Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Não fumem, droguem-se, é mais barato.

por joao moreira de sá, em 17.10.11

A propósito desta notícia, eu continuo a não entender o porquê de o Estado não legalizar e com isso obter os mesmos rendimentos fiscais do tabaco, as drogas leves (haxixe e cannabis) se o faz com uma droga DURA e MORTAL como o tabaco. Resolvia um problema social (fim do tráfico), arrecadava receita fiscal e evitava a actual absurda situação em que estas "drogas" estão mais baratas do que o tabaco (não sei se os "media" não sabem, não querem saber ou fingem não saber, mas é uma realidade, o haxixe é mais barato que o tabaco).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:40


Não à opressão! O canhoto também tem mão!

por joao moreira de sá, em 03.10.11

Uma das vantagens de ser o único canhoto da casa é saber Sempre se, quando, alguém mexe nas minhas coisas, mesmo as que sabem que eu não gosto e por isso tentem deixar no mesmo sítio. Deixam. Mas ao contrário do que eu deixo. Porque até um livro eu pouso com a mão esquerda de forma inversa à que eles pousam com a mão direita. E nunca se lembram disto. E são sempre apanhados por causa disto. E nunca se lembram disto.

Como é que as minorias não hão de ser ignoradas? Mais vale tirar vantagens

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30

De onde eu vivo, à distância de "um pulinho", há um Intermaché em Vila Nogueira, um Lidl em Brejos, uma Staples "no meio de nada", ali perto da Makro, um Minipreço já a caminho da Quinta do Conde onde há um Continente-Modelo  - e respectiva Worten, dois Pingo Doce, um Lidl, um Aldi e mais alguma coisa e um bocadinho mais adiante um Barreiro Retail Planet que é em Coina mas que apropriadamente chamaram de Barreiro (onde no próprio há um Continente - e respectiva Worten - e um Fórum Barreiro) e que tem, além de lojas várias, um Aki e uma Decarhlon, um Jumbo, grandalhão, com a respectiva Box, que tem o mesmo que a Radio Popular que também há, tem, e que faz com que deixe de valer a pena ir ao Jumbo de Setúbal.

Onde há outra vez tudo isto e mais. Outro tanto e mais alguns ali mais ao lado em Sesimbra, mesma distância, 10 minutos de carro.

E pela EN10, passando por ?? retails chego ao Rio Sul ou posso meter ali ao IC32 e tenho o Fórum Montijo ou o Freeport.
E de cada vez que entro na mais pequena "média superfície" de tudo isto penso, onde é que há gente - já nem digo dinheiro - para comprar isto tudo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:38


A Arte da Preguiça

por joao moreira de sá, em 23.09.11

A preguiça é uma arte. Há quem não o entenda e critique em vez de lhe dar o devido valor. Que valor? O de fazer avançar a humanidade.
Afirmativo: sempre que um homem preguiça, o mundo pula e avança.
Reparem, no domingo parece que vou descer o Tejo de canoa, de Constância até Almourol. Fantástico! Não, não é. Dá uma dor de costas desgraçada e permanente porque alguém achou que ficava bem era tirar o chamado "assento" e pôr um molde em forma de cu, outras (dores, várias) em cada um dos músculos dos bracinhos; a canoa encalha em zonas onde o rio é "baixo", tem que se saír, agradável sapatinho encharcado, pés no fundo do Tejo, empurrar pesada canoa, procurar água profunda, evitar ser arrastado pela corrente, já flutua, entra na canoa, tu primeiro, cuidado para não virar, virou, viramos, já flutua, rema, dor, encalhou outra vez. E curva após curva do belo rio Tejo, é agora que vai aparecer o castelo, e não é, e depois ele aparece mas nunca mais se chega, e em vez da família já espreitamos a ver se haverá ambulâncias à chegada (e o INEM fará salvamentos em meio Tejo?).
No final, dores muitas, forças, zero. No dia seguinte, musculos, dores, todos e um que nasceu durante.
Ora, isto para mim é tudo menos um passeio e a parte do navegar, considerando a relação remadela tranquila/esforço-dor claramente não compensa. Preguiçoso, dizem.
Preguiçoso, pois sim, mas quando pela primeira vez o Homem se meteu ao mar numa coisa flutuante com intuito deliberado de a fazer avançar em determinada e voluntária direcção terá usado o antepassado do remo. Depois veio o preguiçoso que viu que aquilo dava uma trabalheira e fez o quê? Inventou a vela!

Quem atou um arado a uma mula? Um gajo que gostava de fazer exercício? Quem inventou a roda? Um preguiçosão qualquer que percebeu que podia, por exemplo, deslocar-se sem se cansar. Um maratonista nunca inventaria a roda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:26


Sabias disto, Darwin?

por joao moreira de sá, em 22.09.11

Até ao final do Império Romano mandava quem podia, quem pela força ou por qualquer meio, conseguia chegar ao poder; obedeciam e trabalhavam os restantes, com um único direito, o de se rebelarem.

Na chamada Idade Média simplificou-se, mandava a nobreza, pagava e trabalhava o povo, com um único direito, o de se revoltarem.

Como se revoltaram na Revolução Francesa, após o que, essa maioria que se limita a trabalhar, ganhar e gastar passou a ter uma voz, direitos, liberdades e garantias, numa luta contínua até ao presente.

Na actualidade, aceitamos como justo e livre o sistema de escolher por sufrágio quem decide o conjunto de leis laborais e demais que regem a nossa vida.

Por acharmos o sistema justo por a escolha ser livre, reivindicamos e usamos e abusamos do direito à indignação, contra leis e medidas com as quais nunca concordamos, por vidas em que vamos sentindo nada sobrar que o tentar ganhar para trabalhar e (sobre)viver. Mas cumprimos os também adquiridos deveres, entre os quais  resignámos ao direito à não submissão.

Evolução em que sentido?

Mais livre era o escravo da Roma antiga com a liberdade de morrer a tentar a liberdade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30


O dinheiro foram eles e o buraco da banana também

por joao moreira de sá, em 19.09.11

Eu tenho uma teoria. Até tenho várias mas agora por acaso só ia falar de uma. Chamem-lhe da constipação, se quiserem, Bilderberg também era há uns anos e agora já existe mas não é mau.
A minha teoria é: algures, não consigo ainda precisar quando mas desconfio que até talvez já mais que uma vez, mas aponto para 2008-2010, os extraterrestres chegaram à terra assim meio camuflados - que hoje em dia não é difícil a um extraterrestre esconder-se por trás do satelame todo que anda lá por cima, fizeram parar a terra, nós não reparámos porque o tempo também parou (possível, vi uma vez num episódio do Twilight Zone), gamaram a massa toda que havia nos países, puseram isto a girar outra vez e bazaram.
Explica de uma forma simples, objectiva, clara e plausível a ausência de dinheiro em tudo o que e país, pelo menos aqueles que o extra-terrestre tem mais tendência a visitar.
Ora isto obriga a um acerto de calendário para compensar os dias de greve orbital, colocando-nos hoje precisamente no dia 19 de Agosto, conforme o demonstra o magnífico verão que este Setem... Agosto nos tem proporcionado.
E depois, pensem lá vocês: se fossem extraterrestres em Terra-de-Mel, para onde é que iriam? Para a Madeira, como toda a gente, claro! O que por sua vez explica o "Buraco da Banana": foraqm os gajos. O pobre e honesto John Albert Garden (vão-se habituando ao nome que Vale e Azevedo terá já escolhido para o senhor ir para "lá") não tem culpa nenhuma. Ne-Nhu-Ma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:33


À men?

por joao moreira de sá, em 30.08.11

Uma coisa que me faz muita confusão: Portugal ter um “Bispo das Forças Armadas”. Isso é, no mínimo, um perigo nacional!

Estão a ver, os soldados prontos para embarcar para o Afeganistão, Iraque, Faixa de Gaza, Bósnia, Cova da Moura, e o Bispo, lá na cerimónia que fazem no Figo Maduro, para as televisões mostrarem as famílias chorosas, a dizer: “lembrai-vos do 1º Mandamento: Não Matarás!”. Porra, os soldados ficam “entalados”, então eles não vão para a guerra, com armas e balas e tudo? É para quê??

Ou será que Moisés recebeu, juntamente com as duas (há quem diga que eram 3) Tábuas, uma Clausula de Excepção, em que o 1º Mandamento não se aplica a bispos de forças armadas e respetivo rebanho?

E de que será feita a consciência cristã de D. Januário Torgal Ferreira? Dormirá à noite? É que eu, se fosse bispo e desse a bênção a pessoas que vão de arma em punho dispostas a matar (se “necessário”, claro está, aqui - neste - não é isso que está em causa), não viveria em paz com a minha consciência.

Ainda bem que o bispo é ele e não eu. É a chamada vocação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32


Donos de Casa Desprezados: um grito de alerta

por joao moreira de sá, em 18.08.11

Os recibos verdes, com todas as suas injustiças fiscais, de igualdade de direitos e demais violações da cidadania, democracia e com um bocado de sorte da constituição (a assim, minúscula) conferem-me ainda assim uma liberdade que não há imposto, IRS, TSU, SS, selo branco, pede deferimento, com os melhores cumprimentos, de V.Exa. atenciosamente... que pague: Trabalhar em casa. Gerir o meu tempo. Fazer o que quero quando quero ou mesmo, luxo dos luxos, fazer só o que quero (o que não implica fazer o que quero mas sim a liberdade de optar por não fazer se não quiser... não é confuso, pois não?).

Mas atentai, homens, que a liberdade que hoje nos é conferida é uma falácia (e sim, é mesmo falácia que eu quero escrever, infelizmente...). Tudo não passa de uma cabala, que aqui e agora denuncio, para a machadada final no que em tempos foi a sociedade dominada pelo macho.

Os pobres consecutivos governos nenhuma culpa têm, meras marionetas neste "bigger plan". O recibinho verde, o trabalhinho em casa... ah! como nos facilitam a vida. Verdade. Até que chega o dia em que sem termos percebido como damos por nós a lavar a louça, ou a fazer da máquina de lavar um puzzle a ver o máximo de coisas que cabem e depois brincamos a tentar bater o nosso record a arrumar a loiça... Na mais pura inconsciência caminhamos a passos largos para o dia em que dizemos aos nossos horrorizados e futuros ex-amigos que lá em casa somos nós quem cozinha,... e trata da loiça... e aspira... e... ok, não contamos a parte de limpar o pó.

Assim aos poucos vai nascendo o "dono de casa". De manhã ele parece um cidadão normal. Ele trabalha. Ele tuita. Ele posta. Ele faicebuca. Ao bater das doze badaladas o pc transforma-se numa esfregona Vileda (um pouco de publicidade a ver se a Vileda envia uns brindes aqui para a malta que isto no verão a tijoleira suja-se muito), o rato num balde (Vileda, claro); os ténis ou sapatos de vela transformam-se numas Crocas e é vê-lo esvoaçant... pronto, não tornemos isto degradante, trabalhador, ora tratando de almoços e dando um avanço ao jantar, ora estendendo esta roupinha que aproveito e apanho a outra que já deve estar seca...

... Enquanto isso no mundo real já elas estão aos poucos a sair da casca, a levantar a crista (um bocado óbvia esta da Crista, eu sei, mas é irresistível) a presidir a coisas... até que o dia chegará que o queimar do soutien será simbólica mas inexoravelmente vingado com um fim decretado à gravata!

(perdão?? ah, já foi? não assisti, estava aqui a passar uma roupinha enquanto lia o FT).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:28


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    OLÁ!!! Você é um homem ou uma mulher? Você precisa...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Ile é conectado como o controle de acesso à Intern...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    Se você precisa de um serviço de hackers genuíno e...

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog