Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Anatomia de Neves

por Licínio Nunes, em 19.11.13
A morgue dum hospital universitário. No centro, debaixo duma luz feérica, um cadáver sobre a mesa de dissecação. De um dos lados, o lente, relendo atentamente as suas notas. Do outro, os alunos, num semi-círculo inquieto. A ocasião: a primeira aula prática de anatomia.

Ao fim de algum tempo, o lente ergue os olhos dos seus apontamentos e por cima das lentes bifocais, dardeja um olhar glacial sobre o grupo de cordeiros inquietos "Minhas senhoras, meus senhores, para o exercício da profissão que todos vós escolhestes, existem dois requisitos essenciais; por esta ordem: boa vista e bom estômago. Quero que todos e cada um de vocês imite exactamente o que eu vou fazer a seguir". Perante o espanto dos alunos, dirige-se ao cadáver e enfia-lhe um dedo no ânus. Sem deixar que a audiência tenha tempo para respirar, enfia o indicador na boca e lambe-o. Depois reitera "Façam o favor de me imitar".

Os alunos agitam-se, cada um tentando esconder-se atrás dos outros, até que o proverbial melhor aluno da turma avança e enfia o indicador direito no ânus do cadáver. Depois, leva o dedo à boca e lambe-o. O professor contempla-o, sem disfarçar a admiração, e enquanto ele tenta ainda controlar o reflexo de náusea, diz-lhe: "Os meus sinceros parabéns! Você tem manifestamente, um estômago óptimo. A respeito da sua vista é que eu tenho profundas dúvidas. Deveria ter reparado que eu lambi o indicador, mas tinha enfiado o anelar..."


A preço de custo. Ouvi esta história repetida muitas vezes, como tendo-se passado com um professor catedrático da faculdade de medicina de Coimbra, cujo nome não recordo.


Quero começar por dizer que compreendo perfeitamente a reacção de repulsa que tantos manifestaram, perante as declarações do Neves a respeito dos ordenados e dos pobrezinhos, no fim de contas, já lá diz o povo que quem não se sente, não é filho de boa gente. Contudo, gostaria de referir que o Neves não fez mais do que desnudar-se em público e exibir a sua nudez, como aqueles adolescentes que vão para aquelas coisas de adolescentes, revelar que já fizeram sexo com vários parceiros.

Numa sociedade ideal, a reacção seria apenas "Who gives a fuck?", o problema é que não vivemos numa sociedade ideal e temos que reconhecer que estes desnudamentos em público servem uma função social útil, no limite, ajudam pelo menos a manter os custos do Serviço Nacional de Saúde controlados e os serviços prestados, direccionados para pessoas de bem. A anatomia do Neves é repelente, mas peço aos leitores que atentem no título, pois o assunto deste post é outro.



Tenho a certeza que já todos repararam que, para além dum exibicionista pruriente, o Neves é também um beato, mais seboso do que a titi da Relíquia e igualmente público. Ainda hoje e no mesmo local, podemos constatar que o dito acha que "Não há felicidade maior do que saber que Deus, o Deus supremo, sublime, transcendente, que fez o céu e a terra, se entregou à morte para me salvar". A ele, pessoalmente. Acontece que o Neves, além do resto, é também um herege, mórbido e macabro. Isto digo eu, que acabei de voltar da casa de banho, onde lavei cuidadosamente as mãos e neste momento estou a lamber, deliciado, o meu indicador direito, mnham, mnham! Mas como a heresia dos Neves é um assunto por demais ignorado, e para que se perceba a sua anatomia, vou fazer uma pergunta directa: como se chama aquela praça de Veneza, onde fica situada a catedral de S. Marcos? Enquanto pensam neste assunto, podem ir ouvindo aqueles brits que, obviamente, sabem muito deste assunto.



A resposta à pergunta, são duas, a primeira sendo que esta malandrice não é da minha lavra, foi arquitectada por um filósofo americano, chamado Daniel Dennet; a segunda, a correcta, é que não fica, porque não existe nenhuma catedral de S. Marcos, em Veneza. Existe a Basílica de S. Marcos, uma das obras primas da arquitectura bizantina, e claro, este assunto vai muito mais para além duma discussão a respeito de estilos arquitectónicos.

Todos os historiadores concordam que Constantino se terá, de facto, convertido ao cristianismo, mas apenas nos últimos anos da sua vida. A sua adesão inicial foi estritamente política, mas havia um problema de grande monta a resolver. As comunidades cristãs tinham passado os séculos anteriores, primeiro tentando sobreviver, depois ocupadas em aumentarem a sua própria prosperidade e influência, até que um grande líder chegasse e que reconhecesse a sua importância e os alcandorasse ao lugar que sentiam ser o seu. Mas quando esse líder chegou e Constantino decidiu tornar o cristianismo a religião oficial do Império Romano, não havia ali nenhum dos elementos essenciais que o tornassem atractivo como religião de massas. Então tudo foi criado, à pressa, sob a pressão da necessidade premente. Uma arquitectura, uma iconografia e, essencial, um culto dos heróis e dos mártires. Foi apenas naquela altura, que as simbologias da cruz e do martírio foram adoptadas. Alguns movimentos evangélicos, sobretudo americanos, chamam a todas as correntes oficiais do cristianismo (são um pouco mais suaves com as outras correntes protestantes), A Heresia do Deus Morto e, atentando ao conteúdo literal das escrituras, têm razão, visto que, desse ponto de vista, a morte de Cristo é apenas o fim do tempo antigo e a nova aliança — é isso que significa "Novo Testamento" — se inicia com a sua ressurreição.

A Anatomia de Neves é isto: o preço que temos a pagar pela grande arte bizantina, se calhar, pelo tecto da Capela Sistina e, no fim de contas, esta dívida colectiva, mais não exige de cada um de nós, senão que mantenhamos uma atenção constante à higiene das nossas próprias mãos. A anatomia do Neves, isso é algo que deve, deveria ser da exclusiva preocupação dos profissionais médicos adequados. Pela minha parte, já o disse, Who gives a fuck?. No entanto, este post fica a dever-se também a um editorial do DN de hoje mesmo, em que o autor se arma em Voltaire (outro Neves!) e se oferece para morrer, se preciso for, pela liberdade de expressão da coisa. O que o digno editorialista não percebe, é que a última coisa aqui em causa é a liberdade, pois ninguém a contestaria se fosse exercida, sei lá, no Pasquim da Manhã e toda a gente ficaria feliz, incluindo, estou certo, os habituais consumidores de ambas as ditas. O que está em causa é especialização das unidades hospitalares, necessidade que ninguém hoje em dia contesta, em resultado da sua complexidade. O que o senhor Pedro Tadeu fez, foi apenas mostrar que necessita duma consulta oftalmológica com urgência. E de lavar urgentemente as mãos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:10


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada


Posts recentes


Comentários recentes

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Aboubacar Aboubacar Sacko

    Se você precisar dos serviços de um hacker ético c...

  • Anónimo

    OLÁ!!! Você é um homem ou uma mulher? Você precisa...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Ile é conectado como o controle de acesso à Intern...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    Se você precisa de um serviço de hackers genuíno e...

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds