Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vai bardamerda, Arménio! [por Carlos Galvão]

por autor convidado, em 16.10.13

Não podias ceder, Arménio, pura e simplesmente não podias ceder. "O Povo é quem mais ordena", lembras-te? Tinha chegado a altura de os enfrentarmos, de gritar bem alto "A Ponte é nossa", mas que fizeste tu? Transformaste um protesto numa excursão, já agora, também vai haver pique-nique? Os do Sul trazem as sardinhas e nós levamos o vinho?
20.000, 30.000 ou 50.000 pessoas no garrafão da Ponte, com a polícia à frente, sabes o que significava? Imaginas o impacto que tinha? Se não nos deixassem passar fazíamos o protesto ali, escrevias um discurso de 3 ou 4 horas e parávamos a ponte, tramávamos a Lusoponte, a primeira das PPP's, lembras-te? As PPP's que nos andam a sugar a vida. E se houvesse confrontos? E se morresse alguém? Era grave, mas mais grave ainda é a morte lenta a que nos condenaram, mais grave ainda são os suicídios que estão a acontecer, dois por dia, Arménio!
Não podíamos ter esta derrota Arménio! Não foste tu que saíste derrotado, fomos nós, os portugueses, os que sofrem, os que têm que pagar, tu não perdeste nada.
E agora Arménio? E quando eles decidirem proibir as manifestações no Marquês? Que vais tu fazer? Também te vais encolher para não os afrontar? E quando proibirem os ajuntamentos? E quando...
Estamos órfãos, Arménio, ainda há dias disse isto ao teu camarada Miguel Tiago, estamos órfãos, e tu deixaste-nos ainda mais órfãos.
Sabes que mais? Não mereces o trabalho que tive a escrever estas linhas, és mais um "irrevogável", vai bardamerda!

Carlos Galvão

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:51

Arménio Carlos:

O secretário-geral da CGTP responsabilizou hoje os Governos portugueses das últimas décadas pela atual situação económica do país, acusando-os de terem desenvolvido políticas de destruição do aparelho produtivo e de promoverem injustiças e desigualdades sociais.

Arménio Carlos, Na intervenção que fez no final da manifestação do Dia do Trabalhador, falou no elevado nível de desemprego, nos cortes de salários e subsídio de férias e de Natal do setor público, no congelamento e redução de pensões, na redução do subsídio de desemprego e de outras prestações sociais.

"Esta é uma política que tem responsáveis, são os que governaram o país durante as últimas décadas", disse perante milhares de pessoas que ocuparam o relvado da Alameda Afonso Henriques, em Lisboa.

Enquanto houve dinheiro, melhor, enquanto houve onde ir pedi-lo emprestado ou quando o dinheiro vinha em forma de "Fundos comunitários" ninguém deu por nada. O problema é quando "o farsolas" falta e não há mais. Todos gritam, todos se indignam, mas o mal já estava feito há muito. O Arménio Carlos já percebeu!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


Pessoal da SIC: o senhor que se segue chama-se Arménio...

por Rogério Costa Pereira, em 28.01.12

... Carlos. Ok? Carlos! Arménio Carlos! Car...los. Que se venham a enganar no teclar e saia um Caralos ou um Carlhos, ainda vá, mas tentem não tropeçar duas vezes na mesma palavra. Compreendido, pessoal da tesão de Conaxide? Não há nada que enganar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:17


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Bonjour la famille. Je vous présenteoffre de prêt ...

  • Anónimo

    Bonjour la famille. Je vous présenteoffre de prêt ...

  • Anónimo

    I am so delighted I found your weblog, I really fo...

  • Anónimo

    PRONTO MEU TESTEMUNHOMeu nome é Jeremy Santos, do ...

  • Anónimo

    PRZYGOTUJ MOJE ŚWIADECTWONazywam się Jeremy Santos...

  • Anónimo

    bonjour madame et monsieurParticuliers Grecs Belgi...

  • Anónimo

    Amazing unique article direct to the point. Many a...

  • Bradley Garrett

    Você precisa de um empréstimo urgente? Um emprésti...

  • Anónimo

    Auto Authentic SSD Chemical for sale in South Afri...

  • Anónimo

    Pure Universal SSD Chemical Solution +27735257866 ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog