Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


No dia 9 de Julho de 1927 nasceu Leonard Pennario, um grande pianista e compositor americano que também alcançou fama como jogador de “bridge”.

Nascido em Buffalo, no estado de Nova Iorque, Leonard Pennario cresceu em Los Angeles, onde permaneceu durante toda a sua carreira. Tornou-se conhecido quando, com apenas 12 anos, interpretou o Concerto para piano, de Grieg, com a Orquestra Sinfónica de Dallas. O pianista programado para aquele concerto adoeceu e a maneira de tocar de Pennario tinha chamado a atenção do maestro Eugene Goossens que, depois de se assegurar que Pennario conhecia a partitura, o recomendou como solista. A verdade é que o rapaz nunca tinha visto a partitura e nem sequer tinha ouvido a obra, mas conseguiu aprendê-la no prazo de uma semana.
Leonard Pennario frequentou a Universidade da Califórnia do Sul, onde estudou composição. A 2ª guerra mundial interrompeu a sua carreira, sendo recrutado para prestar serviço na China, Burma e Índia, onde a sua perícia no teclado serviu para entreter as tropas. Estreou-se no Carnegie Hall, vestido de uniforme, no dia 17 de Novembro de 1943, interpretando o Concerto nº 1, para piano, de Liszt, com a Orquestra Filarmónica de Nova Iorque, dirigida por Artur Rodzinski.
A partir de 1960 formou um trio com o violinista Jascha Heifetz e o violoncelista Gregor Piatigorsky. Miklós Rózsa dedicou-lhe um concerto para piano que foi estreado por Pennario e a Orquestra Filarmónica de Los Angeles, sob a direcção de Zubin Mehta.
Para além de ser um músico notável, Leonard Pennario era também um mestre em torneios de bridge e o seu nome figura na Enciclopédia Oficial de Bridge. Faleceu devido a complicações derivadas de doença de Parkinson, no dia 27 de Junho de 2008, em La Jolla, na Califórnia.


La Campanella, de Paganini – Arranjos para piano de Liszt
Piano: Leonard Pennario

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Salvatore Accardo - Violinista e maestro italiano

por António Filipe, em 26.09.12

No dia 26 de Setembro de 1941 nasceu, em Turim, o violinista e maestro italiano Salvatore Accardo. Ainda com três anos já repetia, em violinos de brinquedo, as canções napolitanas que o pai, violinista amador, executava. Aos quatro anos, recebeu o seu primeiro instrumento e, dois anos depois, começou a estudar com Luigi D'Ambrosio. Violinista célebre, D'Ambrosio, de início, hesitou perante a pouca idade do menino, mas rendeu-se, ao constatar o seu talento.
Salvatore revelou-se uma criança prodígio, embora ele mesmo não concorde com isso, alegando que sempre estudou muito. De D'Ambrosio, que seria seu professor desde os seis até aos 23 anos, quando morreu, ouviu uma advertência que nunca esqueceu: "Se deixar o violino por um dia, ele deixar-te-á por uma semana; se o deixar uma semana, ele deixar-te-á por um mês".
Além das aulas com D'Ambrosio, Salvatore Accardo também estudou na Academia Chigiana de Siena. Venceu concursos internacionais em Vercelli, em 1955 e em Génova, em 1956. Em 1958, ganhou o Prémio Primavera, da Rádio Italiana e o Concurso Internacional Paganini de Violino, também em Génova.
A carreira de Accardo como músico profissional iniciou-se muito cedo, aos treze anos, quando deu o primeiro concerto. Depois disso sucederam-se digressões pela Europa e pelas Américas, que o transformaram num dos violinistas mais conhecidos e admirados da sua geração. Faz anualmente uma média de cem apresentações e vive em Roma, onde, nas horas vagas, joga futebol, outra das suas paixões.
Mas, lembrando-se da advertência do seu antigo professor, toca violino durante quatro a seis horas por dia. Intérprete instintivo, com uma técnica ágil e brilhante, Accardo é um músico completo, cujo repertório se estende de Vivaldi e Bach, aos compositores contemporâneos. Interessado em música de câmara, Accardo participa na organização da Semana Musical que anualmente se realiza em Nápoles e também se apresenta como maestro da Orquestra de Câmara Italiana. Além disso, é professor na Academia Chigiana.


Rondo “La Campanella”, do Concerto nº 2, para violino, de Paganini
Violino: Salvatore Accardo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá pessoal, Você precisa de serviços de hackers? ...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Muitas pessoas disseram que os hackers invadiram d...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    QUERO HACKEAR UM BLOG!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Anónimo

    oi me explica mais siobre isso

  • Anónimo

    Necesita un préstamo urgente para revivir sus acti...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog