Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


No dia 31 de Janeiro de 1921 nasceu, em Filadélfia, o tenor norte-americano Mario Lanza, filho de emigrantes italianos.

Atingiu grande sucesso nas décadas de 1940 e 50, principalmente pelas suas participações no cinema. Foi considerado o mais famoso tenor dos Estados Unidos, mas durante toda a carreira enfrentou problemas com o excesso de peso, o consumo de álcool e de estupefacientes. Influenciou vários cantores, tanto clássicos como populares, e o próprio Elvis Presley declarou, numa entrevista, na década de 1970, que foi um dos seus maiores fãs.
Aos quinze anos, começou a estudar para ser cantor profissional. Estreou-se como tenor, no dia 7 de Agosto de 1942, no festival de música de Berkshire, em Tanglewood. Foi aqui que escolheu o nome artístico de Mario Lanza, adoptando o nome da mãe. O seu nome de baptismo era Alfredo Arnold Cocozza. A sua carreira artística, interrompida pela segunda guerra mundial, foi retomada em Setembro de 1945, num concerto em Atlantic City, com a Orquestra Sinfónica da NBC.
Nos anos de 1947 e 48, fez uma digressão de 86 concertos, pelos Estados Unidos, Canadá e México. Depois de um recital no Hollywood Bowl, em 1947, Mario Lanza assinou um contrato de sete anos com Louis Mayer, um dos donos da MGM, que tinha visto o concerto e ficou impressionado com a sua voz. Nunca outro cantor de ópera se adaptou e enquadrou tão bem no cinema e na vida de Hollywood. Em 1951, interpretou o papel principal no filme “O Grande Caruso”, que foi o seu maior sucesso.
Em 1958, fez algumas gravações na Ópera de Roma, onde chamou a atenção do director artístico, que lhe ofereceu o papel de Canio, na ópera “I Pagliaccci”, na temporada de 1960-61. No entanto, a saúde de Mario Lanza estava a degradar-se e, em Abril de 1959, sofreu um ataque de coração, seguido de uma pneumonia, em Agosto. Faleceu no dia 7 de Outubro de 1959, em Roma.
Apesar da sua morte precoce, a carreira de Mario Lanza exerceu forte influência em toda uma geração de cantores líricos, em que se incluem Luciano Pavarotti, Placido Domingo e José Carreras; e fez dele exemplo e ídolo para muitos grandes intérpretes – desde Elvis Presley, que verdadeiramente o adorava, até José Carreras, que um dia lhe dedicou postumamente um espectáculo e, na ocasião, afirmou: “Eu nunca teria sido um cantor de ópera, se não tivesse existido Mario Lanza”.


Santa Lucia – Canção Napolitana
Tenor: Mario Lanza

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá pessoal, Você precisa de serviços de hackers? ...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Muitas pessoas disseram que os hackers invadiram d...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    QUERO HACKEAR UM BLOG!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Anónimo

    oi me explica mais siobre isso

  • Anónimo

    Necesita un préstamo urgente para revivir sus acti...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog