Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Para recordar e não repetir

por Rogério Costa Pereira, em 20.03.09

 


Já tinha ouvido falar, mas ainda não tinha tido oportunidade de ver o dito. Trata-se, supostamente, de um spot publicitário que pretende demonstrar que a Antena 1 acompanha o ouvinte de forma íntima, personalizada e passo a passo.


"- Ó Rui, não vale a pena ir por aí, está cortada a rua.


- Não acredito, outro acidente, Eduarda?


- Não, é uma manifestação.


- E desta vez é contra quê?


- Pelos visto é contra si, Rui


- SIm, contra mim... [género tá bem, tá, como se isso fosse possível]


- Pois, contra quem quer chegar a horas."


Registo o ar de gozo do ouvinte quando pergunta "E desta vez é contra quê?", o tom assertivo da locutora quando sentencia, ao melhor estilo são-outra-vez-os-maus que, "pelos vistos", a manifestação é contra aquele ouvinte e contra quem quer chegar a horas.


 


Para ficar pelo mínimo, direi apenas que é lamentável que uma rádio pública se promova despromovendo um dos pilares essenciais do Estado de Direito. Ainda que assim não fosse, admitir-se-ia (ainda que foleiro) o tom intimista da locutora, não se desse o caso de esse tom intimista tocar sem ser de leve algum dirigismo professoral, inadmissível em coisas destas.


 


Adenda: igualmente lamentável é o aproveitamento político que alguns blogues (os do costume) estão a fazer da situação, "revelando", ao melhor estilo vocês-sabem-do-que-é-que-eu-estou-falar, que a locutora do spot (Eduarda Maio) é autora duma biografia do PM.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:22


31 comentários

De Tiago a 20.03.2009 às 16:24

Talvez não devesse levar tão a sério um comercial de rádio. Eu percebo o seu ponto de vista, mas acho-o exagerado e penso que houve alguma má vontade na interpretação. É um anúncio, tem piada, e não deve ser levado a mal. Como este há muitos outros, se formos por aí..

De Rogério da Costa Pereira a 20.03.2009 às 16:55

Má vontade na interpretação? O spot só se presta ao tipo de interpretação que dele faço (se assim podiam ter inventado algo diferente de uma manifestação). De resto, não tem piada, acredite - anda lá bem longe.

De Arquivo a 20.03.2009 às 17:13



É evidente que há milhares de portugueses que se estão a marimbar para os milhares de professores que periodicamente se juntam para em coro reclamarem o direito a privilégios que mais nenhum trabalhador tem (o direito a não serem avaliados por exemplo, mas não só)

É evidente que há milhares de portugueses que se estão a marimbar para os camionistas que, ao contrário de todos os outros trabalhadores que utilizam combustiveis fósseis para trabalhar, julgam que têm o direito a comprar gasolina mais barata.

É evidente que há milhares de portugueses que se estão a marimbar para as milícias populares que exigem ter médicos a tempo inteiro a cuidar de populações que não chegam às 500 pessoas (a olhar para o boneco na maior parte do tempo) quando não existem médicos suficientes em hospitais que atendem milhares de utentes por dia.

É evidente que há milhares de portugueses a quem as sucessivas manifestações que vêm acontecendo no país não dizem absolutamente nada, sendo muitas das vezes explanações incriveis de ignorância e de preguiça (como são o caso das manifestações dos professores).

É evidente que existem milhares de portugueses que se revêem neste anúncio da antena 1.

É uma coisa chata a democracia e a liberdade de expressão. Toda a gente a pode usar…

De Valupi a 20.03.2009 às 17:45

Muito bem Rogério, mas só quanto à adenda. Quanto ao combustível do escândalo, é estranho conceber de modo tão frágil um dos pilares do Estado de direito. Tão frágil seria que uma peça publicitária que aposta no cruzamento da actualidade (as manifestações como elemento marcante na paisagem mediática e social nos últimos dois anos) com a ambiguidade (um aceno narcísico para veicular o benefício de um produto) seria suficiente para ameaçar.

Trata-se é de uma tempestade num copo de vodka.

De paulo jorge vieira a 20.03.2009 às 17:45

caro rogério

tenho dúvidas que lembrar que, a voz do spot é autora de um determinado livro, seja um elemento importante nesta história. história essa que tanto me irritou (tenho o péssimo habito de ir a manifestações e até ja convoquei algumas)!
mas acusar blogs de o fazerem por razões políticas quando em alguns casos se limitam a fazer link da página do Público? exagerado?

De jmvfaria a 20.03.2009 às 17:48

É uma coisa chata haver Oposição Legal ao Socratismo. Sim, Socratismo, não Socialismo ( PS).

De Nuno Martins a 20.03.2009 às 17:54

Sinceramente parece-me um bocado desajustada toda a reacção a um simples spot publicitário. Estas reacções tão sérias a um spot que apenas pretende, ou parece pretender, ser ligeiro acabam, isso sim, por lhe colocar um peso político em cima que não acredito fosse essa a intenção inicial.

De qualquer forma, se a ideia é levar a sério, ou demasiado a sério, este spot, então a minha opinião é que parece mesmo que estas manifestações são essencialmente contra quem quer chegar a horas e não consegue porque as principais artérias da cidade estão entupidas de manifestantes a contribuirem para a tão afamada falta de produtividade do povo português.

Pergunto eu: porque não fazer as manifestações ao Sábado? Não continuariam a ter o direito ao protesto? Ou o direito ao protesto apenas se aplica nos dias úteis?

E o direito à indignação do sector privado que cada vez tem que trabalhar mais para compensar o direito ao protesto do sector público?

E muito mais poderia falar sobre o tema, mas, infelizmente, creio que seria "malhar em ferro frio".

Ah, e antes de começarem a deitar abaixo lembrem-se do direito de opinião. Caso este também não tenha passado a ser exclusivo do sector públcio!

De João Pedro da Costa a 20.03.2009 às 18:06

Tempestade em copo de água. A existência do spot é a maior prova que vivemos em liberdade. Na boa.

De Carlos Marques a 20.03.2009 às 19:08

Não estou a ver a SIC nem a TVI, a TSF ou o RCP, a aprovarem um anúncio destes. A RTP tudo se permite, porque quem lhe paga as contas está obrigado a pagá-las - todos nós. Com os outros canais, podemos penalizá-los deixando de os ver. Com a RTP, nada feito. Para mim, a RTP não se justifica, bastaria a RTP2, a Internacional, salvo seja, a Antena 2 e a RDP Internacional. Não sou contra a presença do Estado em empresas vitais, que não devem andar atrás dos lucros, como as das águas, ou que dão prejuízo mas são importantes para a nossa ligação ao mundo, como a TAP, agora a RTP, não, não, não, os privados fazem melhor e com mais independência dos partidos. Os privados são fruto da democracia, a RTP não. Talvez a electricidade pudesse ter o preço que tem em Espanha se não fosse a RTP. Talvez houvesse mais um ou dois hospitais por ano. Já agora, dos três filmes, quanto custou a produção daquele, feito em exteriores e com bastante qualidade técnica? Quem vai pagar? Erros destes, numa empresa privada, seriam inaceitáveis.

De Rui Herbon a 20.03.2009 às 19:47

O anúncio é despropositado (pressupondo que visa promover uma estação de rádio e não incitar o povo trabalhador contra as manifestações dos ociosos), mas não creio que faça perigar os pilares do Estado ou da Democracia. Acho que o facto de ter sido retirado é a admissão do erro. A haver responsabilizações, que se façam no recato da RTP e não na praça pública.

A oposição fazer disto um caso gravíssimo, exigindo demissões (lembram-se da história de Pedro e o lobo?) e audições, é exagero; os suspeitos do costume quererem extrair daqui mais tentáculos do polvo que só eles vêem, porque está enrolado em torno das suas pobres cabecinhas tolhendo-lhes a visão, já é hábito.

Comentar post


Pág. 1/4



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Ruth Breen

    It still feels incredible that my life has changed...

  • Anónimo

    Obtenha um cartão ATM em branco e dinheiro Bom di...

  • Anónimo

    Offre de prêt rapide et sérieuseLes informations s...

  • Anónimo

    Waow this is unbelievable, it is my first time to ...

  • Anónimo

    I am a veteran with the world trade organization h...

  • Anónimo

    Olá, Você precisa de um empréstimo de emergência p...

  • Anónimo

    Você busca fundos para pagar créditos e dívidas?{g...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Anónimo

    Precisa de um empréstimo? Empréstimo comercial? Em...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog