP a preço de 'amigos' e de forma monopolista. Dificultou o acesso à rede de cobre pelos competidores. Conseguiu ser agora a responsável pela difusão da TDT e negociou contratos que dificultam a liberdade de expressão e torna impossível financeiramente que como em Espanha a passagem para a TDT represente acesso a mais canais. A PT não é uma empresa qualquer. É uma influência nefasta na democracia portuguesa. Que uma pessoa inteligente como o RAP venha querer fazer-se de apenas um profissional a ganhar a vida é de um cinismo que pretende fazer de todos nós parvos."
E, o "lérias", não quer fazer ninguém de parvo. Claro que a PT como a maioria das empresas que vivem à sombra do estado vivem em monopólio ou próximo disso, mas daí a não se poder trabalhar para elas vai uma distância daqui... à Sibéria. Então, e nós, que lhe compramos telemóveis, internet, telefones fixos, SMS, Voz, também "não contribuímos para o esclarecimento do povo"? Mas voltemos ao RAP:
É que há gente que é, antes de tudo, democrata! "Faz falta uma vanguarda política do humor" :Repare que continuo a não encontrar virtudes para contrapor à degradação moral que vai sugerindo. Pelo contrário, vou descobrindo mais falhas, e ocorre-me outra ainda: a ignorância. Eu não sabia que um humorista era obrigado a fazer humor político na televisão. Pensava que podia falar sobre o que lhe apetecesse, onde lhe apetecesse. Que, se eu quisesse falar de política na “Visão” e na TSF, podia fazê-lo, mas que também podia falar sobre outra coisa qualquer. E que, se não quisesse fazer televisão, também tinha essa liberdade. Percebo agora que a única comédia digna desse nome é o humor político televisivo. Tudo o resto é desistência e rendição. Faz falta uma vanguarda humorística que me oriente.(RAP)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Muitas pessoas disseram que os hackers invadiram d...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    QUERO HACKEAR UM BLOG!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Anónimo

    oi me explica mais siobre isso

  • Anónimo

    Necesita un préstamo urgente para revivir sus acti...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO GENUÍNO E PROFISSION...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds