Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Kathleen Battle - Soprano norte-americana

por António Filipe, em 13.08.13
No dia 13 de Agosto de 1948, nasceu, em Portsmouth, no estado de Ohio, a soprano lírica norte-americana Kathleen Battle.

Foi a irmã mais nova de sete crianças. O pai era metalúrgico e a mãe era participante activa num coral gospel de uma igreja Episcopal Africana Metodista. Estudou na Escola Portsmouth, onde foi sempre boa aluna, chegando a ganhar uma bolsa de estudos da Universidade de Cincinnati, onde estudou canto, no Conservatório.
Inicialmente, tornou-se conhecida pelo seu trabalho em concertos, em actuações com importantes orquestras, durante a primeira metade da década de 1970.
Em 1971, Battle embarcou numa carreira de professora de canto em Cincinnati, onde deu aulas em escolas públicas. Em 1972, durante o segundo ano como professora de canto, um amigo e membro do coro da igreja telefonou-lhe e informou-a que o maestro Thomas Schippers estava a fazer audições em Cincinnati. Na sua audição, Schippers pediu-lhe para cantar a parte solista para soprano de “Um Requiem Alemão” de Johannes Brahms, no Festival dos Dois Mundos, em 1972, em Spoleto, Itália, que aconteceu no dia 9 de Julho, marcando o começo de sua carreira profissional.
Durante alguns anos, Battle cantou em muitos concertos em Nova Iorque, Los Angeles e Cleveland. Thomas Schippers apresentou-a ao colega James Levine, que a seleccionou para cantar Mater Glorioso, na 8ª Sinfonia de Mahler, com a Orquestra Sinfónica de Cincinnati, no Festival de Maio em 1974. Este foi o começo de uma amizade pessoal e profissional entre Battle e Levine, que resultou em muitas gravações e actuações em recitais e concertos, incluindo apresentações em Salzburgo, Ravinia e no Carnegie Hall.
Battle fez sua estreia operática em 1975, como Rosina, na ópera “O Barbeiro de Sevilha”, com a Ópera do Teatro de Michigan. Estreou-se no Festival Glyndebourne, cantando Nerina em “La fedeltà premiata” de Joseph Haydn, em 1979.
Durante a década de 1980, apresentou-se em recitais, trabalhos corais e óperas. O seu trabalho continuou a ser apreciado nas mais importantes casas do mundo. Em 1980 estreou-se na Ópera de Zurique e, em 1982, no Festival de Salzburgo. Em 1985, foi a soprano solista da Missa de Coroação de Wolfgang Amadeus Mozart, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, durante uma missa celbrada por João Paulo II, com a Filarmónica de Viena, dirigida por Herbert von Karajan. Em 1987, foi convidada por Karajan para cantar a Valsa da Primavera, de Johann Strauss, no Concerto de Ano Novo de Viena, a única actuação de Karajan televisionada internacionalmente.
Battle tornou-se uma soprano prestigiada no Metropolitan Opera House na década de 1980, cantando, aproximadamente, 150 vezes com a companhia, em 13 óperas diferentes. Apresentou-se também na Ópera de São Francisco, Covent Garden, Grande Teatro de Gênova, Ópera Estatal de Viena e na Ópera Alemã de Berlim.
Entre 1990 e 1993, apresentou-se em muitas produções no Metropolitan Opera House, com o tenor Luciano Pavarotti.
Em agosto de 2000, apresentou um programa só com obras de Franz Schubert, em Ravinia. Em Junho de 2001, Battle e a sua colaboradora, a soprano Jessye Norman, apresentaram “Mythodea”, de Vangelis, no Templo Zeus do Olimpo, em Atenas. Em Julho de 2003, actuou com Denyce Graves, Bobby McFerrin e a Orquestra Sinfónica de Chicago, em Ravinia. Em Julho de 2007, estreou-se no Festival de Música de Aspen, apresentando um programa com músicas de George Gershwin.
No dia 16 de Abril de 2008, cantou para o Papa Bento XVI, na ocasião da visita papal à Casa Branca.
Actualmente, Kathleen Battle continua a apresentar-se em recitais e concertos.


Vozes da Primavera, de Johann Strauss II
Soprano: Kathleen Battle
Maestro: Herbert von Karajan

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Um Requiem Alemão, de Johannes Brahms

por António Filipe, em 10.04.13
No dia 10 de Abril de 1868, uma Sexta-feira Santa, o compositor Johannes Brahms subiu ao pódio para dirigir a orquestra, que interpretou “Um requiem alemão”. O concerto teve lugar em Bremen, na Alemanha.

Dois acontecimentos levaram Brahms a compor o seu Requiem: o falecimento, em 1856, do amigo e mentor Robert Schumann - nesta altura compôs o primeiro andamento - e a morte da sua mãe em Fevereiro do ano de 1865 - quando completou a obra. O Requiem tem uma letra estranha, pois fala pouco em Deus (até há quem lhe chame o Requiem ateu), mas há nele um indiscutível e profundo sentimento religioso.
Esta composição foge ao convencionalismo das Missas de Requiem, por norma cantadas em latim. Para a parte vocal Brahms seleccionou textos da bíblia em alemão, traduzida por Lutero. O conteúdo tem a intenção primária de consolar os vivos com as suas perdas e acostumá-los a pensar na esperança da ressurreição, deixando de lado os temores do dia do julgamento.


Um Requiem Alemão, de Brahms
Soprano: Kathleen Battle
Baixo-barítono: José Van Dam
Orquestra Filarmónica de Viena
Maestro: Herbert von Karajan

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Anónimo

    I was searching for loan to sort out my bills &...

  • Anónimo

    VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING DE QUALIDADE...

  • Anónimo

    VOCÊ ESTÁ PROCURANDO UM HACKER ONLINE E ENTRE EM C...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    ENTRE EM CONTATO COM TODOS OS TIPOS DE TRABALHO HA...

  • Anónimo

    Recebi meu cartão multibanco programado e em branc...

  • Anónimo

    VOCÊ ESTÁ PROCURANDO UM HACKER ONLINE E ENTRE EM C...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    Olá, conheci um grupo de hackers há algumas semana...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog