Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Presidente da República,

Custa-me muito ver alguém passar tamanha necessidade. Nem sei o que seria de mim com tão parcos rendimentos. Por isso, e porque não quero ver o Presidente da República dar entrevistas onde escarra na cara e na sopa aguada de 99% dos portugueses, onde me incluo, que lutam para se aguentar e aos seus e aguentar o que resta de Portugal, apesar dos esforços do actual governo em dar cabo da economia, e apesar da superior responsabilidade do governo encabeçado pelo Presidente da República na factura que ora nos apresentam (ninguém dá nada a ninguém), por certo o principal responsável pelo não-uso/esbanjamento dos fundos comunitários nas décadas de 80 e 90, que permitiu que os boches desertificassem a indústria e a agricultura e a força dos portugueses, convencendo estes do que não era, permitindo ainda e incentivando por acção, omissão e falta de regulação a política do caga-no-tractor-compra-mazé-um-jipe, e não percebendo ele próprio, você, Presidente da República, o que era evidente até às lágrimas, por isso tudo, Presidente da República, apesar disso tudo, Presidente da República, e porque não quero que me envergonhe ainda mais e ao meu país, abri aqui em casa a discussão do dízimo-ao-Presidente da República

Falámos bastante, fizemos contas, corta daqui, estreita dali e, Presidente da República, lamento dizer-lhe que não vamos mesmo conseguir ajudá-lo nesse seu momento difícil. É que, sabe?, o que ganhamos mal dá para as despesas. Mal dá, mas vai dando... Trabalho cada vez mais, ganho cada vez menos, sabe? Como a economia real morre e o país se desertifica, E O INTERIOR, SENHOR PRESIDENTE...nem falemos disso, DO INTERIOR (nem sei porque puxou o tema)..., como tenho um filho para criar e uma casa para pagar (a única dívida que tenho, aliás), como este governo me corta uma perna por dia, Presidente da República, o meu tostão compra cada vez menos pão, por esses somenos todos não vamos poder contribuir para que o Presidente da República viva acima das suas possibilidades. Lamento muito, lamento mesmo, porque as suas necessidades publicitadas me envergonham, mas prometa-me que fecha essa matraca em público e pára de gozar com o pagode. Não lhe chega para as necessidades? Sem filhos para criar, imagino que se endividou em demasia, como fez a Portugal quando o desgovernou.
Olhe, Presidente da República, a continuar com esses ditos é melhor mas é ir bardamerda. Ganhe vergonha na cara. Ou, em não podendo, enfie-se dentro dum saco e mande-se ao mar mais às suas despesas de velho mimado. Faça o que quiser, mas pare de gozar com o zé-povinho. Fique-se pela sua conta do Facebook. Cale-se!

Quanto ao resto, e como dizem os seus amigos de Orçamento, "abandone essa zona de conforto". Governe-se! Se necessário for, demita-se! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:42


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Aboubacar Aboubacar Sacko

    Se você precisar dos serviços de um hacker ético c...

  • Anónimo

    OLÁ!!! Você é um homem ou uma mulher? Você precisa...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Ile é conectado como o controle de acesso à Intern...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    Se você precisa de um serviço de hackers genuíno e...

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog