Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



África

„A vossa crise é a nossa oportunidade“ Dambisa Moyo*: “Eu nunca disse que a assistência a países subdesenvolvidos devia acabar já amanhã. Todavia, precisamos é de um programa de saída temporalmente esboçado. A solicitude de qualquer modo diminuirá: de facto, quem ainda poderá exigir aos gregos altamente endividados ou aos italianos que prestem assistência? A vossa crise financeira é a nossa oportunidade: ela poderá obrigar a África a assumir finalmente responsabilidades.”

Entrevista a Dambisa Moyo em DER SPIEGEL 37/2011

 

Já escrevi sobre este tema em princípios de 2010. Agora, com o lançamento do livro “Dead Aid” em alemão, o magazine DER SPIEGEL voltou a entrevistar a Dra. Dambisa Moyo.

Torna-se bem evidente a grande semelhança (parcial) do postulado do meu esboço estratégico “New Deal” – que data de 2007 – e o postulado de Dambisa Moyo: cortar a assistência aos países subdesenvolvidos dentro de um determinado prazo estipulado, para obrigar a África a assumir responsabilidades próprias. Claro, Dambisa Moyo diz “A” mas falta – que eu saiba – o “B”. O “B” – substituição dos subsídios arrasadores por um esquema de cooperação de custos mínimos mas de benefícios máximos para todos – consta do meu esboço estratégico “New Deal”.

Agora, com a nossa crise – ela não veio por acaso e entre outras coisas não apenas quer obrigar a África a assumir responsabilidades mas também a nós, no nosso próprio interesse –, vislumbra-se cada vez mais a exactidão e aplicabilidade do meu esboço estratégico de 2007, no contexto de uma nova ordem superior mundial. Considerando que desde 2007, tal como por mim vaticinado desde meados dos anos 90, a situação da próspera e orgulhosa União Europeia sofreu um declínio sem exemplo, pode ser que exista esperança. De facto, hoje nem o Dr. Durão Barroso nem a Dra. Merkel poderão alegar que “tudo está encaminhado no sentido do meu esboço”, ou – a Sra. Merkel fez isso – passar a minha proposta para o Ministério da Cooperação alemão – o qual para defender os seus próprios interesses porventura o fechou na gaveta.

Agora muitos dirão: mas o que é que Portugal, que se encontra em grandes apuros e com as mãos atadas pela troika, poderá fazer para ajudar África e o terceiro mundo em geral? Bom, Portugal, isto é, o seu governo, se não quer ver-se “grego” também, poderá e deverá quanto antes propor em Bruxelas a concepção de uma mudança de estratégia no sentido da minha abordagem de “altruismo egoista”. Com efeito, se queremos vingar temos que contribuir para que os outros se possam salvar. É assim que asseguramos o nosso bem-estar. De qualquer modo o avanço exponencial e imparável dos mecanismos de correcção cibernéticos vai vencendo os entraves interesseiros ainda colocados pelos lobbies da “indústria” dos benfeitores crónicos. Só é uma questão de tempo. Infelizmente entretanto o nosso sofrimento e de muitos outros no mundo vai aumentando em flecha. Se agirmos já, este sofrimento poderá ser encurtado substancialmente dando lugar a um novo crescimento orgânico.

* Dambisa Moyo, 41, economista da Zambia, doutorada em Oxford e ex-conselheira do Banco Mundial. Escreveu o livro “Dead Aid” (Ajuda de Morte).

http://www.acp-eucourier.info/Breaking-the-myth-of.870.0.html?&L=3&tx_skpagecomments_pi1%5Boffset%5D=1

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:00



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Aboubacar Aboubacar Sacko

    Se você precisar dos serviços de um hacker ético c...

  • Anónimo

    OLÁ!!! Você é um homem ou uma mulher? Você precisa...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Ile é conectado como o controle de acesso à Intern...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    Se você precisa de um serviço de hackers genuíno e...

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog