Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Da Casa Pia saíram homens e mulheres de gabarito. Cidadãos íntegros e que alcançaram notoriedade nas mais variadas actividades.

Num país pobre onde gerações de crianças não tiveram uma família que as acolhesse, a Casa Pia tem prestado relevantes serviços ao país. E em um século de actividade é natural que coisas pouco abonatórias tenham acontecido. O que não se percebe é que tudo tenha sido coberto com um véu de silêncio. Os políticos titulares , dirigentes da Casa Pia e  professores e mais pessoal se dedicassem à causa todo o seu interesse não poderiam deixar de perceber o que se passava.

No que diz respeito à prostituição e pedófilia todos sabiam. E agora até sabemos que havia fotos e cartas nas mãos de governantes. O silêncio foi mais forte o que dá sinais claros da influência dos adultos que por ali praticavam esses actos asquerosos.

E a experimentação de novos medicamentos potencialmente perigosos não é possível sem conhecimento dos políticos e dirigentes. As crianças da Casa Pia também são cobaias única e exclusivamente porque nunca tiveram quem as defendesse. Não vale a pena dizer que não, estas coisas não se fazem sem cabal conhecimento de quem manda .

Tudo nestes casos é repugnante mas o mais repugnante de tudo é que políticos, dirigentes e professores sejam cúmplices, uns activos outros passivos , dos crimes que foram (e continuam a ser?) praticados contra as crianças orfãs da Casa Pia!

Qual de nós pode dormir sem pesadelos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:15

Esta política é bem mais meritória do que cortar despesa, aumentar impostos, aumentar desemprego... mas a vitória de Hollande e o resultado das eleições da Grécia apontam para que o crescimentopasse a ser um objectivo com a necessária prioridade. "

"A redução da despesa pública não pode ser obtida através da redução da despesa de capital, dos investimentos", afirmou Mário Draghi, o presidente do Banco Central Europeu, na conferência de imprensa realizada em Barcelona a seguir à reunião do conselho de governadores do banco.

Draghi sublinhou este aspeto explicando o que entendia por "pacto de crescimento" (growth compact) a que se referiu no Parlamento Europeu em 25 de abril, como complemento ao "pacto orçamental" (fiscal compact) já aprovado por 25 dos 27 membros da União Europeia, pacto que inclui a chamada regra de ouro de limite do défice orçamental.

Mesmo admitindo que, no curto prazo, alguns países, em situação de emergência, tenham de lançar mão de "medidas fáceis", como cortar nos investimentos e aumentar os impostos, isso não pode ser mantido no médio prazo, ou depois de passada a urgência. Os cortes devem ser feitos nas despesas correntes, disse o presidente

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/austeridade-nao-pode-significar-corte-nos-investimentos=f723226#ixzz1u8q8bww7
É preciso conseguir conter a despesa estrutural e assegurar que a despesa de investimento não arraste consumos intermédios enquanto não há retorno. Isto obriga a uma escolha muito criteriosa das actividades para onde se dirige o investimento. Não pode aumentar importações, como seria o caso de investir na renovação do parque industrial. Mas em actividades como na agricultura e pescas não só aumenta a oferta de produtos essenciais como substitui importações, pois o país importa 60% do que consome.

Investir  nos clusteres de bens e serviços com comportamento positivo nas exportações e nos que criam rapidamente emprego, como a reabilitação dos centros das cidades. Na eficácia das estruturas de distribuição de água e energia baixando as perdas que agora andam pelos 60%. Reforçar o ritmo da rega do Alqueva...

Numa segunda fase os grandes investimentos nos portos e na ferrovia de apoio a Sines e a Leixões.

E, claro, aumentar o nível de apoio à investigação, educação e ao empreendorismo. Financiar as PMEs por forma a aliviar a asfixia da tesouraria. Reforçar os capitais da banca assegurando que o dinheiro é canalizado para a economia real.

É um exercício muito difícil mas também muito meritório. Controlar a despesa aumentando-a!

Oxalá tenhamos políticos capazes sem os quais não vamos lá! Dar à manivela da betoneira é uma tentação!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Ninguém tem coragem de investigar as Parcerias Público Privadas. Paulo Morais atira para a praça pública mais um desafio à Justiça e aos governantes depois do Juiz Desembargador Carlos Moreno ter publicado um livro " Como se gasta  o nosso dinheiro", onde mostra como os contratos estão todos armadilhados a favor dos privados. O estado paga tudo!

Paulo Morais, vice-presidente da Transparência e Integridade, Associação Cívica, não tem dúvidas em afirmar que negócios como “as PPP, o BPN, ou as privatizações” vão conduzir “à queda do regime”. “É inevitável. Ninguém aguenta isto!” .

Estamos à espera de quê para exigir que tudo fique claro?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00


Os cérebros vão mesmo embora...

por Luis Moreira, em 31.01.12

Porreiro, mais uma notícia fantástica e moralizante! A FACC (Fundo de Comunidade de Apoio à Comunidade Científica) acaba de anunciar a restruturação e a consequente suspensão de todas as candidaturas a apoios à Investigação (congressos, publicações, etc.), sem haver sequer à vista uma data à vista para retomar. Caso para dizer que as faculdades e centros de investigação estão "entalados", para não dizer algo pior. E a seguir devem ir à vida as bolsas, está-se a ver. Finalmente terão o que querem: o êxodo em massa dos nossos cérebros. Entretanto, o despesismo inútil não abranda. Será que já estou com alucinações ou isto está tudo ao contrário do que devia ser?

PS: Maria João Cantinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00


O Lucro : os postos de trabalho do futuro

por Luis Moreira, em 30.01.12

Esta é a mais completa definição de lucro, esse conceito maldito que em Portugal é tão odiado, embora em boa verdade sejam os que mais o usam que  têm a culpa de todas as dúvidas que o conceito arrasta. É para comprar um porche ou é para modernizar uma fábrica? É esta a questão ! Sem lucro não há investimento e sem investimento não há novos postos de trabalho.

É , pois, na aplicação do lucro obtido que se concentram as dúvidas todas, não na iniciativa privada de quem tem determinação para se lançar numa actividade e transformá-la numa conta de exploração positiva. Sem lucro as organizações e os países não têm capacidade para inovar, investigar, substituit fábricas, equipamentos e produtos e bens absoletos. Perdem a capacidade de satisfazer as necessidades de quem é menos dotado, ou mais velho e de uma maneira geral dos mais frágeis.

O lucro, não é responsável pela sua má aplicação ou mesmo esbanjamento, não é responsável pelos comportamentos menos solidários dos gananciosos, dos que atropelam tudo e todos para ficarem com a fatia maior. O que faz a diferença entre as sociedade é a capacidade de investir bem , estabelecer uma estratégia a longo prazo, onde, quando e quanto, por forma a responder ao interesse geral.

Nos países onde a sociedade civil é forte, participativa e organizada, as desigualdades não são tão profundas, as oportunidades tendem a chegar a todos. Os Planos "quinquenais" colectivistas de má memória aqui e noutros países centralizados, levaram ao atraso e à miséria. É impossível, por melhor e perfeitos que sejam esses planos, reconhecer em todas as actividades as prioridades certas de investimento.

Vinte anos passados sobre os fundos europeus as más decisões quanto aos investimentos estão aí para quem as quer ver. Se esse dinheiro não fosse fácil e anónimo, se a sua obtenção resultasse de suor e trabalho, se fosse lucro, a sua aplicação teria sido mais criteriosa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:28


Dez cientistas portugueses premiados

por Luis Moreira, em 28.01.12

Entre vinte oito cientistas previamente seleccionados, cinco portugueses ganharam prémios "Futuros líderes Científicos" e os outros cinco em várias especialidades. Os prémios são de milhões de euros que os cientistas vão utilizar no seu próprio trabalho de investigação, admitindo assessores cientificos, reagentes, equipamentos...

Estes homens e mulheres são gente muito capaz, vivem, a maioria deles, de bolsas de estudo que nunca sabem se vão ou não serem renovadas, isto num país onde os funcionários públicos não só têm o vencimento assegurado como emprego para toda a vida. Há alguma coisa de muito errado nisto.

O governo, nesta altura de restrições deve perceber este sinal, o investimento a médio e longo prazo na ciência trás retorno a prazo e um reconhecimento internacional ao mais alto nível.

Cá dentro três cientistas ganharam o prémio "Mulheres na Ciência 2011" ( vinte mil euros a cada um pela L'Oreal Portugal).

É preciso dar condições a estes jovens brilhantes para cá ficarem a trabalhar a bem do país!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    OLÁ, você precisa de um serviço de hackers? Você e...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog