Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A "admirável" versatilidade do PSD

por Francisco Clamote, em 24.10.12



Quando se lê que o vice-presidente do grupo parlamentar do PSD, Miguel Frasquilho, declarou hoje, na Assembleia da República que o seu partido vai votar favoravelmente o Orçamento do Estado para o próximo ano que é, nem mais nem menos, o que consagra “o maior aumento de impostos de que há memória”, “porque é uma questão de interesse nacional”, não sobra dúvida de que, para Frasquilho e para o PSD, o conceito de "interesse nacional" é muito versátil.

Tanto serve para recusar o relativamente modesto conjunto de medidas de austeridade do PEC IV, em Março de 2011, como, pelos vistos, justifica a aprovação do Orçamento portador do "maior aumento de impostos de que há memória".

Fazendo uso do conceito de "interesse nacional" com tal amplitude, que serve para justificar tudo e o seu contrário, quem é que ainda se afoita a levar a sério as palavras de tal gente?

(imagem e citações, daqui)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:11


Do pontal à pontinha...

por Ariel, em 03.08.12

 

... ou quem te cu tem medo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:15


Os ventos da Europa trazem crescimento

por Luis Moreira, em 23.05.12

PSD e CDS abstiveram-se na proposta de agenda para o crescimento apresentado pelo PS: NEGÓCIOS

A evolução no discurso político dos social-democratas tem sido notória. Começou logo após a eleição de François Hollande, a 6 de Maio: apenas três dias depois, os sociais--democratas marcaram um debate em Plenário para discutir um conjunto de propostas para promover o crescimento e a promoção de emprego. Nessa altura, o deputado socialista Vitalino Canas acusou os sociais-democratas de "oportunismo político", que acontecia depois de o PSD perceber para onde sopravam "os ventos da Europa".
O líder da bancada "laranja" abriu aí a porta a um texto conjunto entre PS e PSD sobre a agenda de crescimento. Mas ele não se concretizou, uma vez que o PS volta a apresentar à Assembleia da República dois projectos da sua exclusiva autoria. Mas os "ventos da Europa" têm soprado com mais intensidade, e até já vêm de outros continentes.
O Presidente da República deu eco disso anteontem, mostrando-se satisfeito com as conclusões da reunião do G8, que sublinham "a importância de conciliar a consolidação orçamental com políticas no sentido de mais crescimento económico e mais criação de emprego". Cavaco espera, até, que "ela [troika] já esteja impregnada por esse novo espírito".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

As sondagenssão o que são e mostram uma fotografia num determinado momento. Há por aqui vária contradições:

"Se o País fosse hoje a votos, 36,3% dos eleitores voltariam a confiar nos sociais-democratas, enquanto 28,9% elegiam o partido liderado por António José Seguro. Já o CDS, que ao lado do PSD integra a actual maioria governativa, conquistaria apenas 6,2% das votações (ver caixa). A CDU obteria 10,1% dos votos e o Bloco de Esquerda 4%. A abstenção é que continua a atingir níveis preocupantes, com uma percentagem de 46, 1%.

Em matéria de confiança para primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho consegue reunir ainda mais votos do que o próprio PSD: 37,1%. António José Seguro reúne a confiança de 28,2% dos eleitores."

Mas 54,6% diz que o governo é mau...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Certa arrogância que aqui e ali se notam no discurso dos governantes e até a sua teimosia acerca de certas posições podem ser causadas por este facto. As sondagens, pesar da austeridade, continuam a posicionar o PSD à frente. Creio que são os que constituem aquela parte do eleitorado urbano que vota ora no PS ora no PSD e que dá a vitória ora a um ora a outro. Esses eleitores estão ainda convencidos que não há outra saída para além da que temos percorrido.

"De acordo com uma sondagem CM/Aximage, que será publicada na íntegra esta segunda-feira, se Portugal fosse hoje a votos, 36,3 por cento dos eleitores voltavam a confiar nos sociais-democratas, enquanto 28,9 por cento elegiam o partido liderado por António José Seguro para ser Governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45


Com rezas não vamos lá

por António Filipe, em 10.05.12

“Quanto à posição a assumir em relação a uma eventual moção de censura apresentada por outro partido, Guilherme Silva reiterou a sua opinião pessoal:
Os deputados devem, em cada momento, saber interpretar o sentir do povo português. O sentir do povo português vai numa ânsia de proporcionar ao país um novo Governo que acabe com o desmando e com a situação grave a que o PS nos conduziu”
Revista do PSD “Povo Livre”, de 16 de Fevereiro de 2011
António José Seguro, secretário-geral do PS, esteve esta quinta-feira à tarde reunido com o Presidente da República, Cavaco Silva, a quem alertou para uma situação política que, disse, é “bastante grave e preocupante
Jornal “Público”, de 10 de Maio de 2012

E andamos nisto há décadas. O PS e o PSD a saltitar do governo para a oposição e sempre a afirmar que a situação é grave, que estamos de tanga, que é preciso apertar o cinto…, culpando-se sempre um ao outro.
E o que é que fazem para melhorar a situação? Fartam-se de rezar.

 

E vão-se rindo do povo que, entretanto…

… vai a caminho de Fátima, deixar algum do pouco dinheiro que já tem. Sempre a rezar. E a Igreja vai-se rindo do povo e do governo.

Quando o povo se convencer que não é com rezas que as coisas melhoram, talvez a situação se torne menos grave. E os "ais" sejam menos.


Cantiga dos Ais
Mário Viegas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:45


PSD à frente do PS! Seguro à frente de Passos!

por Luis Moreira, em 20.04.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:30


Sondagem :PSD - 35% ; PS - 27,8% ;

por Luis Moreira, em 14.04.12

Sondagem - Apesar da austeridade as sondagens mostram que as pessoas percebem que não há muitos caminhos para sair da crise.

O PS desceu devido à imagem que deu para fora de desunião. O PSD está à frente mas com menos intenções de votos do que nas eleições. O CDS anda escondido e isso dá-lhe vantagem junto da população. O PCP é o que mais sobe e o BE fica-se pelos 4%.

Há um tempo e os portugueses sabem isso!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37

fascismo.jpg

Descubram as diferenças: "O fascismo italiano assumiu que a natureza do Estado é superior à soma dos indivíduos que o compõem e que eles existem para o Estado, em vez de o Estado existir para os servir. Todos os assuntos dos indivíduos são assuntos do Estado." [http://pt.wikipedia.org/wiki/Fascismo]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:27

Era natural que no dia inicial do Congresso do partido que é líder do governo, a comunicação social desse relevo aos programas, aos princípios, às políticas, às pessoas do próprio partido, o PSD. Mas na realidade o que se vê é as primeiras páginas dos jornais remeterem para pessoas e casos ligados ao governo anterior.

É o Teixeira dos Santos que terá sido preterido na PT, é o Freeport, é o chumbo do TGV, são as Parcerias Público Privadas, é a situação herdade, enfim, tudo o que possa desviar as atenções do que seria normal estar em relevo. 

É assim que se faz política cá no cantinho, todos fazem de conta que nada têm a ver com a situação, o PS diz que se não fosse o chumbo do PEC IV tudo seria melhor isto depois de estar 13 anos no governo, o PSD que os problemas sociais resultantes de uma economia moribunda são resultantes da crise e não das suas políticas.

E todos esperam que o bom povo compreenda tão singular situação , sublinham a pacatez, a disciplina, o patriotismo, tudo o que afinal a classe política não tem! Até quando?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Um partido que sempre esteve dividido como aliás o seu nome. Entre a Social-Democracia agora representada por Cavaco Silva e o Partido Liberal liderado por Passos Coelho. No centro das diferenças está o papel do Estado.

Este governo quer levar longe, muito longe, demasiado longe a privatização de serviços do Estado. A Saúde, a Segurança Social ! Cavaco está contra, quer que o estado, embora saindo da economia, mantenha nas suas mãos os instrumentos bastantes para poder regular e intervir em casos muito especiais.

Num país europeu, pobre e injusto, levar à destruição do SNS e da Segurança Social, não terá o apoio da maioria da população que se revê naqueles dois sistemas como as maiores garantias que o Estado oferece. O mesmo se diga para a Banca onde deverá manter a posição actual da CGD.

"As notícias vindas a lume sobre divergências entre o Presidente da República e o Governo, confirmadas por muitos, desmentidas oficialmente (como não podia deixar de ser), comentadas com pesar ou com ironia, espelham uma divisão profunda na sociedade portuguesa e que vai muito para além do jogo de freios e contrapesos entre dois órgãos de soberania."

Europeu, social-democrata e Laico, é o estado que a população desde há mais de trinta anos vêm apoiando em sucessivas eleições!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Carvalho da Silva é um homem de mente aberta, comunista, católico, com amigos ideologicamente à sua direita, capaz de ouvir diferentes opiniões. Mas a verdade é que liderou durante 25 anos uma corporação monolítica, incapaz de mudar e de se adaptar aos novos tempos.

É difícil perceber que em todas as situações, em todas as circunstâncias,  a CGTP liderada por Carvalho da Silva nunca  tenha contribuído para as soluções. Sempre abandonou a concertação social e nunca assinou qualquer acordo.

Como é que se contribui para a resolução dos problemas colocando-se de fora da solução? Como se fosse possível, em Democracia, não ceder e avançar, ganhar e perder?

Tudo indica que quem o vai substituir é bem menos tolerante ideologicamente, menos capaz de alcançar pontes de entendimento, nem que seja no plano puramente intelectual. Se acrescentarmos o Bloco intolerante e monolítico de Louçã é fácil perceber que Portugal vai continuar a arrastar os problemas dos últimos trinta anos que nos conduziu ao último lugar no concerto dos estados da Europa.

Oxalá a esquerda socialista do PS e a Social Democracia há muito adormecida no PSD se revitalizem e preencham o vazio ideológico que o PCP e o BE teimam em não querer ocupar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:28


Vou ganhar o Euromilhões

por Francisco Clamote, em 13.01.12

Não acreditam? Pois bem, meus caros, a probabilidade de eu, que não jogo, ganhar o Euromilhões é mais ou menos a mesma que a atribuída à hipótese de P. Coelho ter falado verdade quando afirmou que "o Governo não interferiu nem directa nem indirectamente nas escolhas que os accionistas privados da EDP fizeram para o futuro Conselho Geral e de Supervisão ou para o Conselho de Administração”.  

Pondo de parte as nomeações para o Conselho de Administração da EDP, que ninguém questionou e que na afirmação passista só podem aparecer com o intuito de criar confusão, há que dizer que é tão inverosímel que, sem interferência do governo e/ou de Passos, os accionistas da EDP tivessem escolhido para o CGS da EDP  só pessoas relacionadas pessoalmente com o primeiro-ministro e/ou afectas ao seu partido ou ao CDS, que não é crível que alguém se atreva a acreditar numa tal patranha. E de facto, nem os companheiros de partido, como Marques Mendes, acreditam nisso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:06


Ratos-muita-espertos

por Francisco Clamote, em 12.01.12
Os "laranjas" são os primeiros a abandonar o navio. Depois do merceeiro do Pingo Amargo, um conhecido "laranja", também a Logoplaste, presidida por Alexandre Relvas, outro "laranja" não menos "famoso", "pondera levar o departamento financeiro para Londres".
Tal é a confiança que estes "laranjas" depositam no governo da sua cor. Muito espertos, estes "ratos" ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:44


Sondagem: PSD e PS aproximam-se

por Luis Moreira, em 12.01.12

Os dois partidos há muito que não estavam tão próximos. Desce o PSD sob o PS!

"Na sondagem de Janeiro da Aximage para o Correio da Manhã, o PSD conquistou 37,9% das intenções de votos, que comparam com os 39,5% alcançados no mês anterior. É o valor mais baixo desde Junho, o mês das eleições.
Por sua vez, 30% dos entrevistados no barómetro votariam no PS se as eleições legislativas se realizassem hoje. Há um mês, eram 27,7%. As intenções de voto representam a percentagem mais elevada, pelo menos, desde há um ano, ou seja, ainda durante o Executivo de José Sócrates. Entre os partidos mais pequenos com assento parlamentar, a CDU, apesar de recuar face a Dezembro, continua a ser a terceira força política mais escolhida pelos entrevistados, conquistando 10,7% das intenções de voto em Janeiro.
O CDS parece não sentir o desgaste por fazer parte da coligação governamental e, ao contrário do PSD, conseguiu aumentar as intenções de voto dos portugueses, estando agora em 9,3%. Por sua vez, o Bloco de Esquerda afasta-se das restantes forças, conquistando apenas 2,5% das intenções de voto, abaixo até dos votos em branco, votos nulo e ainda dos indecisos. "

A única boa notícia para o PSD é que os Portugueses confiam mais em Passos Coelho para governar do que em António José Seguro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:20


Com umas letrinhas apenas...

por Francisco Clamote, em 08.01.12
... se constrói uma frasezinha* bem reveladora do que um primeiro-ministrozito pensa da Casa da Democracia e, cela va sans dire, da própria Democracia.
*A frase "Vamos trabalhar agora, já são horas" dita por Passos Coelho, na passada sexta-feira, exactamente à saída do debate na Assembleia da República, não podia ser mais expressiva. Faz-me lembrar o outro que dizia "Deixem-me trabalhar" ou a outra que propunha "Suspenda-se a democracia por seis meses, para resolver os problemas" (cito de memória, mas a ideia era esta)
Deve ser da genética do partido a que pertence o primeiro-ministrozito, o outro e a outra. Só pode.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:48

Afinal, parece que quem enviou o primeiro relatório das "secretas" para o jornal Público foi o deputado dos gravadores, diz ou insinua a deputada relatora do inquérito.

O que é impressionante é realmente isto. Não se trata de saber se as "secretas" estão ou não infiltradas por grupos de pressão, empresas privadas ou pela Maçonaria, do que se trata é desviar a atenção pública dessas questões. Importante é aparecerem dois relatórios diferentes para mostrar que do primeiro para o segundo houve "mudanças" à má fila e, dessa forma, descredibilizar  o trabalho da Comissão.

Nem sequer se importam nada de aparecerem face aos portugueses como uns mentirosos a quem não é devido respeito, pois a maioria dos senhores deputados são maçons ou pertencem a uma outra qualquer "loja de interesses" e são estas organizações que é preciso defender, não é a verdade, o interesse público ou a dignidade dos representantes do povo.

Todos discutem, não as pressões exercidas junto das "secretas" mas as mentiras com que se enlameiam uns aos outros.

A origem do poder que usufruem não lhes é dado pelas eleições mas pelos poderes ocultos a que estão vergados!

Belo retrato do poder político deste país!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Ligações dos directores das "secretas"  a grupos de pressão instalados na sociedade portuguesa nomeadamente a Maçonaria foram apagadas de relatório de uma deputada no âmbito de um inquérito.

O PSD encarregou-se de, entre o primeiro relatório e o segundo, o que viu a luz do dia, fazer desaparecer a denúncia de, em Comissão na Assembleia da República à porta fechada, se terem detectado interesses com vista a ocupar lugares de poder incluindo nas próprias "secretas". Grupos de pressão nomeadamente a Maçonaria. Ainda se denunciaram fugas de informação para uma empresa privada a Ongoing e o acesso ílicito aos registos telefónicos do jornalista Nuno Simas.

Desapareceu o que dava razão de existir ao relatório!

Também se compreende que tenham desaparecido pois se os denunciados são grupos de pressão, não é senhores deputados?

O Presidente da bancada do PSD é "irmão" do desaparecido no relatório, dá tudo certinho como Deus com os anjos. O PS já veio perguntar a que são devidas estas alterações pois como é óbvio nada sabe sobre a Maçonaria nem sobre as "secretas".

A bem da Nação!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:48


Maçonaria e poder económico dominam PS e PSD

por Luis Moreira, em 20.12.11

Não deixe de ver os dez primeiros minutos deste vídeo. Um escândalo, uma vergonha, uma miséria! Mas há muito que se sabe e ninguém faz nada!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING DE QUALIDADE...

  • Anónimo

    Olá pessoal, Você precisa de serviços de hackers? ...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Muitas pessoas disseram que os hackers invadiram d...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    QUERO HACKEAR UM BLOG!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Anónimo

    oi me explica mais siobre isso


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds