Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



«Andamos a negligenciar o interior há muitos anos. Pensa-se em Lisboa e no Porto e o resto não existe. Gostaria de saber quais são os políticos que, fora da época das eleições, pegam no carro e vão visitar Portugal. Porque se o fizerem vão encontrar um país que está em declínio. O interior está totalmente negligenciado. É preciso não investir em grandes auto-estradas, mas atrair as empresas para se criar emprego. É preciso que o Estado tenha uma política de descriminação positiva em relação ao interior: baixar a fiscalidade e as contribuições sociais das pessoas que trabalham no interior; dar-lhes uma bonificação salarial por estarem a trabalhar em zonas de interior. É preciso haver uma política que faça com que o despovoamento do interior seja travado e que cada vez mais casais jovens voltem a viver no interior ou pelo menos não saiam de lá.» [Desmitos; Álvaro Santos Pereira, Ministro da Economia]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:27


5 comentários

De António Filipe a 08.10.2011 às 00:43

Ele disse isto antes de ser ministro, não foi?
Pois. É que aquelas cadeiras em que os ministros se sentam devem ter uma espécie de supositório que viaja em sentido contrário ao dos alimentos e que chega ao cérebro, fazendo com que eles mudem de ideias assim de um momento para o outro.

De Luis Moreira a 08.10.2011 às 01:03

eheheh e , eu, que li os livros dele e estava convencido que o homem pegava naquilo. Estou a descrer...

De António Filipe a 08.10.2011 às 01:20

É outra "qualidade" que estes gajos têm: a de nos fazer descrer.
Nunca encontrei explicação para o facto de, há mais de trinta anos, se continuar a votar neles.
É cá uma coisa!...

De Bruno Pires a 08.10.2011 às 21:19


A minha opinião é, à partida tendenciosa e não poderia ser de outra forma, pois sou fruto do interior forçado a migrar para o litoral para poder exercer a minha profissão. Faço parte de um movimento contínuo e ascendente de jovens que são obrigados a deslocalizar-se para o litoral para poder sobreviver, também faço parte do grupo dos culpados, pois não protesto o suficiente nem fiz nada para contrariar esse movimento. A minha humilde opinião, é que está a tornar-se insustentável para o interior e para o país, por vezes penso que seria um acto de misericórdia fechar as universidades e politécnicos existentes no interior e vender o terreno aos nossos irmãos do outro lado da fronteira.
É necessário discriminação positiva, é necessário criar condições para tanto os jovens como as empresas se deslocalizem para o interior e possamos ter no futuro um país mais harmonioso e igual, onde exista espaço e qualidade de vida para todos nós.

De Luis Moreira a 08.10.2011 às 21:56

Meu caro Bruno, até quem vive no litoral pensa assim. A qualidade de vida tem muito a ver com a gestão ponderada do território.

Comentar post



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Ruth Breen

    It still feels incredible that my life has changed...

  • Anónimo

    Obtenha um cartão ATM em branco e dinheiro Bom di...

  • Anónimo

    Offre de prêt rapide et sérieuseLes informations s...

  • Anónimo

    Waow this is unbelievable, it is my first time to ...

  • Anónimo

    I am a veteran with the world trade organization h...

  • Anónimo

    Olá, Você precisa de um empréstimo de emergência p...

  • Anónimo

    Você busca fundos para pagar créditos e dívidas?{g...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Anónimo

    Precisa de um empréstimo? Empréstimo comercial? Em...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog