Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Este ano não há Primavera

por Luis Moreira, em 29.03.12

O banco de Portugal veio enterrar por uma vez a estação mais bonita do ano. Os indicadores económicos juntam-se à falta de chuva. É tudo pior do que as estimativas iniciais que levaram ao Orçamento de 2012. As exportações não crescem tanto como o esperado, a economia afunda-se  para um PIB negativo de 4.7% quando se esperava 3,3% e, o pior de tudo, vamos perder 160 000 empregos o que elevará o desemprego para perto dos 15%

O ministro Gaspar diz que o melhor mesmo é não realçar as diferenças negativas .

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:33

No dia 4 de Março de 1678 nasceu, em Veneza, o compositor italiano Antonio Vivaldi. O pai era barbeiro mas era, também, um talentoso violinista. Ajudou-o a iniciar uma carreira no mundo da música e foi responsável pela sua admissão na orquestra da Basílica de São Marcos, onde se tornou o maior violinista do seu tempo.
Em 1703, Vivaldi tornou-se padre. Chamavam-lhe “il prete rosso” (o padre vermelho) por ser sacerdote e ter o cabelo ruivo. Um ano depois de ter sido ordenado, foi dispensado de celebrar missa, devido à sua saúde fragilizada. Aparentemente sofria de asma. Vivaldi voltou-se, então, para o ensino de violino num orfanato de raparigas, em Veneza, chamado “Ospedale della Pietà”. Pouco tempo após o seu início nestas novas funções, as crianças ganharam-lhe apreço e estima. Compôs para elas a maioria dos seus concertos, cantatas e música sacra.
No orfanato, desempenhou diversos cargos, interrompidos apenas pelas suas muitas viagens e, em 1713, tornou-se responsável pelas actividades musicais da instituição. António Vivaldi foi realmente um compositor prolífico: compôs 770 obras, entre as quais 477 concertos e 46 óperas. Apesar de os seus detractores o acusarem de fabricar música como quem fabrica pão, foi na sua época muito admirado pelo público e pelos peritos, entre os quais Johann Sebastian Bach. É sobretudo conhecido popularmente como autor dos concertos para violino e orquestra “As quatro estações”.
Em 1705 foi publicada a primeira colecção dos trabalhos de Vivaldi. Muitos outros se lhe seguiram. Tal como aconteceu com tantos compositores da época, Vivaldi, terminou a sua vida na pobreza. Faleceu em Viena, no dia 28 de Julho de 1741. Foi-lhe dada uma sepultura anónima, de pobre. No seu funeral foi cantada a missa de Requiem, na qual o jovem Joseph Haydn terá cantado, no coro.
Mas umas décadas após a sua morte a sua música caiu no esquecimento. O estilo genuinamente barroco de Vivaldi não resistiu à ‘coqueluche’ do classicismo. A maior parte do seu repertório só foi descoberta na primeira metade do século XX, em Turim e Génova, e publicada na segunda metade. Hoje é recordado por todos os públicos e tocado por todas as orquestras – e não só as suas “4 Estações”…


“Primavera” de “As 4 Estações”, de Vivaldi
Concerto no Jardim Botânico do País de Gales
Academy of St Martin in the Fields
Violino: Julia Fischer

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

No dia 3 de Março de 1988 morreu em Kassel, na Alemanha, o violinista Henryk Szeryng. Tinha nascido no dia 22 de Setembro de 1918, em Żelazowa Wola, na Polónia. Aos 5 anos começou a estudar piano e harmonia, com a sua mãe, mas, aos 7 anos, mudou para o violino. Depois de estudar em Berlim, entre 1929 e 1932, foi para Paris, onde continuou os seus estudos no Conservatório, com Jacques Thibaud. Graduou-se com o primeiro prémio, em 1937 e estreou-se como solista em 1933, tocando o Concerto para violino, de Brahms. Entre 1933 e 1939 estudou composição com Nadia Boulanger. A sua fluência em línguas foi utilizada pelo governo polaco durante a 2ª Guerra, trabalhando como oficial de ligação e intérprete, o que o levou a interromper a carreira musical.
Contudo, Henryk Szeryng não parou completamente de tocar, uma vez que dava concertos para as tropas aliadas. Foi em consequência de um desses concertos, na Cidade do México, que foi convidado para dar aulas no Conservatório local. Aceitou o cargo e, em 1946, obteve a nacionalidade mexicana. Retomaria a carreira de violinista apenas em 1954, por insistência do seu compatriota polaco, o pianista Arthur Rubinstein. Daí em diante os dois tocaram e gravaram, em conjunto, inúmeras vezes.

1º andamento da Sonata nº 5 “Primavera”, para violino e piano, de Beethoven
Violino: Henryk Szeryng
Piano: Arthur Rubinstein

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Aboubacar Aboubacar Sacko

    Se você precisar dos serviços de um hacker ético c...

  • Anónimo

    OLÁ!!! Você é um homem ou uma mulher? Você precisa...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Ile é conectado como o controle de acesso à Intern...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    Se você precisa de um serviço de hackers genuíno e...

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog