Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Da Política: Viragens na Minha Terra

por António Leal Salvado, em 10.04.13
(Crónica de uma festa em dia de funeral)

No início da semana, enquanto o Primeiro-Ministro selava o caixão do Governo no funeral do País, a minha terra estava em festa. No maior núcleo suburbano da periferia, a segunda maior das 30 paróquias dos arrabaldes comemorava com pompa e circunstância o ‘Dia da Freguesia’. O último, por graça da visão de futuro do futuro ex-ministro Relvas, que dedicou a estas berças a maior estima e consideração na reforma territorial, a tal reforma de que o ‘doutor rapidinha’ no auto-elogio fúnebre se orgulhou quase tanto como de ter sido ele mesmo e só ele quem pariu Passos Coelho para o estadismo nacional.
Para comemorar o último dia do resto da sua freguesia, a autarquia celebrou os seus ilustres: Condecorou os membros da Junta de Freguesia, com as medalhas adequadas a sempeternizar os seus valorosos feitos. Valor de cuja autenticidade ninguém deve duvidar, posto que atestada pelos próprios.
Presidiu o Presidente da Junta, como é de natureza e direito. E chegaram a emoção e os fregueses ao rubro no momento em que o egrégio autarca inaugurou a nova praceta da aldeia. Para que a História não venha a subestimar a importância da praceta, o Senhor Presidente da Junta deu-lhe o seu nome (seu dele). Por sinal - mas não por acaso, certamente - homónimo do Papa de Roma.
A emoção foi compartilhada – há quem diga que até às lágrimas – pelo convidado de honra da festividade, o presidente da Câmara Municipal, a quem o presidente da Junta agradeceu o patrocínio da jubilosa jornada. E não faltou a retribuição da generosidade patrocinadora: O autarca-agraciado-titular da onomástica da nova praceta fez questão de declarar à rádio local que nunca mais será candidato pelo partido que o elege há 20 anos, porque isso seria “ir contra” a pessoa do Presidente da Câmara, cujo partido nunca ganhou eleições naquela freguesia. Contra aquele homem nunca! Mesmo que mude a lei que para já o impede de se recandidatar. Mesmo que seja revogada a lei que decretou a morimbundície da sua já pré-saudosa freguesia. Contra o benfeitor nunca! Como a canoa de Carlos do Carmo: Nunca, nunca, nunca mais!
E assim foi aquela tarde de chuva e sol. Estava o Primeiro-Ministro a endossar ao Tribunal Constitucional a chave do esquife do País, ao mesmo tempo que o autarca da futura ex-freguesia de Valverde se ressuscitou das cinzas da sua extinta autarquia.
Se lá estivesse o Chico Buarque, haveriam de cantar todos: Bonita festa, pá! Bonita festa, Chico!

* Também publicado em http://quadratim.blogspot.pt -

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:29



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Aboubacar Aboubacar Sacko

    Se você precisar dos serviços de um hacker ético c...

  • Anónimo

    OLÁ!!! Você é um homem ou uma mulher? Você precisa...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    Ile é conectado como o controle de acesso à Intern...

  • Anónimo

    Eles são conhecidos como os onipotentes gurus da I...

  • Anónimo

    Se você precisa de um serviço de hackers genuíno e...

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Төлөгөн Аимэшхан

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ON-LINE Cuidado com os a...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog