Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Portugal tem um leque salarial de 1 para 8 enquanto a Alemanha tem de 1 para 6 e há mais curtos ( Holanda, Suécia...) Quer dizer, como todos os países pobres é também mais injusto e menos equilibrado.

Uma forma de melhorar esta relação é cortar nos subsídios de férias e Natal. É, realmente, incompreensível (embora agradável) que a diferença salarial seja agravada com subsídios que não correspondem a trabalho prestado. E, não se diga que esta medida teria influência na procura interna porque quem compra os artigos de primeira necessidade são as pessoas de mais baixo rendimento e gastam-no todo. Assim, teríamos uma forma de parte desse rendimento das classes médias e altas reconverterem para as classes mais desfavorecidas aumentando (mesmo!) o salário mínimo. E, desta forma, o obsceno leque salarial existente neste país seria encurtado, tirando aos que mais podem e dando aos mais desfavorecidos.

Parece-me que seria uma medida de grande alcance social a que poucos se oporiam ( os ricos não se atreviam e, a malta de esquerda, estaria de acordo até pela imagem. Os que apoiam este governo não o fariam por razões óbvias). E, com isto, baixam-se os custos da rubrica pessoal!

Há muito que digo que depois de ter visto tantas coisas, discutido tanto, interessa-me muito pouco que as boas medidas venham da esquerda ou da direita. Esta que eu ando a alimentar (embora me pareça que eles já viram isto muito mais cedo do que eu) é uma medida de grande alcance social e seria obra do governo mais à direita depois do 25 de Abril!

Perguntem aos dois milhões de pobres se estão preocupados com ideologias... 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:30


2 comentários

De António Leal Salvado a 28.10.2011 às 20:29

Aí tem, caro Luís, uma (apenas uma) das razões por que eu sou tão crítico das políticas que têm sido seguidas entre nós e, sobretudo, das medidas propostas pela 'elite' liberal que comanda a Europa e tem em Portugal alunos que, ainda por cima, são mais papistas que o papa.

De Luis Moreira a 28.10.2011 às 21:11

Eu não tenho dúvidas que estamos ambos do mesmo lado da barricada, caro António. Podemos discordar das variáveis instrumentais mas os objectivos são os mesmos. Mais democracia, mais justiça social. Eu não compreendo como é que existem 2 milhões de pobres em Portugal!

Comentar post



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Precisa de um empréstimo? Empréstimo comercial? Em...

  • Anónimo

    Are you looking to Discount, Monetize, or create a...

  • Anónimo

    Hello, thanks to LAPO MICRO FINANCE who gave me a ...

  • Anónimo

    I really want to thank LAPO microfinance for givin...

  • Anónimo

    Bonjour la famille. Je vous présenteoffre de prêt ...

  • Anónimo

    Bonjour la famille. Je vous présenteoffre de prêt ...

  • Anónimo

    I am so delighted I found your weblog, I really fo...

  • Anónimo

    PRONTO MEU TESTEMUNHOMeu nome é Jeremy Santos, do ...

  • Anónimo

    PRZYGOTUJ MOJE ŚWIADECTWONazywam się Jeremy Santos...

  • Anónimo

    bonjour madame et monsieurParticuliers Grecs Belgi...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog