Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Emprenhar pelos ouvidos

por Rogério Costa Pereira, em 14.10.08

Por mais que mera curiosidade, gostava muito, mesmo muito, de conhecer os factos, mas factos mesmo - assim tipo provas, em que o Luis Rainha se apoia para aludir a "pressões governamentais no sentido de abafar a história da licenciatura manhosa". Quer no que respeita às "pressões governamentais" quer no que tange à "licenciatura manhosa". É que, nem de propósito, ouvi há tempos dois feirantes, eu vou a feiras - há aqui muito disso nas berças, dizer algo parecido. Fui ter com eles, tal como agora me dirijo ao Luis, e questionei-os. Curioso que estava. "É o que se diz por aí", responderam-me. Mas esses são uns palonços das beiras, por certo o Luis se saberá explicar melhor. Especialmente a parte em que refere: "A verdade é simples e triste: o nosso primeiro-ministro, depois de afanosamente procurar a forma mais expedita e menos trabalhosa de compor o currículo escolar, ainda teve o topete de mandar esconder a história, mal se viu apanhado." Conta, Luis, conta-nos tudo! A não ser que também seja de ouvir dizer, de te cheirar, espécie de depoimento indirecto mal amanhado. Nesse caso sentir-me-ia bastante incomodado e teria que concluir que o post que antecede o presente, ao melhor estilo do portugal profundo, representa tudo aquilo em que não acredito, tudo aquilo que repudio e abomino no portuguesinho habitual - a fofoca, a maledicência gratuita, o dizer mal só porque sim. Pior, teria que concluir que o Luis, ele sim, é o perfeito espelho do seu povo. Mas não há-de ser o caso - há-de ser bem alicerçada em provas, a coisa. Estou em pulgas! Em tempo: pensei que seria escusado referi-lo, mas pelo número de comentários que já apaguei, parece que não. Não é que queira cercear a liberdade de expressão dos estimados leitores, mas como não pactuo com a ofensa de outros direitos fundamentais em jogo, e o principio da concordância prática não tem aqui aplicação, escusam de tentar publicar comentários que sabem à partida que eu não aprovarei. Não é que só queira ouvir um lado, a questão é que aqui só existe um lado - tudo o resto são meras atoardas, às quais não darei guarida. O lado que existe, para que não restem dúvidas, é este: «Em comunicado (...) divulgado, e assinado pela procuradora-geral adjunta Cândida Almeida e pela procuradora-geral Carla Dias, "da análise conjugada de todos os elementos de prova carreados para os autos resultou não se ter verificado a prática de crime de falsificação de documento autêntico, na modalidade de falsidade em documento, ou de crime de uso de documento autêntico falso, envolvendo a licenciatura em engenharia civil de José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa"» [DN]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:21


33 comentários

De Saloio a 15.10.2008 às 00:33

Estimado RCP, como muito bem sabe, subsistem milhentas realidades de que nenhuma prova jurídica é obtida.

Não preciso de lhe dar exemplos, que alguns são notórios (Pinto da Costa, Fátima Felegueiras, Ferreira Torres, etc.), mas, apenas no aspecto jurídico, atenta a particularidade e especificidade de requisitos que a lei (e muito bem) impõe, não permite que seja produzida matéria sustentável classificável como prova (jurídica).

Dou-lhe o exemplo abstrato, do crime de burla: o mais difícil de comprovar em sede de processo penal, porque a lei obriga a que seja a vítima a produzir a prova suficiente da intenção delituosa prévia do criminoso aos actos do crime - condição quase impossível em muitos casos.

Quanto ao curso de Sócrates, e apesar da falta de provas jurídicas, tem alguma dúvida de que ele obteve o curso através de actuações de favor?

Que me diz do seguinte: o mesmo professor em 4 cadeiras muito diferentes, da prova de Inglês técnico com o cartãozinho de governante, e do diploma/exame ao domingo?

Diga-me, se puder, outra coisa:conheçe mais alguém nestas condições?

Quanto ao trecho da douta decisão que transcreve, acha que ele nos esclarece alguma coisa em relação à questão de fundo? Parece-me humldemente que não; apenas faz referência à ausência de prova quanto à alegada falsificação de um documento. E o resto?

Daí a minha questão - e os apelidos de bondoso e católico apenas se referem aos critérios que adiantei, querendo eu dizer que são ambos compreensíveis e aceitáveis. Naturalmente sem ofensa, não me diga que nunca fez um favor a ninguém? Eu, já - vários.

Digo eu...

De Saloio a 14.10.2008 às 23:48

Estimado RCP: pela primeira vez, desde que o senhor aqui escreve, que fico na dúvida em relação a um post seu.

A sua questão deriva da sua ilustre profissão ou de algum favor que lhe pediram. Ambas são bondosas, legítimas e dignas de um católico, mas...

Digo eu...

De Rogério da Costa Pereira a 14.10.2008 às 23:58

Caro Saloio,

Não sou católico nem bondoso.

Como não me conhece, admito a questão que me coloca. E por isso, e por o considerar, lhe respondo: a visão que tenho do Direito, com efeito, impede-me de ver certas coisas publicadas sem reagir. Esse o único motivo. Também tenho 2 dedos de testa e sei as linhas com que se cosem estas coisas, como há-de imaginar. Não faço favores, nem ninguém teria a coragem de mos pedir (falo deste tipo de coisas, claro).

De Ricardo Santos Pinto a 15.10.2008 às 14:54

O Luís Rainha tem razão.

De Carlos Vidal a 15.10.2008 às 02:00

Pelas bandas da minha segunda casa (a primeira é onde durmo, a segunda, enfim, digamos, onde trabalho) não se usam certificados de habilitação com datas dominicais: ao domingo não há segundas épocas. E o senhor M. não passa documentos. Muito menos me levanto cedo para faze exames nesse santo dia. Não é ilegal, nada ilegal, mas não conheço no sítio onde laboro quatro disciplinas,ou mais, porque não, nas mãos do mesmo professor, ainda por cima nos últimos anos (último ano?, já não me lembro), caramba, é obra. Mas não é ilegal, acho até que numa universidade semiprivatizada, numa "fundação" como deve ser, até é aconselhado seis ou sete disciplinas por professor. Também não me consta que um professor mude de faculdade para acompanhar um aluno, não está mal, mas não é corrente. Nas minhas bandas cada aluno, cada certificado, nunca vi nenhum aluno com mais do que um certificado. Ilegal ? Nem pensar. Fichas emendadas, ah isso só na Ass da República. De resto, a casinha de emigrante, aquilo que se constrói por cima do curral, vamos lá a ver, nada tem de bom ou mau gosto, é sempre pura necessidade. A cada um o seu curral.
Aliás, eu disse-me para não frequentar as bandas deste blogue, mas cá vim uma derradeira qualquer coisa vez. Gostei da disputa edificante entre dois dos seus bloguistas. Foi isso, talvez.

De ezequiel a 14.10.2008 às 20:37

cheeeky cheeky LOL :)

De gibel a 14.10.2008 às 21:51

Ab auditione mala non timebit

De fernando antolin a 14.10.2008 às 21:51

Que coisas sérias?? As habilitações do PM? O que o JMF,do Público,disse e depois desdisse?? A imposição da disciplina de voto do PS,no caso do casamento dos homosexuais"eu voto contra mas até sou a favor,mas não é agora,é depois"?? Coisa séria,meu caro,foi eu ficar sem um rim e a suprarenal devido a um carcinoma,já lá vão 8 anos e ainda cá estou,vaya!!

O resto é circo e palhacinhos,muito bem,há quem goste!

De gibel a 14.10.2008 às 21:53

Allia quando terunt, retinent mortaria gusta

De Model500 a 14.10.2008 às 21:58

Como não há gravação dessa conversa ( mas mesmo que houvesse) cada um acredita no que quiser, na certeza porém que, faça-se a interpretação que se fizer, JMF nunca sai bem desta estória.

A propósito porque é que JMF queria almoçar com o PM? Terá sido vingança por Sócrates ter recusado o convite ?

Comentar post


Pág. 1/4



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • mariamemenez

    BEM-VINDO: O EMPRÉSTIMO ONLINE ENTRE PESSOAS GRAVE...

  • Endre

    Você quer pedir dinheiro emprestado? se sim, entre...

  • Endre

    Você quer pedir dinheiro emprestado? se sim, entre...

  • Endre

    Você quer pedir dinheiro emprestado? se sim, entre...

  • DAVID

    Saudações da temporada, eu sou David e sou um hack...

  • Welty Jeffrey

    MARTINS HACKERS have special cash HACKED ATM CARDS...

  • sandra

    I wanna say a very big thank you to dr agbadudu fo...

  • DAVID

    Olá senhoras e senhores!O ano está acabando e esta...

  • Maria

    God is great i never thought i could ever get loan...

  • edwin roberto

    I am Edwin Roberto and a construction engineer by ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog