Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A NSA, as massas e a psicologia (I)

por Licínio Nunes, em 02.11.13
Há muito, muito tempo, houve um faquir que deu um espectáculo de hipnotismo de massas no Coliseu. Descalço e vestido (despido?) a rigor, era a imagem perfeita da ideia que os ocidentais têm a respeito do seu mister. No ponto culminante do espectáculo anunciou: "Quando eu acabar de dar três voltas a esta mesa, vocês estarão todos hipnotizados e vão fazer tudo o que eu vos mandar!". Uma volta e "Bazoon!", duas voltas e "Tafoon!". Quando estava a concluir a terceira, deu um topanço em cheio na perna da mesa com os dedos descalços do pé direito e disse "Ai! Merda...". Foram precisas duas semanas para limpar o Coliseu.


Existem nestes assuntos de espionagem e privacidade, componentes de psicologia de massas que eu compreendo tão mal como a diferença entre o esparguete e os cannellonis: com os olhos fechados, o sabor é o mesmo. Mas, massas à parte, o assunto já foi importante, extremamente importante. Até ao final da Segunda Guerra. Aqueles tempos foram a Idade das Trevas e por um motivo simples, isto é, ninguém sabia exactamente o que estava a fazer, mas o público em geral, atribuía-lhes poderes quase divinos. Um dos autores que tiraram partido dessa, ingenuidade, chamemos-lhe assim, foi Edgar Allan Poe. Em "O Percevejo Dourado, Poe expõe os rudimentos da construção de códigos criptográficos e depois opina que todos eles podem ser quebrados porque "...o que a imaginação dum homem concebeu, o engenho doutro irá revelar".

The Gold Bug

A verdade é que os factos sempre pareceram dar razão a Poe, sempre, até ao final da tal Idade das Trevas. Quem estiver interessado nos seus últimos dias, pode, por exemplo, assistir à representação fabulosa da Kate Winslet. Quanto ao resto, o filme exagera algo da importância militar e estratégica que a quebra do Enigma alemão teve. O facto simples é que, a partir do desembarque na Normandia, os generais aliados preferiram ignorar as informações que lhes chegavam de Bletchley Park, exactamente como os generais alemães tinham escolhido ignorar a mensagem Verlaine, que os serviços de informações da Whermacht tinham identificado correctamente. Só para terminar as referências ao filme, que se deixa ver com agrado, o "Tom Jericho" é a personagem que mais se afasta do rigor histórico, embora o facto de a personagem real não gostar de mulheres não tenha qualquer importância e a sua semelhança com o Guião da Reforma do Estado termine rigorosamente aí. O Tom Jericho real desconfiou que o motivo da confirmação repetida da opinião de Poe se encontrava numa área obscura da matemática, designada por Teoria dos Grupos, mas também não foi mais além.

A Idade das Trevas foi a idade do ouro da espionagem e da criptografia. A sua importância real é assunto que nunca consegue produzir qualquer consenso. Será que Stalin deslocou os exércitos do extremo-oriente para a frente de Moscovo por ter finalmente acreditado nas mensagens de Richard Sorge, ou porque já não tinha outra alternativa? E, voltando muito brevemente ao filme, o que é que os Aliados ocidentais sabiam realmente a respeito dos massacres de Katyn?

Com uma única excepção. A 4 de Junho de 1942, o Império do Japão, com uma superioridade militar esmagadora, perdeu a Guerra do Pacífico em cerca de 5 minutos. O testemunho do fulano que disse (!) "Tora! Tora! Tora!" é inequívoco. E tudo isto porque "AF tem falta de água". Os americanos ainda não conseguiram recuperar dessa vitória e hoje estamos todos hipnotizados, como o público do Coliseu. (*)

Entretanto, a Idade das Trevas acabou quando um fulano americano criou três novas ciências, em pouco mais de um ano, entre 1948 e 1949. A Idade Moderna fica para depois.



(*) A melhor referência que eu conheço para este assunto, é do site da NSA. O link dá erro, a paranóia, essa, nunca dá tréguas:

"AF is short of water"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:13



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    RELIABLE PRIVATE ONLINE INVESTIGATIONS Have you ev...

  • Anónimo

    Olá a todos, Meu nome é janice albert, sou do Alab...

  • Anónimo

    Mettiamo a vostra disposizione un prestito da 1000...

  • jOse

    INSTEAD OF GETTING A LOAN, GET A BLANK ATM CARD AN...

  • jOse

    INSTEAD OF GETTING A LOAN, GET A BLANK ATM CARD AN...

  • Anónimo

    OPORTUNIDADE DE INVESTIMENTO DE EMPRÉSTIMO:Você pr...

  • Kelvin Ericksson

    Blank ATM cardDo you know that you can withdraw c...

  • 曾于娟

    Welcome. BE NOT TROUBLED anymore. you’re at the ri...

  • Abraham Khan Joy Shik

    Ei pessoal, estou tão feliz que recebi meu cartão ...

  • Pensador pensantw

    Luis Moreira, não sei de onde tu és, mas no Brasil...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog