Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Fazem o deserto e chamam-lhe paz
— Tacitus


A ano de 2013 começa com maus presságios. A presidência que temos publicou um OGE inconstitucional; talvez. Se o tivesse enviado para fiscalização preventiva, estaríamos perante um texto talvez inconstitucional. Assim, estamos perante uma situação igual à de 2012. Talvez. Ou então, até poderemos estar perante um caso de sucesso: talvez já não valha a pena fazer nada.

Talvez a economia tenha caído uns 20%, desde o seu pico em 2007 e esteja a crescer de forma acelerada, para retomar o valor que tinha no início do século, ou antes disso. Talvez a população deste país tenha conseguido cumprir pelo menos, alguns dos seguintes requisitos:


  1. Não seja capaz de pagar a renda da casa, ou a respectiva hipoteca, nem as contas da água e da luz.

  2. Não seja capaz de manter a sua habitação adequadamente aquecida no Inverno.

  3. Não seja capaz de fazer face a despesas inesperadas.

  4. Não tenha possibilidade de comer carne, ou outra fonte de proteínas, com regularidade.

  5. Não tenha possibilidade de gozar férias.

  6. Não consiga ter uma televisão.

  7. Não consiga ter uma máquina de lavar.

  8. Não consiga ter um automóvel.

  9. Não consiga ter um telefone.



De acordo com as definições oficiais do Eurostat, os portugueses que verificarem três das condições acima, estarão numa condição de privação material; os que verificarem quatro ou mais condições, estarão numa situação de privação material severa. Isso não impedirá que este país seja declarado um exemplo de sucesso.

Talvez os vencimentos mínimos tenham caído para cerca de $168 USD (sim, dólares americanos) por mês; talvez mais de 250 000 portugueses estejam a emigrar, em cada ano. Não será por isso que uma qualquer Jonet de coturno internacional se coibirá de nos declarar "...um caso de sucesso...".

Será que tudo isto parece forçado? O facto simples é que não estou a falar do futuro: estou a falar do passado



Estou certo que a Jonet gostaria mais desta.



Ou então desta, talvez. Todas são copyright do New York Times.



A nós, a todos nós, cabe-nos fazer como que os sonhos das Jonets não se concretizem.



Lie still, sleep becalmed, sufferer with the wound
In the throat, burning and turning. All night afloat
On the silent sea we have heard the sound
That came from the wound wrapped in the salt sheet.

Under the mile off moon we trembled listening
To the sea sound flowing like blood from the loud wound
And when the salt sheet broke in a storm of singing
The voices of all the drowned swam on the wind.

Open a pathway through the slow sad sail,
Throw wide to the wind the gates of the wandering boat
For my voyage to begin to the end of my wound,
We heard the sea sound sing, we saw the salt sheet tell.
Lie still, sleep becalmed, hide the mouth in the throat,
Or we shall obey, and ride with you through the drowned.


— Dylan Thomas, Lie still sleep be calmed in The Falklands Suite

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Godsto Mamedu

    Trazemos a você boas notícias dos cartões master e...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    kkkk tipo a classe média de Cuba ou da Venezuela?

  • Anónimo

    Olá, telespectadores, quero compartilhar minha exp...

  • Anónimo

    Eles são um grupo profissional de hackers além da ...

  • Anónimo

    Muitos QUEREM SER HACKERS ONLINE Cuidado com os am...

  • Barei Khan

    Olá, deparei-me com um grupo de hackers certificad...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds