Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ópera “Norma”, de Vincenzo Bellini

por António Filipe, em 26.12.12
No dia 26 de Dezembro de 1831 estreou-se, no Teatro alla Scala, de Milão, a ópera “Norma”, de Vincenzo Bellini. É uma ópera em dois actos, com libreto de Felice Romani, e é considerada o ponto alto da tradição do “bel canto”.

O libreto é baseado na tragédia “Norma, ou o Infanticídio”, do poeta francês Alexandre Soumet. Contém um grande espectro de emoções: conflitos na vida pessoal e pública, romantismo, amor maternal, amizade, ciúme, intenções criminosas e resignação. O papel principal da ópera é, geralmente, considerado como um dos mais difíceis do repertório de soprano. Foi criado para a cantora italiana Giuditta Pasta, que foi também a primeira s interpretar o papel de Amina na ópera “La sonnambula”, do mesmo compositor.
Durante o século XX, somente um pequeno número de cantoras foi capaz de desempenhar o papel de Norma com sucesso: Rosa Ponselle, no início da década dos anos 1920, depois Joan Sutherland e Montserrat Caballé. Maria Callas foi a mais famosa Norma no período pós-guerra. Representou esse papel inúmeras vezes e gravou-o em duas ocasiões.
A acção desenvolve-se na antiga Gália, onde a sacerdotisa Norma é pressionada pelo povo a liderar uma revolução contra os Romanos. Mas Norma tinha-se apaixonado pelo procônsul romano Pollione, do qual teve dois filhos. Por sua vez, Pollione tinha-se apaixonado por Adalgisa, outra sacerdotisa. Quando Norma descobre a sua traição, ameaça matar as crianças. Só a inesperada amizade de Adalgisa faz com que a ameaça não se concretize. O núcleo emocional desta ópera é, exactamente, a relação entre Norma e Adalgisa.


Ária “Casta diva”, da ópera “Norma”, de Bellini
Soprano: Joan Sutherland
The Elizabethan Symphony Orchestra
Maestro: Richard Bonynge

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Joan Sutherland – “La Stupenda”

por António Filipe, em 07.11.12
No dia 7 de Novembro de 1926 nasceu em Sydney, Austrália, a soprano Joan Sutherland. É considerada uma das melhores cantoras do seu tempo, que se especializou no repertório de bel canto, com uma voz encantadora, um excelente registo e uma fantástica presença em palco.

Os críticos italianos chamaram-lhe “La Stupenda”. Órfã de pai quando tinha apenas seis anos, a mãe era uma mezzo-soprano aposentada, com quem Joan Sutherland diz ter aprendido bastante em casa, quando costumavam cantar juntas e ouvir gravações. Enquanto trabalhava como secretária, Sutherland começou a estudar canto seriamente por volta dos 18 anos. Curiosamente, nunca frequentou um conservatório.
Em 1951 ganhou a mais importante competição de canto da Austrália e, com o dinheiro do prémio, viajou para Londres, para estudar na Escola de Ópera do Royal College of Music. No dia 16 de Julho de 1952, fez a sua estreia europeia no Parry Theatre, acolhendo boas críticas, o que lhe abriu as portas da célebre Royal Opera House, Covent Garden, de Londres. A partir daí, Sutherland correu mundo, interpretando uma enorme quantidade de personagens. Só o papel de Lucia, da ópera “Lucia de Lamermoor”, de Donizetti, foi interpretado mais de duzentas vezes, ao longo de trinta anos.
Em 1961, em reconhecimento da fenomenal carreira (em que se incluem mais de 1800 performances, mais de 50 papéis interpretados e mais de 80 discos gravados) a Coroa Britânica condecorou Joan Sutherland como Comendadora da Ordem do Império Britânico. Em 1975 veio a ser nomeada Companheira da Ordem da Austrália e, em 1979, recebeu o título de Dama do Reino da Grã Bretanha.
Estes e diversos outros títulos são, afinal, apenas o epílogo de uma carreira de mais de 40 anos de estrondoso sucesso, com todos os recordes de vendas de discos, cantando todos os papéis importantes do repertório da ópera.
A soprano Joan Sutherland morreu no dia 10 de Outubro de 2010, em Genebra, na Suiça, onde vivia com o seu marido, o maestro Richard Bonynge.


Ária "Casta diva" da ópera "Norma", de Bellini
Soprano: Joan Sutherland
The Elizabethan Symphony Orchestra
Maestro: Richard Bonynge

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Vincenzo Bellini – Compositor italiano

por António Filipe, em 23.09.12

No dia 23 de Setembro de 1835 morreu, em Puteaux, perto de Paris, o compositor italiano Vincenzo Bellini. Tinha nascido na Catânia, Sicília, no dia 3 de Novembro de 1801. A maior parte da sua aprendizagem musical primária veio do pai e do avô, ambos compositores e músicos. Aprendeu a tocar piano muito cedo e, aos seis anos, já tinha escrito a primeira composição. O seu avô, ávido para exibir o talento do neto, organizou as suas primeiras apresentações em igrejas e salões aristocráticos. Aos dezoito anos, Bellini ingressou no conservatório de Nápoles. Apesar de um começo vacilante, foi imediatamente notado e conseguiu apoio do compositor Niccolo Zingarelli, director da escola. No conservatório, Bellini aprendeu contraponto e solfejo e estudou minuciosamente os trabalhos de Haydn, Mozart e dos mestres napolitanos. No último ano, a sua primeira ópera, Adelson e Salvini, foi apresentada em público, com um elenco de estudantes do conservatório. Depois do sucesso da ópera, o compositor foi comissionado para escrever outra ópera, que foi apresentada no Teatro San Carlo, em Nápoles.
Bellini construiu uma reputação de excelente compositor, mas era lento - enquanto a maioria dos compositores da sua época levava somente um par de meses para escrever uma ópera, ele, geralmente, limitava-se a escrever uma obra por ano. Pouco depois de escrever I Puritani, Vincenzo Bellini adoeceu. Morreu alguns meses depois, com apenas 34 anos. Estava no auge do sucesso. Algumas das suas óperas, como Zaira, fracassaram terrivelmente, mas muitas outras tiveram um grande sucesso e continuam no repertório ainda hoje, como I Capuleti ed I Montecchi, La sonnambula e Norma.


Ária “Casta Diva”, da ópera “Norma”, de Bellini
Soprano: Anna Netrebko
Orquestra Sinfónica Baden-Baden und Freiburg
Maestro: Marco Armiliato

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Montserrat Caballé – Soprano espanhola

por António Filipe, em 12.04.12

No dia 12 de Abril de 1933 nasceu, em Barcelona, a soprano espanhola Montserrat Caballé. De origem humilde, necessitou de grandes esforços para concluir o curso de canto no Conservatório Superior de Música del Liceu. O início da sua carreira foi também modesto até que decidiu ir para a Suíça, onde fez parte da Ópera de Basileia entre 1957 e 1959. Estreou com um repertório pouco habitual para cantoras espanholas, que incluía Mozart e Strauss, o que lhe serviu para a etapa profissional seguinte na Ópera de Bremen, de 1959 a 1962.
Mas a sua verdadeira estreia mundial ocorreu na noite de 20 de Abril de 1965, no Carnegie Hall, em Nova Iorque, quando, inesperadamente, teve que substituir Marilyn Horne, na ópera Lucrezia Borgia, de Donizetti. A sua actuação valeu-lhe 25 minutos de aplausos e um dos mais importantes críticos nova-iorquinos escreveu no cabeçalho da sua crítica: "Callas + Tebaldi = Caballé".
A partir daí, a fama garantiu-lhe vários anos de espectáculos com lotação esgotada. Em 1988, juntamente com Freddie Mercury, dos Queen, gravou o álbum “Barcelona”, considerado um mito na união de uma cantora de ópera com um cantor de rock. Em 1992 cantou na abertura dos jogos olímpicos de Barcelona, sem a presença de Freddie Mercury, que tinha falecido no ano anterior.
Mas Caballé fez um dueto virtual com o cantor, que viria a repetir em 1999, antes da final da Liga dos Campeões da UEFA, entre o Manchester United e o Bayern de Munique. Actualmente, Montserrat Caballé vive em Barcelona, a sua cidade natal.


Ária “Casta diva”, da ópera “Norma”, de Bellini
Soprano: Montserrat Caballé
Royal Liverpool Philharmonic Orchestra
Maestro: Robin Stapleton

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    OLÁ, você precisa de um serviço de hackers? Você e...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Wahid Miha Wahid Miha

    Se você precisar dos serviços de um hacker ético c...

  • Anónimo

    They are a professional group of hackers beyond th...

  • Anónimo

    Olá, o carregamento de bitcoin está disponível no ...

  • Anónimo

    Olá, o carregamento de bitcoin está disponível no ...

  • Anónimo

    Olá, o carregamento de bitcoin está disponível no ...

  • Anónimo

    Olá, o carregamento de bitcoin está disponível no ...

  • Wahid Miha Wahid Miha

    Se você precisar dos serviços de um hacker ético c...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds