Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ver Mário Nogueira, comunista e sindicalista da FRENPROF ao lado do Presidente do PSD - Madeira, em plena campanha eleitoral, inaugurar a sede dos professores na Madeira faz pensar! Que diabo nós sabemos que se for possível aos comunistas porem-nos todos a falar com a mesma entoação e a dizer o mesmo, não hesitam um segundo, mas com o Jardim em campanha?

Realmente, agora que se fala nisso, não se ouve nada do lado do PCP acerca do buraco do Alberto João!

Como é possível que um prédio que está há meses pronto para ser usado seja inaugurado pelo Alberto joão em campanha com o Nogueira a seu lado?

Os professores não têm nada a dizer? Estão orgulhosos ? É que o Alberto João já está a devolver o favor, já o ano passado deu "excelente" a todos os professores a trabalharem na Madeira e hoje já avisou que não está de acordo com a avaliação dos professores...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00


8 comentários

De Luís Grave Rodrigues a 06.10.2011 às 00:02


O Mário Nogueira só foi à Madeira marcar uma posição política muito clara, que significa o manifesto apoio à solução adoptada por Alberto João Jardim para a avaliação de professores: todos os professores são avaliados com "Bom" decretado por portaria.
Não é afinal essa a solução para a avaliação de professores que a FENPROF defende?...

De Luis Moreira a 06.10.2011 às 00:33

O Alberto João só defende isso como defenderia outra coisa qualquer se lhe interessasse a ele e à clique que vive à conta da política dele. E, mesmo em política, não vale tudo. Esta posição envergonha os professores.

De Luís Grave Rodrigues a 06.10.2011 às 00:42

Concordo: é claro que esta posição envergonha os professores.
Mas, quanto a mim, o que envergonha mais a classe dos professores são os próprios professores que concordam com a solução de avaliação que Alberto João Jardim implementou na Madeira!

De Luis Moreira a 06.10.2011 às 01:53

Exacto! E o que parece mais incompreensível é que uma avaliação feita na escola pelos próprios é, a mais das vezes, um exercício de grupo, sem dramas. Todos se conhecem, sabem bem quem é excelente e quem não serve. A maioria são profissionais que fazem o seu trabalho, sabendo para onde vão, o que se espera delas e o que podem alcançar. Agora, deixar que se atribuam a si próprios, como aconteceu com os magistrados do MP, "excelente" a 97% da classe é que caímos numa indignidade que não serve a ninguém.

De Apache a 06.10.2011 às 19:51


“Os professores não têm nada a dizer?”


Talvez tenham mas como, provavelmente, não gostaria de ouvir, poupam-no.


 


“…já o ano passado deu "excelente" a todos os professores a trabalharem na Madeira”


Não foi “o ano passado” e não foi “excelente” mas Bom, a classificação ‘positiva’ mais baixa. Portaria n.º 165-/2008 de 7 de Outubro. O Estatuto da Carreira Docente da região tinha sido publicado há pouco tempo não deixando margem para publicação do correspondente Decreto Regulamentar, pelo que, ou não havia avaliação e os professores contratados que leccionaram na Madeira estavam impedidos de concorrer para o continente (porque cá a maluquinha da Av. De Roma tinha tornado obrigatória a avaliação dos contratados) ou tinha de se proceder a uma ‘manobra’ administrativa (avaliar todos com a classificação mínima) para não prejudicar que trabalhou na Madeira.


 


“e hoje já avisou que não está de acordo com a avaliação dos professores...”


Nem a larga maioria dos professores que conheço. Está por provar que uma má avaliação seja melhor que uma não avaliação.

De Luis Moreira a 06.10.2011 às 20:51

Toda a gente é avaliada, incluindo os funcionários públicos. Os professores não são funcionários públicos? É assim tão dificil chegar a acordo numa avaliação mensurável, assente no mérito e na negociação entre avaliados e avaliadores? Olhe que não, há muito que se faz e em situações muito mais dificeis.

De Marta a 07.10.2011 às 09:40

 "porque cá a maluquinha da Av. De Roma tinha tornado obrigatória a avaliação dos contratados)"... Acho que esta resposta do/a leitor/a Apache mostra e reforça bem o regime de excepção existente na Madeira e a vários níveis.
O "cá" e "lá"  vai existir sempre e para o que for conveniente aos de "lá", porque os de "cá" podem refilar, protestar e indignar-se (e devem) mas o que o Governo decide é para todos... menos para os de "lá".
Enfim... é o que me apetece dizer para desanuviar.

De Luis Moreira a 07.10.2011 às 11:49

Claro, nunca os professores deveriam ter aceite tal bónus. Mas estão dispostos a tudo menos a serem avaliados. Não são todos nem são a maioria embora pelo barulho pareçam. Obrigado, Marta.

Comentar post



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Godsto Mamedu

    Trazemos a você boas notícias dos cartões master e...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    kkkk tipo a classe média de Cuba ou da Venezuela?

  • Anónimo

    Olá, telespectadores, quero compartilhar minha exp...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ONLINE Cuidado com os am...

  • Barei Khan

    Olá, deparei-me com um grupo de hackers certificad...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • SALLY PAUL

    NOTA: Se vocêestá procurando uma empresa de emprés...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog