Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dos tomates

por Rogério Costa Pereira, em 26.07.10

Este mundo que me atenta e que faço por não perceber é feito de filhos-da-mãe e filhos-da-puta. O que os distingue é o grau de imputabilidade: os filhos-da-mãe são inimputáveis, já os filhos-da-puta, por mais razão que tenham, ai dos peidos que dão. Como é consabido (os comentários dos meus recentes fãs-cogumelos assim mo garantem), vivo nas berças e, por consequência, tenho um rebanho que pastoreio diariamente – assim faz toda a gente que não vive em Lisboa, anda atrás de ovelhas, cabras e bichos-da-seda, ajudado pelo cão do folclore ordinário. Temos uma A23 ou uma A25, uma A-qualquer, enfim, com que as vacas gordas nos presentearam, após arrasarem as servidões que nos permitiam sair da pasmaceira e ir ver as ondas pela primeira vez – oh céus!, que esta água é salgada. Pediram palmas, sentem-se mesmo no direito de as exigir, os tios de natal das meias brancas com raquetes. E lisboa, feita Portugal, grita: paguem cães!, quando vierem à civilização comprar caramelos, suem euros – ou a moeda que vigorar – pelo caminhos. Ou voltem aos atalhos de cabras das putas que vos foram parindo (e a nós – a eles – incomodando).


(pausa)


Dos filhos-da-mãe. Distingue-os o artigo do Código Penal que diz: “os filhos-da-mãe, ainda que se portem como filhos-da-puta, não serão esquecidos”. Este é o número um, de cominação à laia de ameaça de ajuste de contas. A estatuição real chega logo a seguir. Número Dois: “quem não for filho-da-mãe é filho-da-puta”. E aqui entramos na cena do consuetudinário alfacinha, que toda a gente sabe que o nascido além-sete-colinas tem grande probabilidade de ter mãe meretriz.


(pausa)


Como indicia suavemente o título deste post, este dito devia versar sobre a falta de espinha (coluna vertebral). Devia falar de gente que manda recados, que não tem ervilhas (não se exige mais) para dizer “raio que te parta!, baza!” ao que lhes tropeça as bandejas riscadas de quem os serve. Prometi-me falar da multidão com compromissos que extravasam os pretos-brancos do estar” ‘tá-se bem, desde que não me faças encalhar o mordomo”.


(pausa e outro assunto)


Li agora a carta que a minha Isabel – é minha, sim! (nós, provincianos, somos muito possessivos) – mandou a um fulanito a quem as estradas de portugal convenceram que sabe e que sabe com piada. Disseram-lhe que pode dizer sempre o que lhe vai na gana de forcado de bezerros de leite. Falo do gajo cujo curriculum rebentou por erguer um galhardete num imaginário primeiro degrau dum elevador. Nada de importante, pois. A minha amiga – feita parva – resolveu coçar uma comichão que não estava lá. Fez a vontade à melga que não pode (porque não tem como) morder. À Isabel já mandei um fenistil-placebo (é nívea, não lhe contem), que não vale a pena gastar a pele com tão fraca desculpa.


(pausa)


Bem sei que o meu parentesco não diz nada, que o meu aval beirão nada acrescenta e tem forma de desplante. Sei que não fui educado entre apelidos, que sou malcriado por ter a desfaçatez de relatar fidedignamente as bolas que batem na trave. Ouvi que tenho a ousadia de dizer dia quando é noite. Sei também que tenho garras e que o meu polegar não se opõe à turma dos quatro.


(pausa)


Ainda assim, insisto: está sol, é de dia e daqui a pouco levo o meu filho à praia. Entretanto, o fel destila, mas o meu filho vai à praia na mesma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:50


11 comentários

De Bartolomeu a 26.07.2010 às 08:16

Bem... Rogério, sei que não lhe devo nada, mesmo assim, permita-me... não descure a protecção da pele do puto, não troque os factores... mande-lhe com o trezentos e tal para cima dos lombos... just in case.
;)

De Isabel Moreira a 26.07.2010 às 09:59

és insuperável.  

De fernando antolin a 26.07.2010 às 12:53

Mantenha-se na praia aí até Outubro.Respire fundo.Sim, o mar é salgado e frio,mas faz bem,já a ramalhal figura o aconselhava muito...se vir passar Deus-nosso-Senhor, não desatine, é mesmo o PM, conforme a imorredoira definição do patriarca Almeida Santos. Beba bastante água,coma peixe grelhado e faça longos passeios na areia. Quando se sentir melhorzito, volte à serra, tem bons ares e águas,irá revigorado e pronto para outra e poderá (sem abusar) atacar umas boas feijocas guisadas e a bela papa de carôlo. Boas férias.

De Alexandra Tavares Teles a 26.07.2010 às 15:40

mau, mau, menino Rogério, nós, os provincianos tb somos muito ciumentos

De João José Fernandes Simões a 26.07.2010 às 20:51

os filhos-da-mãe são benvindos por aqui.
os filhos-da-puta não. e já por cá passaram alguns. um até diz que 'anda por aí'. é aquele que costuma falar muito com uma pivot da sicn e que parece a nossa-senhora-de-fátima.

e se você anda por aqui (fiquei na dúvida com aquela foto que postou...?), então, vá ao Sporting comer umas boas sardinhas assadas ou ao Tapas comer um bom robalo (do mar).

e se encontrar por aqui o filho-da-puta que escreve este comentário pode ser que eu pague o almoço a um filho-da-mãe que, às vezes, também sabe ser um bom filho-da-puta.

e...
ontem apanhei 20 robalinhos e 12 sarguetas, que as vou mamar esta semana com arroz de tomate. ah, pois é. 
e a noite passada nem uma foda consegui dar tal era o esquentamento em que ficaram as minhas costas.

De João José Fernandes Simões a 26.07.2010 às 21:00

não é benvindo mas sim bem-vindo.
porque Benvindo era o 'manso' do tio do outro.

De Rogério da Costa Pereira a 26.07.2010 às 21:29

J., estou na esplanada do caçarola dois. Sou o tipo com o robalo escalado à frente. Apareça.

De Anónimo a 26.07.2010 às 21:43

rogério, e tu, és filho da mãe ou filho da puta? Pela forma como falas, deves ter sido parido no meio de uma granda caganeira.Image

De Anónimo a 26.07.2010 às 21:49

Ti Rugério, donde vindeis, já que vocemessê se diz da Beira? É da Alta ou da Baixa?

Image

De Anónimo a 27.07.2010 às 00:51

Atão ti rugerio, diz-me és filho da mãe ou da puta? Image

Comentar post


Pág. 1/2



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Precisa de um empréstimo? Empréstimo comercial? Em...

  • Anónimo

    Are you looking to Discount, Monetize, or create a...

  • Anónimo

    Hello, thanks to LAPO MICRO FINANCE who gave me a ...

  • Anónimo

    I really want to thank LAPO microfinance for givin...

  • Anónimo

    Bonjour la famille. Je vous présenteoffre de prêt ...

  • Anónimo

    Bonjour la famille. Je vous présenteoffre de prêt ...

  • Anónimo

    I am so delighted I found your weblog, I really fo...

  • Anónimo

    PRONTO MEU TESTEMUNHOMeu nome é Jeremy Santos, do ...

  • Anónimo

    PRZYGOTUJ MOJE ŚWIADECTWONazywam się Jeremy Santos...

  • Anónimo

    bonjour madame et monsieurParticuliers Grecs Belgi...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog