Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ceci n'est pas un blogue

por Rogério Costa Pereira, em 02.05.08

Aqui fica o exemplo de um post atento, circunstanciado, totalmente assente em factos, nada especulativo, invasivo ou despropositado, enfim, tudo o que de bom a bloga portuguesa tem para nos dar. Como desconheço o que faz o respectivo autor, estando assim impossibilitado de o comparar, em termos profissionais, a quem quer que seja, o que poderia dar azo a análises do nível das que ele acolhe na caixa de comentários do post a que acima aludo, limito-me a sublinhar a inquestionável elevação do post em causa, esperando, no entretanto, que o Fernando não ganhe a vida com isto dos blogues, pois, dessa forma, pouco o incomodará o que possam dizer, na caixa de comentários que se segue, da sua distinta forma de blogar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:36


26 comentários

De The Studio a 02.05.2008 às 13:27

O Rui Tavares é uma estrela em ascensão no panorama nacional. Um rapaz bem parecido, bem falante e com uma boa rede de conhecimentos que o coloca lado a lado com o Emplastro em número de aparições na televisão. Além disso escreve bem e os seus textos, ao contrário de outros, são bem estruturados apresentando um fio condutor.

Como activista a escrever artigos de opinião, o Rui Tavares está muito bem. O problema é quando o mesmo Rui Tavares, que há quem diga é historiador, escreve sobre História. Não consegue deixar de lado o seu activismo, e aquilo que deveriam ser textos objectivos são efectivamente textos de propaganda.

O comovente texto do Rui Tavares sobre o massacre dos Judeus em 1506 é um bom exemplo, onde o "historiador" confunde as suas opiniões pessoais com factos. Não me vou alongar sobre este tema, os interessados podem ler "o malabarista" no Cachimbo de Magritte.

A foto do intocável Professor José Hermano Saraiva lado a lado com a do aluno (tanto quanto sei) e activista de Esquerda Rui Tavares apenas vêm realçar o ridídulo.

De Inês Meneses a 02.05.2008 às 13:38

The Studio, não existe tal coisa como história objectiva. Desejável é sabermos como se situam os autores, para sabermos de que lado pôr o grãozinho de sal quando os lemos.

De Ana Matos Pires a 02.05.2008 às 13:44

Que bem que a A. Freud descreveu a projecção e o deslocamento, Rogério.

De Pedro Fontela a 02.05.2008 às 14:02

Quer-me parecer que a Ana Matos Pires é capaz de ter razão... - isso e a comichão crónica que o dito cujo tem a tudo à esquerda da mocidade portuguesa.

De Rogério da Costa Pereira a 02.05.2008 às 14:05

Inês, achas mesmo que ainda vale a pena explicar o que quer que seja ao indivíduo em questão?

Pois é, Ana, é tão óbvio que até dá vontade de rir.

Pedro, escusavas de ser tão explícito. ;)

De Inês Meneses a 02.05.2008 às 14:18

Rogério, eu sou marxista e insiro-me num contexto cultural cristão. Todos os homens e todos os rapazes são bons e não há alma que não possa ser salva.

Felizmente entre as frases clássicas ninguém refere as mulheres e não é seguro que tenhamos alma mesmo a sério. Menos dores de cabeça, é o que é.

De lampiao a 02.05.2008 às 14:28

já lá vai o tempo do, "boa noite, eu sou o Rui Tavares e este é o Barnabé". Do Barnabé TVI da blogosfera

De The Studio a 02.05.2008 às 14:39

Inês,
Em História existem dados objectivos (ex: D. Afonso Henriques foi o primeiro rei de Portugal), dados incertos (ex: o número de mortos foi entre 1000 e 4000) e interpretações dos factos históricos. As interpretações são naturalmente subjectivas. No entanto, convém clarificar a que me referia quando falei em objectividade. Entenda-se por objectivo procurar a interpretação que melhor se adapta aos dados disponíveis e não a interpreta ção que melhor se adapta às suas convicções políticas. Entenda-se por objectivo não associar sistematicamente adjectivos elogiosos a Judeus e Árabes e adjectivos depreciativos a Cristãos. Entenda-se por objectivo não afirmar que os "Judeus foram passados a fio de espada" quando não há nenhum documento que confirme a existência de Judeus em Lisboa àquela época.

Quanto aos outros, os cães ladram mas a caravana passa.

De tric a 02.05.2008 às 19:17

"Comentário de Rogério da Costa Pereira
Data: 2 Maio 2008, 19:00

tric, desculpa lá, já fiz que isso fez tilt."

;)

quer ver ha quanto tempo fez tilt

http://triczxc.wordpress.com/2007/09/02/a-machona/

De Rogério da Costa Pereira a 02.05.2008 às 19:00

tric, desculpa lá, já fiz que isso fez tilt.

Comentar post


Pág. 1/3



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    BEM-VINDO: O EMPRÉSTIMO ONLINE ENTRE PESSOAS GRAVE...

  • Anónimo

    Philip Mark Financial Corporation, Inc.Somos credo...

  • Anónimo

    eu preciso de um empréstimo urgente em fredlarrylo...

  • Anónimo

    RELIABLE PRIVATE ONLINE INVESTIGATIONS Have you ev...

  • Anónimo

    Olá a todos, Meu nome é janice albert, sou do Alab...

  • Anónimo

    Mettiamo a vostra disposizione un prestito da 1000...

  • jOse

    INSTEAD OF GETTING A LOAN, GET A BLANK ATM CARD AN...

  • jOse

    INSTEAD OF GETTING A LOAN, GET A BLANK ATM CARD AN...

  • Anónimo

    OPORTUNIDADE DE INVESTIMENTO DE EMPRÉSTIMO:Você pr...

  • Kelvin Ericksson

    Blank ATM cardDo you know that you can withdraw c...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog