Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Crentes, crenças e outros bisnaus

por Licínio Nunes, em 23.08.13
Parece que foram usadas armas químicas na Síria. Uma barata tonta e chocha, da nossa praça, acha que se deve "...deixar o Islão tratar de si..."; um fulano que, para o bem e para o mal, conhecia muito melhor aquela região do que todas as baratas tontas, considerava os Alawis, donde provém o nojento poder sírio, como cristãos, facto que desde logo deixaria as baratas tontas no dever de mudarem rapidamente de posição. Adiante.



O poder em Teerão, mais o Hezbollah libanês — que por mero acaso são xiitas — apoiam o regime. O PCP também. O tal "homem mais poderoso do mundo", parece estar a considerar todas as opções, seja lá o que for que isso signifique. Os russos e os chineses não querem que sejam consideradas quaisquer opções. Os sírios, esses, vão morrendo aos molhos.

Alguns ingénuos bem intencionados, pensam que isto só acontece porque a Síria não tem petróleo. É falso, embora não seja dos maiores produtores. Muitos dos problemas actuais começaram porque muitos "sábios" pensaram que teria muito mais do que aquilo que tem. No meio da confusão, os sírios vão morrendo.

Aos molhos. O PCP aplaude. No meio da tragédia, o ridículo é apenas ridículo, mas chega uma altura em que o único nome possível para a merda, é apenas, merda. Não faço ideia qual seja a solução para o enorme saco de gatos que aquele país é, mas cada vez se torna mais óbvio para mim, porque é que os crentes de todas as crenças têm todos o mesmo cheiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:41


As tóradas…

por Licínio Nunes, em 05.08.13
A las cinco de la tarde.
Eran las cinco en punto de la tarde.
Un niño trajo la blanca sábana
a las cinco de la tarde.
Una espuerta de cal ya prevenida
a las cinco de la tarde.
Lo demás era muerte y sólo muerte
a las cinco de la tarde.


Federico García Lorca — La cojida y la muerte

Todos os portugueses estão habituados às tóradas. Ainda recentemente, o inteligente, de Belém, tocou ao fim da crise política e um dos bois mudou-se para as laranjeiras; o outro boi principal foi de férias para o Algarve, que isto de tórear os portugueses é canseira de arrebentar.

Mas para além destas, existem as outras. Metem bois com cornos a sério, sangue q.b. e um fedor inigualável: cheiram a morte. São morte e violência e cheiram ao que são. Dizem-nos que fazem parte da nossa tradição e é verdade, exactamente como a escravatura — a que Carl Sagan chamou "a peste das civilizações do Mediterrâneo" — também fez parte da tal tradição e durante milhares de anos.

Mas desta vez, a tal tradição parece querer ganhar novos terrenos. No Fundão, mais exactamente. Como beirão relapso e em segunda mão (terceira, pelo lado paterno), sei perfeitamente que nunca foi terra deste tipo de tóradas (das outras, nenhum de nós, portugueses, aprendeu ainda a livrar-se).



Há muito distraído que pretende argumentar com o gosto, paixão com frequência, que Picasso, ou Hemingway, ou García Lorca, demonstraram por tal espectáculo. Dum ponto de vista lógico, é como se tentássemos justificar a tal peste mediterrânica com o agrado com que Homero ou Aristóteles encararam a prática da escravatura.

Mas como parece que o que está em causa é a defesa da tradição, quero fazer uma proposta: em vez da tórada no Fundão, vamos fazer uma a sério e na catedral do Campo Pequeno. Vamos juntar na arena o inteligente, de Belém, mais o boi e o vice-boi da ocupação estrangeira, sem nos esquecermos daquela choca que parece que leu Simone de Beauvoir. A protectora dos animais que diga de sua justiça a respeito da lide, se poderá ser à espanhola, ou na versão manhólas dos aficionados locais.

Pela minha parte, vou continuar a olhar Picasso e Hemingway e Lorca como os génios que foram, sem deixarem de ser os seres humanos, falíveis e limitados que todos somos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • SALLY PAUL

    NOTA: Se vocêestá procurando uma empresa de emprés...

  • MIKE BLIZZ

    Por que você vai ao banco pedir um empréstimo que ...

  • MARK DOROTHY

    Do you suffer financially or do you need emergency...

  • Anónimo

    VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING DE QUALIDADE...

  • Anónimo

    VOCÊ ESTÁ PROCURANDO UM HACKER ONLINE E ENTRE OS H...

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Anónimo

    I was searching for loan to sort out my bills &...

  • Anónimo

    VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING DE QUALIDADE...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog