Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Nas mãos de um pedófilo

por autor convidado, em 09.06.13

A criança amarga desperta para mais um dia branco de nuvens rosa que amanhece precocemente.

No cimo das árvores o vento balança a tristeza do tempo que não consegue mais tardar numa noite incógnita.

O frio da manhã emprenha-se nos ossos e, sozinha, ela encolhe-se e treme.

O mundo parece deixar de ter sentido após noites como aquela e, amargurada, ela chora grossas lágrimas.

Não havia, naqueles tenros anos, uma mão amiga que a amparasse, uma brincadeira no pátio da escola que a fizesse sentir-se feliz.

Uma flor reclama ao ser pisada e a criança assusta-se e corre.

Acabava naquela tarde o sonho inocente que embalava os seus pensamentos.

 

Um dia alguém ousará pensar que aquela criança merecia algo mais.

Poderiam ter-lhe dado um abrigo enquanto o vento gelado patrulhava as ruas procurando algo quente em que penetrar.

Deveriam ter-lhe prestado auxilio quando ela desesperou por ele.

Amá-la não seria pedir demasiado a ninguém.

Poderiam tê-lo feito…

Deveriam tê-lo feito…

Amá-la-iam se ela chegasse a sonhar o impossível.

Porque um abraço sem lástima no fim não é suficiente!

Nada apaga a mágoa e a destruição é eterna.

Ao olhar para trás ela sentirá sempre que lhe foi roubada a vida e a alegria dos seus olhos irá esmorecer e findará.

Restará para sempre um desejo desesperado e inconsequente de querer voltar atrás, não no tempo, mas na vida.

O desejo de regressar àquela infância na qual, se o balão não a levasse ao céu ela levá-lo-ia ao andar mais alto a que conseguisse chegar só para sonhar mais alto.

Mas, como o senso comum sabe, uma vez chegados ao topo o único caminho é para baixo.

 

 [por Keep Fighting]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:04

religi%3Fo.jpg

(copy&paste, revisto e com mais pecado, dum comentário que deixei no mural do António Filipe)

O Conclave que amanhã se inicia é para escolher o próximo tipo de saias que vai dizer que usar preservativo é pecado, que é para a semente (da sida) se continuar a espalhar em grande. All the sperm is sacred...
Fui simplista? Redutor? Por certo; podia também falar de pedofilia e do poder que os respectivos lobbies (existem, pois!) exercem na escolha do próximo papa.
E podia ainda falar de mais coisas...
Da cúria romana que levou o ex-papa a resignar; e aqui, mais uma vez, teria de falar de pedofilia (não seria o ex-papa o alvo das minhas principais farpas tintas de pecado).
E podia falar de tanta outra coisa. Até podia arriscar dizer que o próximo papa não será italiano. Porque, por estranho que pareça, parece que há rapaziada na América do Sul que encaixa melhor no perfil "que se quer" para proteger a ICAR daquilo que a faria tremer até à pedra ou pedro inicial.
E sim, hoje estou calminho. Correu-me bem o dia.
Amanhã talvez peque mais um pouco.
Agora vou-me deitar que amanhã tenho de me levantar meia-hora mais cedo para disfarçar o 666 que me apareceu na testa enquanto passava para aqui a mensagem que o príncipe das trevas me ditava.
PS - se tenho algo de pessoal contra a ICAR? Claro que sim. Sou humano. Não sou o espírito santo. Vejo, ouço e falo. E sinto a dor que esta igreja e outros ópios semelhantes causam aos meus iguais. Ao próximo, não é assim que se diz?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:31


Eu se fosse padre fornicava mas não pecava

por Luis Moreira, em 20.04.12

Andam os bispos com cartilhas de comportamento, pedidos de denúncia, investigação da vida dos jovens seminaristas para secar o que a natureza dá com generosidade. Nas Aldeias Portugueses sempre se ouviu dizer que o Padre tinha uma série de filhos, mas nunca se ouviu dizer que o Padre era pedófilo. Não, era uma opção de uma grande coragem. Fornicava mas não pecava. Desobedecia aos cânones mas não pecava com crianças.

Eu se fosse padre era o que fazia. Não aguentando o chamamento da carne só fazia mal a mim mesmo, entre adultos e entre duas preces.

É isto que os Bispos teimosamente não querem compreender. Quem não fornica com adultos cai na tentação de pecar com crianças. Claro que eles sabem muito bem isto, mas tinham que optar, aceitar que o Padre é um homem e que precisa de mulheres ou de homens ( não vem para o caso). Aceitando, os casos de pecado infame da pedofilia terminavam .

Acontece que não tomam esta opção porque para os senhores Bispos a integridade de uma criança é menos importante que a desobediência.  Ainda não sabem para onde foram e porque foram os 2 milhões de católicos que deixaram de o ser?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:04


Os ecos e os silêncios da pedofilia clerical

por António Leal Salvado, em 27.11.11

O depoimento "Enfrentar (esconder) o problema", prestado por António Filipe na Pegada, trouxe à tona o sumerso tema. Um tema em que a atitude da Igreja C.A.R. começa a ser sinistra.

Aplicando perversamente o comando cristão de proteger os fracos e desonrando o exemplo dos melhores seguidores de Cristo que lutaram pela justiça até ao sacrifício da própria vida, os donos da ICAR contrariam e violam a sua primeira obrigação de espanharem a Palavra pelo mundo - e subestimam, desvalorizam, escondem e encobrem os casos de mais miserável atentado à dignidade humana e à fraternidade que por maioria de razão é devida para com os desprotegidos.
Se mais não houvesse a censurar nas posições e práticas do Vaticano - e há tanto e tanto, infelizmente! - bastaria este miserável exemplo para justificar a mágoa com que milhões de cidadãos que na infância aprenderam a moral cristã e quiseram adotá-la e praticá-la no seio da comunidade católica tenham perdido todo o respeito por esta igreja que tantos e tão elevados danos já causou à Humanidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:56


Enfrentar (leia-se "esconder") o problema

por António Filipe, em 27.11.11

Excerto de uma notícia do jornal "Público", de 26 de Novembro (http://www.publico.pt/Sociedade/bento-xvi-defende-normas-exigentes-para-lidar-com-a-pedofilia--1522684):
"O Papa Bento XVI defendeu neste sábado que todas as instituições da sociedade devem ter normas “exigentes” na resposta ao abuso sexual de crianças e destacou os esforços da Igreja Católica para enfrentar o problema."

Respostas por parte da igreja católica?
Ó Ratzinger, deves estar a gozar comigo. Por "normas 'exigentes' na resposta" (expressão que, aliás, é muito vaga) deves estar a referir-te a coisas como penas de prisão, não é verdade? Eu sei, eu sei que estás farto de pagar indemnizações em países como os Estados Unidos e de prometeres indemnizações em países como a Bélgica. Mas isso é tudo treta, porque, com a riqueza que tem a organização a que presides, as indemnizações são "peanuts". Os teus lacaios até se deram ao luxo de declarar bancarrota na diocese de Wilmington, nos Estados Unidos, para evitar indemnizações exigidas pelas vítimas de pedofilia. Também sei que estás farto de pedir desculpa e dizeres que tens vergonha e pedires tolerância zero contra pedófilos. Tretas e mais tretas. "De boas intenções está o inferno cheio", diz o povo da nossa terra. As vítimas querem ver os responsáveis na prisão. Não sei é se haveria prisões suficientes por esse mundo fora para albergar tantos pedófilos. Sim, porque pedofilia é um crime que, dependendo dos países, terá, certamente, como punição, vários anos de prisão (para mim, por mais que fossem, seriam sempre poucos). E, atenção, que colaborar com criminosos, também é crime. Lembras-te, quando eras arcebispo de Munique, da reintegração de um padre pedófilo, que estava a receber tratamento psiquiátrico? Claro que o teu porta-voz disse que tu não sabias dessa reintegração.
Mas estás a gozar com quem?

Fazendo uma simples pesquisa no Google acerca deste assunto, deixou-me aterrorizado. Oh, eu sabia que havia muitos casos detentativas, por parte da ICAR, de esconder estes crimes cometidos pelos representantes de Deus na terra. Mas tantos!!!?
Já há décadas (ainda ninguém falava disto) que eu clamava: "Investiguem os padres e o que se passa nos seminários." Ninguém me dava atenção. Nunca mo disseram, mas tinha a sensação que muita gente pensava que o aldrabão era eu. Mas, como a verdade vem sempre ao de cima, anos depois, finalmente, existem países como os Estados Unidos, Inglaterra, Irlanda, Bélgica e, provavelmente, outros, onde a comunicação social já vai dando notícias destas poucas-vergonhas e os tribunais já dão ouvidos às vítimas. Por cá, pouco acontece. O Padre Frederico que, além de cometer o crime de pedofilia ainda matou a vítima, foi condenado a 13 anos de prisão, em 1993. Ainda cumpriu parte da pena, mas aproveitou uma saída precária e fugiu para o Brasil. Só dez anos depois é que o bispo do Funchal reconheceu publicamente as práticas pedófilas do seu antigo secretário particular!
Portanto, Ratzinger, não me venhas com falinhas mansas. Que isto de enganar o povo, mais tarde ou mais cedo, tem as suas consequências.
Mesmo em sítios onde a palavra democracia não tem qualquer significado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:58

A minha Casa Pia - uma pegada de Bruno Horta

por Luiz Antunes, em 07.09.10

A poucas horas da divulgação pública do acórdão relativo ao “processo Casa Pia”, a discussão pública transformou-se numa discussão jurídica. Foi súmula ou não foi súmula, há provas ou não há provas, as penas são justas ou injustas, e por aí fora. É o costume em temas polémicos: o legalismo é que importa, nenhuma outra forma de discurso é aceite como válida. Só posso concluir que o primado do Direito na imprensa e na opinião pública é um sintoma de uma sociedade que se sente generalizadamente injustiçada. Sobrevalorizamos o que não temos. De outro modo, aceitaríamos discutir os problemas com o auxílio de outras ferramentas.

Pela minha parte, e podendo, quero ler o processo. Mas isso não é o mais importante. Tenho-me entretido a descarregar do “site” da Sage Publications alguns ensaios e estudos médicos (com “peer review”) sobre pedofilia e abuso sexual de menores. Descobri que a violação de uma criança que tenha até 11 anos (do sexo feminino) ou até 12 anos (do sexo masculino) é clinicamente classificada como pedofilia. Se a idade das vítimas se situar entre os 12 e os 15 anos fala-se, antes, em hebofilia. A diferença está na maturação sexual da vítima: pré-púbere ou púbere.

Descobri também quais as macabras características de que enfermam quase todos os pedófilos e hebófilos: têm uma média de idades de 26 anos, pouca instrução, foram vítimas de abusos sexuais quando crianças, provêm de famílias desestruturas mas onde não havia consumo excessivo de bebidas alcoólicas por parte dos encarregados de educação, são esquerdinos, sofrem de ansiedade, têm problemas de relacionamento social e uma enorme falta de auto-estima. (Os artigos científicos de que falo estão aquiaqui.)

Gostava de conversar com Carlos Cruz e perceber se alguma daquelas coisas é verdade nele. Gostava de fazer, sozinho, um estudo do tema – coisa manifestamente impossível. É um assunto pessoal, já. Pouco me interessa o que fica ou não provado em Tribunal. Interessa-me que o sistema de justiça funcione bem, como é óbvio, mas os procedimentos e as regras próprias de um sistema são o que são. E não são certamente infalíveis ou absolutos.

Gostava de falar com os abusadores. Perguntar-lhes coisas em conversa franca. Não vejo as tragédias só do lado de quem verte sangue, o que não é igual a dizer que amesquinho os perdedores. Que fizeste tu, Carlos Cruz?

 

Bruno Horta

 

 

Convidei o Bruno Horta para partilhar uma pegada... e eis as suas marcas!

Obrigado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Aboubacar Aboubacar Sacko

    Se você precisar dos serviços de um hacker ético c...

  • Anónimo

    OLÁ!!! Você é um homem ou uma mulher? Você precisa...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Ile é conectado como o controle de acesso à Intern...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    Se você precisa de um serviço de hackers genuíno e...

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog