Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mitterrand morreu por eutanásia

por Luis Moreira, em 11.04.12

A vida privada de Mitterrand esteve sempre envolta em mistério. Quando caminhava para o fim o antigo presidente de França começou a pôr ordem na sua vida. Reconheceu uma filha que poucos conheciam e deixou que viessem a público alguns dos mistérios que também fizeram parte da sua áurea de homem de estado.

Um cancro avançado  na próstata num tempo em que não existia ainda o arsenal terapêutico hoje utilizado, levaram-no à morte numa agonia que se adivinhava já nas últimas fotografias. Sabe-se agora num livro que foi lançado por estes dias em França que morreu por morte assistida (eutanásia) pondo um fim breve à dolorosa situação em que se encontrava.De acordo com os autores, François Mitterrand, que fora Presidente da França entre 1981 e 1995, sofria imenso, com dores horríveis devido a um cancro em fase terminal - e foi ele próprio que pediu para morrer.

"Foi-lhe então administrada uma injeção por via intravenosa", escrevem os autores.

Em entrevista ao canal de TV France 2 nesta terça-feira, o antigo médico de Mitterrand não contestou as alegações do livro, mas preferiu não utilizar o termo eutanásia.

'Eu sabia que François Mitterrand havia chegado a um momento de sua vida onde o sofrimento era insuportável. A deterioração de seu corpo era insuportável', disse o médico.

'Mitterrand nunca aguentou essa situação e ele me repetiu várias vezes, nos 14 anos que passamos juntos, que ele não queria terminar sua vida como um vegetal', afirmou Gubler ao canal France 2.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:00


O cancro visto como uma doença crónica

por Luis Moreira, em 11.04.12

CANCRO: TERAPIA CONVENCIONAL É FEITA EM 3D
O tratamento, feito no IPO Porto, que tem o maior serviço de Radioterapia da Península Ibérica, tem taxas de sucesso elevadas. Só no cancro da mama, essa taxa é de 98%. Para haver maior precisão na área que recebe a radiação, a terapia convencional é feita em 3D.
O tratamento RapidArc ou VMAT (Arcoterapia Volumétrica Modelada) é recente e foi desenvolvido nos EUA. Está a ser aplicado na unidade do Porto há já um ano, depois da inauguração do novo serviço de Radioterapia.
Agora, o tratamento convencional é 3D conformacional. Através de um programa de computador, vê-se a imagem do doente a três dimensões para analisar os órgãos e a área tumoral, permitindo assim proteger alguns órgãos e saber que área é que vai ser tratada para a precisão ser milimétrica. O tratamento chama-se VMAT. "Significa que é em volume e arco, por causa da rotação de 360 graus da cabeça (gantry) do acelerador, através da qual emite radiação. E faz modelar a distribuição da dose a irradiar. Simultaneamente podemos ter vários níveis de dose", explicou ao CM Fátima Borges, do gabinete de Dosimetria do serviço de Radioterapia do IPO Porto.
"Porque há o tumor principal que tem uma dose mais elevada e há os gânglios que têm de ter uma dose mais baixa. Fazemos este planeamento em todos os doentes. É um processo moroso", acrescentou Helena Gomes Pereira, directora do serviço.
A taxa de cura é mais elevada e a toxicidade é menor do que no tratamento convencional. "A taxa de sucesso no cancro da mama ronda os 98%. A recidiva [reaparecimento do tumor] é inferior a 3%, em comparação com a cirurgia conservadora. Cada vez mais a doença oncológica, se bem tratada, passa a crónica. As pessoas têm de ter a noção de que não é a pressa com que é feito o tratamento mas sim a qualidade", lembrou a directora.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00


Um monopólio arrepiante

por Luis Moreira, em 03.03.12

Duas farmacêuticas monopolizam o tratamento da SIDA e do CANCRO !

Isto quer dizer que a vida de milhões de pessoas está nas mãos de duas empresas e os estados não têm qualquer possibilidade de intervir. Aqui está uma actividade que devia ser controlada pelos estados com participações accionistas .Não é função do estado estar nesta actividade que se fundamenta em investigação mas há instituições estatais que têm capacidade cientifica, se apoiadas, capazes de tirarem este poder desproporcionado a estas companhias globais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Mais uma boa notícia da ciência portuguesa, agora da Universidade do Minho.

"Descobrimos uma molécula chave que está envolvida no processo de destruição de proteínas pelas células", explica Sandra Paiva, da Escola de Ciências da UM. A descoberta é importante porque se se conseguir manipular esta molécula será possível, por exemplo, cortar o acesso das células de cancro aos nutrientes que precisam para sobreviver, "tornando-as mais sensíveis à quimioterapia".

Oxalá o governo perceba de vez que não pode cortar os nutrientes de uma actividade que tem dado tão bons resultados e que tem sido reconhecida internacionalmente ganhando prémios ao mais alto nível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30


A luta crescentemente vencedora contra o cancro

por Luis Moreira, em 23.01.12

Vimos neste artigo o novo equipamento de radioterapia que é um grande avanço da ciência e da tecnologia e uma grande esperança para toda a humanidade. Está a chegar à Fundação Champallimaud e aos Institutos de Oncologia e já funciona no Hospital Distrital do Barreiro.

Pode eliminar o cancro numa única sessão, mesmo com o tumor já espalhado. É indolor e tem menos custos que a radiotrapia convencional. O equipamento vai chegar à FundaçãoChampalimaud ainda este ano.

Em vez do "tiro ao bando de patos" o tiro agora é preciso, individual, preparado exclusivamente para cada um dos doentes. Preciso e personalizado! Estas duas características que encontramos neste tipo de radioterapia também podem ser encontradas noutras abordagens terapêuticas. Nos próximos dez anos a quimioterapia e a radiologia convencionais que atacam as células más mas também as boas, serão substituídas pelos tratamentos dirigidos.

 A Radiologia estereotáxica extracraniana a que  vai juntar-se no Porto a radioterapia intraoperatória em mulheres com cancro na mama.

Nas outras aproximações temos "a patologia molecular" que pretende estabelecer a "natureza do tumor com que estamos a lidar". Medicina personalizada. Saber a doze a aplicar a cada doente. Na Fundação Champallimaud grandes nomes da Medicina mundial já estão contratados como o Director deste Serviço, Zvis Fucks, americano de origem Judaica e que trabalhava num dos centros mais conceituados a nível mundial - o Soan Kettering Cancer Center.

Temos também a cirurgia de precisão em que se usam substâncias fluorescentes - os células malignas são "gulosas" e ficam fluorescentes, o cirurgião agora sabe o que pode tirar.

De repente, diz o Professor Sobrinho Simões descobrimos que " estas células usam pouco oxigénio  e muita glicose (açúcar). "São viciadas em glicose" o que permite nova aproximação terapêutica. " O truque é forçar as células malignas a usar oxigénio  bloqueando o açúcar" . A descoberta já tem vinte anos mas só agora se percebeu a bondade que encerra. Foram descobertas moléculas específicas para certos tipos de cancro, como o melanoma ( olhem o sol...)

Temos as vacinas tumorais para o cancro do útero ...activação do sistema imunitário, vacinas de células dentríticas...

E a investigação em torno dos telemóros....

O medo, o comportamento, o que se bebe, o que se come e se fuma também é personalizado, está nas mãos de cada um de nós!

PS: ver Visão

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:13

 

Pode eliminar o cancro numa única sessão, mesmo com o tumor já espalhado. É indolor e tem menos custos que a radiotrapia convencional. O equipamento vai chegar à FundaçãoChampalimaud ainda este ano.

Uma radioterapia que pode eliminar o cancro numa única sessão, mesmo com o tumor já espalhado, estará em breve disponível em Portugal, através de uma máquina quase única no mundo que ficará instalada na Fundação Champalimaud .

O equipamento, que a Fundação receberá ainda este ano, permitirá fazer radioterapia de dose única, tratamento que requer um elevado nível de precisão e que poderá ser feito em poucos minutos e sem qualquer toxicidade para o doente, segundo explicou em entrevista agência Lusa o oncologista Carlo Greco

"É o mais avançado equipamento no mundo. Será absolutamente único em Portugal e, na Europa, há muito poucos. Mas a máquina que chegará em dezembro vai ser equipada com ferramentas especiais que a tornam única no mundo", afirma o diretor da área do cancro da Fundação Champalimaud.

Carlo Greco, que considera o cancro como um dos piores problemas sociais da atualidade. Mas frisa que a taxa de sucesso nos tratamentos tem melhorado de ano para ano.

Esta técnica de radioterapia de dose única, disponível para tratamento no final do primeiro trimestre de 2012, vem permitir tratar muitos dos casos de cancro com metástases, sobretudo os menos disseminados.
Trata-se de uma radioterapia por imagem guiada, em que se faz uma TAC e o tratamento em simultâneo, que exige um elevado nível de precisão para que a dose única seja aplicada no local adequado e se torne suficiente.
"Já testámos este equipamento e esta técnica na Universidade de Pisa, em Itália, e os resultados foram surpreendentes. Tem é de ser administrada uma dose suficientemente forte para erradicar o tumor. E já provámos que funciona em qualquer tipo de cancro, mesmo num dos mais resistentes à quimio ou radioterapia, como o do rim", explicou Carlo Greco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Neste texto, deixei uma informação que reputo da maior importância. Esperança para todos nós, saber que Portugal caminha na frente das tecnologias e no "estado da arte" no combate ao cancro. No dia seguinte apareceu uma reportagem num dos canais de televisão mostrando que o Hospital do Barreiro já tem há meses o equipamento topo de gama.

Deixando aqui a minha admiração por pessoas que se mexem, por profissionais que não querem deixar-se atropelar pela burocracia estatal, não posso deixar de fazer algumas perguntas. Antes disso, soube-se também, que o Instituto Português de Oncologia terá o mesmo equipamento dentro de meses.

O panorama é, então, o seguinte. Instituto Chapalimoud (na primavera), Instituto Português de Oncologia ( no princípio de 2012) e Hospital do Barreiro ( a funcionar há meses). Isto é, um Hospital distrital vai à frente na tecnologia de ponta no tratamento do cancro em radioterapia!

Entenda-se, que uma tecnologia deste nível obriga a uma panóplia de saberes e de experiência feitas que não se encontram num hospital distrital. Médicos de várias especialidades, técnicos de radioterapia, de laboratório...mas que há dezenas de anos se desenvolvem nos três Institutos de Oncologia, onde se praticam os mais avançados cuidados oncológicos.

Como se explica então, que o investimento de (centenas) Milhões de euros neste equipamento, que por enquanto só existe em quatro ou cinco países, seja feito num hospital distrital não especializado? A resposta é uma das razões que irão destruir o SNS!Falta de planeamento, organização, visão global...

Os Institutos de Oncologia vão passar a enviar os seus (alguns doentes) para o Hospital do Barreiro para tratamento? Percebe-se ou não o ridículo da situação?

Neste país, onde as vozes que vale a pena serem ouvidas são apagadas pelo vozeirão dos mesmos de sempre, dos conservadores avessos à mudança, de esquerda e de direita, que continuarão a lutar para manter um SNS que não conseguiu adaptar-se à passagem do tempo e que, com a sua estúpida ajuda, corre alegremente para a sua própria aniquilação...

PS: perante o rídiculo da situação já apareceram as vozes oficiais a explicarem o inexplicável. O aparelho não será bem o mesmo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

A Fundação Champallimaud perfila-se como uma instituição líder na investigação e tratamento do cancro e nas doenças dos olhos. No belo edificio à beira rio, reunem-se investigadores e médicos dos mais competentes a nível mundial.

Como se sabe esta Fundação nasceu da vontade vertida em testamento do industrial e financeiro que deixou 100 milhões de euros para que , com os valores obtidos com a aplicação desse dinheiro, se apoiasse um instituto dedicado à investigação daquelas doenças. Portugal tem assim oportunidade de apoiar os projectos mais exigentes e de reunir uma "massa crítica" de investigadores de nível mundial.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    kkkk tipo a classe média de Cuba ou da Venezuela?

  • Anónimo

    Olá, telespectadores, quero compartilhar minha exp...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ONLINE Cuidado com os am...

  • Barei Khan

    Olá, deparei-me com um grupo de hackers certificad...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • SALLY PAUL

    NOTA: Se vocêestá procurando uma empresa de emprés...

  • MIKE BLIZZ

    Por que você vai ao banco pedir um empréstimo que ...

  • MARK DOROTHY

    Do you suffer financially or do you need emergency...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds