Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Ainda em 1945, Pomar expõe uma das suas obras paradigmáticas, ‘O Gadanheiro’ na SNBA. Mário Dionísio escreve a propósito um artigo intitulado "O princípio de um grande pintor?"
Pomar assume-se então como um opositor ao regime, promovendo a 1ª Exposição da Primavera no Ateneu Comercial do Porto, em 1946, onde se agrupam artistas que recusam qualquer colaboração com a ditadura salazarista. Para a decoração do Cinema Batalha naquela cidade é-lhe encomendado um grande mural, em 1946, mandado destruir pela polícia política poucos meses depois da abertura da sala ao público. Dirige, no Porto, a página de Arte no jornal ‘A Tarde’, tendo também colaborado com outros periódicos, nomeadamente na Seara Nova, na Vértice, no Horizonte, no Mundo Literário. Data de 1947, a realização da sua primeira exposição individual no Porto.
Interrompidos os seus estudos na ESBAP, por ser impedido de a frequentar por razões políticas, é preso pela PIDE durante quatro meses e, mais tarde, proibido de ensinar desenho numa escola do Ensino Técnico. Em 1947, Pomar regressa a Lisboa, onde exporia na II Exposição Geral de Artes Plásticas na Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisboa, um dos seus quadros, intitulado ‘Resistência’, de 1946, e que seria apreendido pela PIDE. Além de ser um dos organizadores das Exposições Gerais de Artes Plásticas, expôs em todas, de 1946 a 1956, nas secções de Pintura, de Escultura, de Desenho, de Gravura, e de Artes Decorativas num total de mais de 123 obras.
Em 1948-1949 tinha começado a desenvolver experiências artísticas em escultura, em cerâmica, e com cartões para tapeçaria, exercendo um papel de influência e renovador nas modalidades de artes decorativas. É publicado um álbum com os 16 dos seus desenhos, com prefácio de Mário Dionísio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Fala baixo e tem longos silêncios, a meditar nas palavras. Mas responde sempre. Júlio Pomar, o pintor cuja obra documenta a passagem dos tempos sombrios do antigo regime para as cores festivas da democracia, recebeu-nos na sua casa no centro de Lisboa para uma conversa que decorreu ao ritmo de duas tardes.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/julio-pomar-emprenhei-sempre-pelos-olhos-nunca-pelos-ouvidos=f578128#ixzz1qBGxMdAD

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


Pintores e quadros famosos - Júlio Pomar

por Luis Moreira, em 25.03.12

Em 1944, devido à discriminação de que eram alvo em Lisboa os alunos vindos da António Arroio, transfere-se para a Escola de Belas Artes do Porto, onde se liga ao grupo que organiza as Exposições Independentes (Fernando Lanhas, Júlio Resende, Amândio Silva). Em 1945 será responsável pela página semanal “A Arte” do diário portuense A Tarde. Da sua participação na IX Missão Estética de Férias em Évora resultará o quadro Gadanheiro, ex libris do neo-realismo português, exposto em Lisboa na Sociedade Nacional de Belas Artes. Mário Dionísio, principal teorizador do neo-realismo, notará a emergência de “um grande pintor” e daqui em diante não mais deixará de acompanhar a sua obra, publicando ao longo da vida críticas, livros e colaborando com o pintor através da escrita de ensaios para obras conjuntas. Ainda em 1945 Júlio Pomar junta-se às Juventudes Comunistas e fará parte no ano seguinte do MUD Juvenil, altura em que partilha casa com outro importante teórico do neo-realismo, Ernesto de Sousa, que escreverá ao longo dos anos seguintes artigos sobre a sua pintura e, já em 1960, a sua primeira monografia. Pomar é um dos mentores, com Mário Dionísio, das Exposições Gerais de Artes Plásticas, que se realizarão até 1956 como alternativa às exposições oficiais do regime e onde exporá todos os anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


Pintores e quadros famosos - Júlio Pomar

por Luis Moreira, em 24.03.12

Júlio Pomar:

-Júlio Pomar, instala-se em Paris em 1963 e hoje, em pleno Século XXI, o artista entra em processos e técnicas absolutamente contemporâneos em jeito de "assemblage", naturalmente conclusões resultantes do sua tradicional linha de pensamento dentro do espaço e das novas noções do nosso tempo e do seu tradicional confronto entre a tela e a cor para hoje e agora demonstrar a sua relação total e mais que evidente com a estrutura de estética, conceito e composição das últimas vanguardas e tendências da Arte Contemporânea do Novo Milénio!
--É notável como Júlio Pomar entra e celebra o Novo Milénio com inigualável elegância, percorrendo com um novo universo temático e estético, inovador e igual a si mesmo, único e carismático na sua postura e Obra plástica, dotado de uma visão futurista no panorama contemporâneo internacional.
--Basicamente um artista em permanente evolução e que não se deixou ficar pelas velhas fórmulas do passado, muito menos repetindo receitas já exploradas e preocupações há muito solucionadas.
--Mesmo quem tenha como o Mestre Júlio Pomar, amor pela boa e velha Arte Moderna e Pós-Moderna, é um artista que soube aproveitá-la para as presentes operações de investigação no perfeito domínio das novas vanguardas, optando pela Evolução e nunca jamais pela estagnação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


Pintores e Quadros famosos - Júlio Pomar

por Luis Moreira, em 23.03.12

Júlio Pomar :Analisar a vida e Obra do Mestre Júlio Pomar é fazer a retrospectiva necessária de um dos expoentes máximos das artes plásticas portuguesas de todos os tempos... de um longo e abundante percurso que ficará para sempre como um marco histórico tanto na Arte Moderna como na Arte Contemporânea de Portugal.
--Artista por excelência, Júlio Pomar é uma daquelas referências que acumula uma impressionante actividade artística e de pensamento politico e social, um daqueles brilhantes fenómenos em que a linguagem visual está e estará sempre associada a uma atitude de imaculada honestidade, onde a realidade banal da vida quotidiana tem pouca ou nenhuma participação, já que a criatividade artística de Pomar sempre foi e continua a ser um espelho fidedigno de um pensamento profundo e de conclusões fruto de uma elevada qualidade de pensamento, em perfeita e absoluta proporção com a humildade típica dos Grandes Mestres e o despretenciosismo típico dos Grandes Homens.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


Pintores e Quadros famosos - Júlio Pomar

por Luis Moreira, em 22.03.12

Júlio Pomar nasceu em Lisboa, nas Janelas Verdes, no ano de 1926.
Pinta desde criança. Desde o dia em que recebeu uma caixa de aguarelas oferecida pelo tio Bernardino. Com oito anos de idade, um escultor das suas relações familiares vendo nele um futuro talento, fê-lo frequentar, como aluno livre, as aulas de Desenho da Escola Industrial António Arroio (Arte Aplicada). Na adolescência, estudou nesta escola, até 1941, e nela preparou o ingresso na Escola de Belas Artes de Lisboa, que frequentou entre 1942 e 1944.

Em 1942 realizou a primeira exposição no atelier em que trabalhava. Nessa altura, foi convidado por Almada Negreiros a participar na VII Exposição de Arte Moderna do Secretariado de Propaganda Nacional/Secretariado Nacional de Informação (SPN-SNI).
Em 1944 transferiu-se para a Escola de Belas Artes do Porto. Nesta cidade, iniciou a colaboração com os jornais A Tarde, Seara Nova, Vértice, Mundo Literário e Horizonte e participou no movimento artístico "Os Convencidos da Morte", assim denominado por oposição aos célebres "Os Vencidos da Vida", grupo marcante na história da literatura portuguesa de finais de Oitocentos.

No período pós II Guerra Mundial, Júlio Pomar foi influenciado por escritores neo-realistas como Alves Redol e Soeiro Pereira Gomes e por artistas plásticos como o pintor brasileiro Cândido Torquato Portinari ou os muralistas mexicanos Diego Rivera, José Clemente Orozco e David Alfaro Siqueiros, que o inspiraram a usar a arte como forma de intervenção sócio-política.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Muitas pessoas disseram que os hackers invadiram d...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    QUERO HACKEAR UM BLOG!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Anónimo

    oi me explica mais siobre isso

  • Anónimo

    Necesita un préstamo urgente para revivir sus acti...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO GENUÍNO E PROFISSION...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog