Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O despertar da ideologia

por Luis Moreira, em 16.05.12

Volta a ideologia ? pergunta Stefan Kornelius em A Grande Coligação Europeia.

"Quais são os limites da capacidade de consenso da União? A Europa precisará de alternativas, de confrontos, de ideologia? Quando François Hollande se lançou na campanha eleitoral com os seus cavalos de batalha socialistas, a chanceler não foi a única a mostrar o seu desagrado. Seria preciso a crise resultar num confronto em torno do credo político da direita? Estariam mais uma vez de regresso os "camaradas" e as suas ideologias cobertas de pó: os socialistas, os neoliberais, os defensores do controlo estatal e os partidários da redistribuição da riqueza?

Ao despertar os desejos de ideologia, o novo Presidente apontou involuntariamente o dedo àquilo que fazia falta na Europa: a liberdade de escolha, a polarização, o debate democrático – e, portanto, a paixão que leva as pessoas a envolver-se na política. O instinto de François Hollande provou que a paixão permitia vencer eleições.

Mas sejamos prudentes: a Europa não está suficientemente forte para acolher esse debate. Ainda não. François Hollande dar-se-á em breve conta, no seio do clube dos poderosos, de que os grandes problemas que o continente europeu enfrenta requerem grandes coligações. Realista como é, não tardará a tornar-se um mestre do consenso, ao lado da chanceler alemã. Mas, sendo como é também um idealista francês, não deveria abandonar a sua fibra ideológica. Se fossem suficientemente fortes, a Europa e as suas instituições seriam capazes de suportar a virulência política."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:36

Uma belíssima entrevista de um homem profundamente culto, inteiro e bondoso. Percebe-se (para os que ainda não entenderam) que só a bondade dá lucidez para além da mediocridade dos poderes fátuos e das ideologias a cores.  A não perder.

É preciso recuperar as ideologias e os ideais, perdidos nas últimas décadas?
Tenho pouca confiança nas ideologias, nos ideais sim. Os ideais propõem-nos um horizonte que nunca conseguiremos alcançar: o ideal da pureza, da beleza, da abnegação - nunca lá chegaremos suficientemente. Jesus Cristo utiliza expressões extremas, porque são ideais: se te baterem numa face, dá a outra; devemos fazer o bem aos nossos inimigos. Isso é um ideal, ninguém chegará lá, porque é um horizonte sem fim, de tal modo exigente, que há sempre uma aproximação e a esperança de fazer mais. E as ideologias?
Os ideais são indispensáveis para o homem melhorar a sociedade em que vive. As ideologias, não sei de nenhuma que tivesse resolvido os problemas da humanidade a uma escala suficiente: marxista, socialista, conservadora... Até as próprias religiões, como sistemas de organização da vida. Elas traçam uma série de regras e, se as regras são absolutas, tornam-se como o homem que se submete [à lei e não a lei] para o homem; e se são instituições permissivas, não atingem os objectivos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:52


A ideologia e a prática

por Luis Moreira, em 12.01.12

Ontem, depois de muito sofrimento em Alvalade, fui com mais cinco amigos beber uma cerveja e, claro, houve discussão política. Desde um social-democrata, que é este vosso amigo, até um comunista, passando por três socialistas.

E, quando vim para casa após discussão acalorada, dei-me conta de:

Os únicos dois países que têm um partido comunista interveniente e que controlam a maioria dos sindicatos são Portugal e a Grécia, não por acaso os dois países mais pobres e mais desiguais da Europa. Acresce, que pela mesma razão, são os dois países com uma constituição mais marcada pela ideologia "progressista" a caminho do socialismo.

Que o que este governo está a fazer está ainda muito longe de levar Portugal a aproximar-se das economias e sociedades do centro e norte da Europa onde se vive com melhor qualidade e mais equilibradamente. Com estados menos intervenientes, mais pequenos, com economias de mercado mas desenvolvidas e muito melhor regulados que no nosso país. Com uma sociedade civil forte e com iniciativa e onde o lucro é visto como os postos de trabalho do futuro e não um produto do amiguismo e do favorecimento.

Isto é, o que se está a passar em Portugal ( salvo os erros tremendos de vender as "jóas" ao desbarato e das nomeações partidárias com vencimentos milionários a acumular com pensões também elas milionárias) longe de ser catratofista é algo que já foi feito nos países Europeus há muitos anos.

Sem embargo de compreender as dúvidas e os receios de quem tem uma visão mais "centralizadora" do Estado, nada do que se passa em Portugal é fruto de aventuras não experimentadas. Bem pelo contrário, ao fim de trinta anos de um Estado fortemente interveniente e marcado ideologicamente com maus resultados, a democracia cumpre o seu papel. Alternativa e alternância dois conceitos pilares do sistema democrático!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Agostinho da Silva com a sua agudeza de espírito na observação dos humanos, as suas reacções, as formas como se relacionam, acerta no alvo como poucos o fazem e tão frequentemente. Então, em política, senão fores um activista cego, um tipo que não vê mais que a cor da camisola, já sabes, levas com o "carimbo".

É raro, mesmo muito raro, encontrar-se uma pessoa que seja capaz de despir-se dos seus preconceitos ideológicos e olhar com neutralidade ideológica para uma boa medida, uma boa decisão, enfim, olhar com os olhos de quem vai beneficiar com a decisão.

Foi isso que Agostinho da Silva percebeu muto bem, o difícil, é reconhecer que quem não pensa como nós é alguém que merece ser ouvido e que tem todos os direitos de que nós próprios gozamos. Foi, por esta razão tão simples que, muito cedo na história da Humanidade, apareceu o conceito de democracia!

Eu sou de esquerda arrota-se entre dois subsídios;eu sou de direita, arrota-se entre dois whiskies; eu sou do centro arrota-se entre duas Avés Marias.

Um certo dia discutia-se o direito das famílias escolherem a escola para os seus filhos. Eu perguntei, "mas uma boa escola , fecha-se"? onde os professores são felizes, as crianças aprendem e os pais confiam? Houve quem me respondesse :"são da padralhada"! Argumento último para se fechar uma boa escola! Fiquei esclarecido!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá, o carregamento de bitcoin está disponível no ...

  • Anónimo

    Olá, o carregamento de bitcoin está disponível no ...

  • Anónimo

    Olá, o carregamento de bitcoin está disponível no ...

  • Wahid Miha Wahid Miha

    Se você precisar dos serviços de um hacker ético c...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    Meu nome é Valeria Marco. Há 6 meses atrás, meu ne...

  • Anónimo

    ENTRE EM CONTATO PARA TODOS OS TIPOS DE TRABALHO H...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço genuíno de hackers ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog