Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Já têm os subsídios (13 e 14º meses ) dos funcionários públicos e pensionistas agora querem os mesmos subsídios dos trabalhadores da privada. Na função pública já reduziram, incluindo os anos em que não houve aumentos, em 40% os salários. Vão fazer o mesmo aos privados. A inflação faz o resto.

"Nemat Shafik, subdiretora-geral do FMI, apresentou hoje em Bruxelas aquela que é a visão da instituição para "reavivar o crescimento" nas economias mais atingidas pela crise. É pela competitividade e, como tal, pelo embaratecimento dos custos de produção, designadamente os laborais, de modo a exportar mais.

Depois de ontem, Bruxelas ter pedido mais reduções salariais e novas restrições à duração do subsídio de desemprego, o FMI fecha o ciclo quando faltam apenas alguns dias para o final da quarta avaliação da troika a Portugal.

Depois de citar diretamente o caso difícil de Portugal e Grécia, a vice de Christine Lagarde diz que "infelizmente não há uma bala mágica para dinamizar o crescimento e a criação de emprego". "Os países atingidos pela crise na europa só serão capazes de revitalizar as suas economias, vendendo mais bens no mercado internacional e criando novos empregos no sector privado".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00



Pedro, olhe que isso de andar a meter medo aos pensionistas é capaz de não ser tão boa ideia assim. O pessoal não sabe nada dessas questões mas sabe de outras. Por exemplo, que não se mudam as regras a meio do jogo. E que o jogo foi marcado para um campo não vamos jogar noutro, assim sem mais, sem conversa prévia e sem autorização de quem tem aí os descontos de uma vida.

Depois a pressa é muito má conselheira. No meio de uma tempestade quem é que quer mais um ciclone? Ora o Bagão Félix, que até é do seu partido, já fez as continhas e são precisos quarenta anos para se passar " a vau", isto é, aquele espaço onde a Segurança Social deixa de receber os descontos mas em que tem que continuar a pagar.  Não se meta nisso!

Depois ainda ninguém conseguiu provar que esse sistema seja melhor. Liberdade de escolha já há. Os que têm dinheiro já juntam a pensão e o rendimento de uma qualquer aplicação da poupança. Os outros, os que contam para as contas, não têm dinheiro para poupanças. Onde é que está a liberdade de escolha? 

Uma ajuda para o stress é andar de "vespa"...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24


Segurança Social - três pilares

por Luis Moreira, em 14.04.12

Base pública com plafonamento. A partir de certo limite gestão privada ou mutualista. As companhias de seguros agradecem.

“É importante podermos introduzir mudanças que garantam uma base pública do sistema de Segurança Social, que a base essencial seja pública, mas que ao mesmo tempo seja dada liberdade de escolha, nomeadamente às novas gerações”, salientou à Lusa. Liberdade de poder descontar-se para o sistema público ou para outros sistemas como mutualistas ou privados, explicou.
E isso, para Pedro Mota Soares, significa “introduzir limites nas contribuições mas, acima de tudo, introduzir limites nas pensões que são pagas pelo Estado”.
“É essencial que a base do sistema seja pública, mas quando falamos de pensões muito elevadas, aí verdadeiramente já não estamos a falar de equidade social, já estamos a falar de gestão de poupanças e essa porventura não deve ser feita pelo Estado”, disse o ministro da Solidariedade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09

Uma peça importante para se perceber que a dívida pública, contrariamente ao que procuram fazer crer, é resultado de criminosas transferências do erário público para os bolsos de uns quantos privados!
E é neste quadro que nos impõem sacrifícios (redução de vencimentos, etc., etc.)...
Um bom exemplo, bem demonstrativo de como a riqueza pode, em larga escala, ser transferida de muitos para uns poucos! Os montantes são impressionantes.
Revoltante, simplesmente revoltante!!!

http://www.tvi24.iol.pt/videos/video/13427620/1

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:45


Subsídios da privada, adeus...

por Luis Moreira, em 09.01.12

O déficite fica em 5,4% do PIB, 0,9% acima do acordado com a Troika. O pagamento aos hospitais para estes pagarem a fornecedores borrou a  escrita. Só há dinheiro para "raspar" nos subsídios de férias e Natal da privada, por isso parece-me bem que a "justiça" vem aí para os que acham que assim é que é. Saca-se a todos!

Os buracos aparecem uns atrás dos outros fruto da incompetência e do deixa andar. Parece que aqueles a quem pagamos para serem gestores nem as dívidas dos hospitais conheciam. É a posição típica de quem sabe que alguém vai pagar por isso marimbam-se nas dívidas e no resto. Ao fim de todo este processo longo, com o acordo entre partidos, com a Troika, com os trabalhos do orçamento os buracos persistem. Ninguém sabe tudo e poucos sabem alguma coisa!

Quando teremos a próxima surpresa?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:02


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    OLÁ, você precisa de um serviço de hackers? Você e...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds