Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Um ATL e um Lar de idosos prontos há anos e da propriedade da Câmara de Lisboa estão ao abandono.

Edifícios que custaram 860 mil euros e 280 lugares de estacionamento subterrâneos entregues pelo construtor estão à disposição da Câmara de Lisboa há anos, mas esta ainda não lhes deu qualquer uso. A verdadeira surpresa, porém, surge quando se percebe que os dois imóveis, de desenho idêntico e com 350 metros quadrados de área cada um, foram construídos para acolher um ATL (espaço para ocupação de tempos livres de crianças) e um centro de dia para idosos, são propriedade da Câmara de Lisboa e nunca foram utilizados - apesar de estarem acabados há muito tempo.

Isto acontece devido ao gigantismo da Câmara a à sua gestão centralizadora que não tira proveito das Juntas de Freguesia que estão no terreno, que conhecem os assuntos, estão próximos, podiam tratar de encontrar soluções. E, do outro lado da cidade há uma piscina que não funciona, com instalações de primeira que não são devidamente explorados. E, na minha rua há uns trabalhadores da Junta que tratam do pequeno jardim à minha porta mas as árvores a dois metros de distância já são da responsabilidade dos trabalhadores da Câmara e não são regadas. Que interessa que os idosos morram sós e na miséria mesmo que o Centro de Dia esteja pronto há anos e não é usado? Muito poder, muitos meios, poucos resultados!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00


Que o estado não chateie

por Luis Moreira, em 17.03.12

Que o estado não chateie, que o Presidente da Câmara não demore seis meses a responder a um pedido de reunião, que a Ordem dos Médicos não demore no exame de português que quer fazer a " renomado especialista em microcirurgia infantil"...

Isabel Vaz disse que "há uma grande oportunidade a nível de saúde porque está em cima da mesa uma directiva europeia que permite a escolha dos doentes a nível europeu". Segundo a gestora, Portugal encarou esta decisão como uma ameaça, mas "os privados vêem como uma oportunidade de ganhar o mercado europeu".
Para Isabel Vaz, Portugal "pode e deve saber ser um 'player' no turismo de saúde", mas tem de se saber posicionar nos mercados emissores de eleição.

"Não precisamos que o estado nos dê doentes, só precisamos que não chateie!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:30


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Godsto Mamedu

    Trazemos a você boas notícias dos cartões master e...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    kkkk tipo a classe média de Cuba ou da Venezuela?

  • Anónimo

    Olá, telespectadores, quero compartilhar minha exp...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ONLINE Cuidado com os am...

  • Barei Khan

    Olá, deparei-me com um grupo de hackers certificad...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • SALLY PAUL

    NOTA: Se vocêestá procurando uma empresa de emprés...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds