Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Canção da Árvore, de John Williams

por António Filipe, em 08.07.13
No dia 8 de Julho de 2000, estreou-se, em Tanglewood, no Massachussets a obra “A Canção da Árvore”, para violino e orquestra, do compositor americano John Williams. Gil Shaham foi solista e o próprio compositor dirigiu a Orquestra Sinfónica de Boston.

Esta obra é, na verdade, o Concerto para violino nº 2, de John Williams, o famoso compositor de bandas sonoras como Star Wars, A Lista de Schindler, Tubarão e outras.

Enquanto era maestro da Orquestra Pops de Boston, entre 1980 e 1993, Williams passeava muitas vezes nos Jardins Públicos de Boston, onde admirava, especialmente, uma árvore gigante de origem chinesa. No final da década de 1990, o compositor foi contratado para escrever uma obra concertante para o violinista Gil Shaham. Williams foi, então, buscar àquela árvore gigante a inspiração para escrever a peça “A Canção da Árvore”. Nas suas notas, o compositor escreveu “É uma tentativa de ligar a grande beleza desta magnífica árvore com a elegância da arte de Gil Shaham”.
O terceiro andamento desta obra faz lembrar a música do filme de Spielberg “Encontros Imediatos do 3º Grau”, cuja banda sonora foi, também, composta por John Williams.


3º andamento de “A canção da árvore”, de John Williams
Violino: Gil Shaham
Orquestra Sinfónica de Boston
Maestro: John Williams

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


John Williams – Guitarrista australiano

por António Filipe, em 24.04.13
No dia 24 de Abril de 1941 nasceu em Melbourne, na Austrália, o guitarrista John Williams.

Em 1952, a família mudou-se para a Inglaterra. Williams começou a estudar guitarra com o pai, que era inglês e que, mais tarde, fundou a Escola de Guitarra de Londres. A partir dos 11 anos frequentou cursos de Verão com Andrés Segovia, na Academia Musical Chigiana, em Siena, na Itália. Mais tarde frequentou a Royal College of Music, em Londres, onde estudou piano, porque a escola não tinha um departamento de guitarra. Quando se graduou foi ele próprio que criou esse departamento, que dirigiu durante os primeiros dois anos.
A primeira actuação profissional de John Williams realizou-se no dia 6 de Novembro de 1958, no Wigmore Hall, em Londres. Desde daí, actuou um pouco por todo o mundo e em vários programas de rádio e televisão. Gravou a quase totalidade do repertório para guitarra e álbuns de duetos com os seus colegas guitarristas Julian Bream e Paco Peña. Em 1973, partilhou, com Julian Bream, um Grammy, na categoria de melhor actuação em música de câmara.
Embora seja mais conhecido como guitarrista clássico, John Williams também explorou muitos dos outros géneros musicais. Foi membro do grupo de fusão “Sky”. Também é compositor e arranjador. Em 1979, juntou-se ao guitarrista de rock Pete Townshend, do conjunto inglês “The Who”, num espectáculo de beneficência a favor da Amnistia Internacional e é patrono da Campanha de Solidariedade pela Palestina.


Asturias, de Isaac Albeniz
Guitarra: John Williams

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

No dia 22 de Março de 1930 nasceu, em Nova Iorque, Stephen Sondheim, o maior compositor vivo de musicais americanos.

Desde os anos 50 que se dedicou à escrita de letras e músicas para o teatro. O jornal “The New York Times” já o considerou como “o maior e talvez o mais conhecido artista do teatro musical americano”. A sua importância é tão grande, que foi o único compositor a ganhar sete vezes o Tony, o prémio americano para o teatro, além de um Óscar (pela Melhor Canção, no filme Dick Tracy, de 1990), inúmeros Grammy e um Prémio Pulitzer.
A infância de Sondheim foi atribulada. Os pais não lhe ligavam muito e, quando tinha dez anos, o pai abandonou a família. Sondheim chegou mesmo a odiar a mãe. Um dia uma amiga ofereceu-lhe um prato. Escreveu uma nota de agradecimento, onde se lia: “Obrigado pelo prato, mas onde está a cabeça da minha mãe?” Quando a mãe morreu, na primavera de 1992, Stephen Sondheim nem sequer foi ao funeral.


“Anyone can whistle”, de Stephen Sondheim
Voz: Cleo Lane
Flauta: James Galway
Orquestra Pops de Boston
Maestro: John Williams

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Fernando Sor - Compositor e guitarrista espanhol

por António Filipe, em 14.02.13
No dia 14 de Fevereiro de 1778 nasceu, em Barcelona, o compositor e guitarrista espanhol Fernando Sor.

Estava-lhe destinada a vida militar, que era a de vários dos seus familiares e que começou por ser a sua escolha. Mas um dia o pai levou-o à ópera – e Fernando percebeu que não podia ser senão músico.
Escolheu a guitarra – um instrumento que na época era tido como menor e usado praticamente só em tabernas. Com a guitarra, instrumento genuinamente espanhol, começou a compor música de exaltação patriótica. A motivação era a opressão das tropas de Napoleão.
Mas Fernando Sor acabou por não resistir à sedução francesa. Quando, em 1813, Espanha expulsou definitivamente o invasor, ele seguiu o caminho de muitos outros artistas seus compatriotas: Mudou-se para Paris.
Na capital francesa reuniu-se a um outro grande guitarrista clássico espanhol, Dionisio Aguado, e com ele começou um trilho profissional que depois o levou à Inglaterra e à Rússia.
Na Inglaterra teve sucesso como compositor de ópera e bailado. Na Rússia atingiu o auge com o ballet que adornou a coroação do czar Nicolau I.
Terminou a vida em Paris, retirado do contacto com o grande público.
Mas foi nesse período que compôs as suas melhores obras. E também o Método para Guitarra, obra didáctica que ainda hoje é um precioso guia para a aprendizagem da guitarra clássica nas escolas de música.
Fernando Sor morreu, na capital francesa, no dia 10 de Julho de 1839.


Fantasia para duas guitarras, op. 54, de Fernando Sor
Guitarras: Julian Bream e John Williams

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

No dia 24 de Abril de 1948 morreu, na Cidade do México, Manuel Maria Ponce, considerado como o principal compositor mexicano e que mais obras escreveu para a guitarra, no séc. XX. Nasceu em Fresnillo, Zacatecas, no México, no dia 8 de Dezembro de 1882.
Quando entrou no conservatório tinha 9 anos e já tinha fama como pianista e compositor. Depois estudou na Alemanha e em 1912, com 20 anos, deu um memorável concerto de música erudita inspirada na tradição popular do seu país. Nessa época, Ponce conheceu Heitor Villa-Lobos, outro grande nome da música erudita de inspiração popular e tradicional.
Dizia Villa-Lobos: “Lembro-me que lhe perguntei se os compositores do seu país se interessavam pela música nativa, como eu próprio fazia desde 1912, e ele respondeu-me que ele próprio estava a trabalhar nesse sentido.
A par de melodias de raiz tradicional mexicana (como a célebre “Estrellita”, que foi a primeira criação do género a ser levada aos palcos mundiais), Ponce compôs um grande número de obras musicais para instrumentos a solo, grupos de câmara e orquestra, alguns dedicados a instrumentistas de eleição.
Foi o caso do “Concerto del Sur”, escrito para guitarra e dedicado a Andrés Segovia – uma das muitas obras de Ponce que formam importante parte do repertório guitarrístico do séc. XX. Um repertório muito divulgado, por exemplo, por John Williams, um notável guitarrista que nasceu a 24 de Abril, precisamente 7 anos antes da data em que Ponce morreu.


Scherzino Mexicano, de Manuel Ponce
Guitarra: John Williams

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


John Williams – Compositor americano

por António Filipe, em 08.02.12

No dia 8 de Fevereiro de 1932, nasceu, em Long Island, Nova Iorque, o compositor americano John Williams. Considerado por muitos o maior compositor vivo, foi, quando jovem, pianista de jazz em Nova Iorque, mas notabilizou-se depois de se mudar para Los Angeles, onde foi trabalhar para a indústria cinematográfica.
Compôs música para mais de 100 filmes, na grande maioria sucessos estrondosos do cinema. Poderíamos começar em Indiana Jones, Guerra das Estrelas, Parque Jurássico ou Super-homem, e iríamos até Nascido a 4 de Julho, Nixon, 7 Anos no Tibete, Amistad ou A Lista de Schindler. Mas seria demasiado longa a enumeração do rol de grandes bandas sonoras que John Williams compôs, por encomenda dos principais realizadores do cinema.
Para além de ser a personalidade que mais nomeações recebeu para os óscares de Hollywood, recebeu, pela sua música, mais de 40 óscares e galardões como os Emmys, os Grammys ou os Globos de Ouro – e ainda numerosos discos de ouro e platina.
Não se esgota no cinema, porém, a vasta obra deste compositor. Na música erudita, compôs diversos concertos orquestrais, sendo os mais famosos os que escreveu para instrumentos de sopro e orquestra e para violoncelo e orquestra.
Em 1980, foi nomeado maestro de uma das mais célebres orquestras do mundo, a Orquestra Pops de Boston. E quando, por sua vontade, se retirou, em Dezembro de 1993, passou a ser maestro honorário residente daquela prestigiada orquestra, com mais de 120 anos de existência.
No dia 19 de Julho de 1996 a cidade americana de Atlanta celebrou a abertura dos Jogos Olímpicos, comemorando ao mesmo tempo os 100 anos das Olimpíadas da Era Moderna. O hino encomendado para esse evento foi composto por John Williams e chamou-se “Summon the heroes”.


Summon the Heroes (tema dos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996), de John Williams
Maestro: John Williams

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá pessoal, Você precisa de serviços de hackers? ...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Muitas pessoas disseram que os hackers invadiram d...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    QUERO HACKEAR UM BLOG!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Anónimo

    oi me explica mais siobre isso

  • Anónimo

    Necesita un préstamo urgente para revivir sus acti...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog