Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O FMI a tirar o "cavalinho" da chuva...

por Luis Moreira, em 12.04.12
O FMI, um dos pais do (des)acordo, vem agora anunciar que a austeridade pode dar cabo do resto, como se nada tivesse a ver com o assunto. Acredita mesmo que, face à profunda recessão,  a corda possa rebentar pelo lado do governo. As campainhas de aviso tocam. As receitas fiscais apesar do aumento das taxas, diminuem. Sinal de que a actividade económica definha.
A OCDE diz sem meias que a Troika deu a estocada final à economia. Não há duvida que os agentes do processo estão a mandar avisos para memória futura, tipo Cavaco Silva " eu não avisei?". Os Ingleses dizem que "prever antes é difícil" numa demonstração que lá também ouviram o Octávio Machado "prognósticos só no fim".
Entretanto, vem aí mais uma taxa, esta sobre os grandes operadores da distribuição. O que eu acho mais curioso nesta taxa é que já existe para a produção agrícola e para a indústria transformadora. O sector protegido da grande distribuição estava de fora. O habitual!
PS: o título pedi-o emprestado a um comentário da Ariel.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00

A OCDE constata que em Portugal o aluno está menos no centro do sistema e que isso se reflecte na maior percentagem de reprovações.

Para a OCDE é "óbvio" que o aluno não está no centro da aprendizagem porque existem elevados níveis de repetência, acima da média da OCDE. Portugal tem o quarto nível mais alto de repetências, entre os 34 países, de acordo com dados do PISA de 2009, já conhecidos, sobre os resultados dos alunos de 15 anos a língua materna, a matemática e a ciências. Em média, dez em cada 100 alunos repetem um ano, apontam os directores das escolas portuguesas.

Enquanto o sistema for centralizado, a autonomia da escola for deficiente e não houver uma verdadeira avaliação dos professores e escolas não sairemos da cauda da classificação.

Em Portugal, "os níveis de reprovação são mais altos do que na maior parte dos países" e, na Europa, os que mais reprovam são Portugal, Espanha, Luxemburgo e França.

A "excessiva" utilização do "chumbo" reflete o facto de "o quadro de avaliação não estar definitivamente centrado no aluno", reduzindo as expetativas dos professores sobre os alunos, e o professor acaba por não investir tanto tempo no progresso do estudante, disse o especialista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:50

Contrariamente ao que fazem constar os professores portugueses ganham mais que a generalidade dos seus colegas ."os professores portugueses recebem mais 1,19 de salário do que outros trabalhadores a tempo inteiro com formação superior. Um valor que os coloca acima da média da OCDE que é de 0,77. Só a Coreia e a Espanha têm valores semelhantes a Portugal."

Mas os alunos são dos piores classificados e os sindicatos fazem greves, uma atrás de outra, como se os seus membros fossem os injustiçados maiores. Como se vê fazer muito barulho não dá razão a ninguém. É mais uma achega para se perceber as razões que levam os  professores a não quererem a autonomia das escolas, a avaliação assente no mérito e os rankings das escolas. Pois se ganham bem e não têm que dar troco a ninguém!

Esta tentativa de colocar os professores como profissionais mal tratados, a ganhar pouco, longe de casa, pendentes de concursos anuais que sempre são injustos, aturando alunos e pais violentos, cheios de comprimidos para se defenderem do stress, não cola. A classe, no essencial, tem os problemas de todas as outras classes profissionais.E, como em todas as classes, há quem ganhe de mais e quem ganhe de menos, segundo os resultados individuais.

E é preciso que os sindicatos percebam que não vale tudo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:36


Quando a realidade nega a teoria...

por Francisco Clamote, em 22.12.11
...manda o simples bom senso que se abandone a teoria.
Se, como afirma a OCDE, "ao longo de 2011, o custo do trabalho sofreu sucessivas quedas, mas a produtividade caiu ainda mais, fazendo de Portugal o país da OCDE onde mais se deteriorou um dos indicadores-chave da competitividade", então parece óbvio que a receita que o governo passista se propõe aplicar, com mais reduções no valor dos salários, não vai contribuir para aumentar a produtividade. Logo, o melhor seria não seguir essa via.
Não será assim, Álvaro?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:25


Festejos em São Bento

por Francisco Clamote, em 28.11.11
Logo que Passos Coelho tomou conhecimento de que, segundo as previsões da OCDE, em 2012, a economia portuguesa deverá recuar 3,2%  e o número de pessoas desempregadas atingirá, no próximo ano, 13,8% da população activa, convocou de imediato uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros, onde a  notícia deu azo a largos festejos regados com champanhe.
Um ministro retardatário, ao deparar com a libação em curso, perguntou a Passos Coelho o que é o Conselho de Ministros estava a festejar, tendo Coelho retorquido de pronto: como sabe e é público, pois já o anunciei ao país, a política deste governo tem como primeiro e único objectivo empobrecer o país. Ora, as previsões da OCDE indicam que Portugal vai empobrecer ainda mais rápido do que o previsto. Não acha o meu amigo que há boas razões para comemorar?
Bom, sendo assim, disse o ministro retardatário, venha daí mais uma rodada!
(imagem daqui)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:29


From Gurria to G20 ... with love!

por Rogério Costa Pereira, em 31.10.11

Claro que podem, José Ángel. Isso é para o lado que eles se deitam melhor. E as Finanças, estúpido? E os outros números? E os défices? Cooperação e Desenvolvimento Económico? Que raio de coisa é essa? E a nossa ficção? Desemprego? Cooperação e Desenvolvimento Económico? Get fictional e não nos venhas com utopias bacocas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:18


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Ruth Breen

    It still feels incredible that my life has changed...

  • Anónimo

    Obtenha um cartão ATM em branco e dinheiro Bom di...

  • Anónimo

    Offre de prêt rapide et sérieuseLes informations s...

  • Anónimo

    Waow this is unbelievable, it is my first time to ...

  • Anónimo

    I am a veteran with the world trade organization h...

  • Anónimo

    Olá, Você precisa de um empréstimo de emergência p...

  • Anónimo

    Você busca fundos para pagar créditos e dívidas?{g...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Anónimo

    Precisa de um empréstimo? Empréstimo comercial? Em...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds