Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O "patriotismo" de Portas

por Francisco Clamote, em 16.09.12
Se se atentar nas vezes que usa a palavra "patriotismo", Paulo Portas é, sem margem para dúvidas, um grande "patriota". Trata-se, no entanto dum "patriotismo" muito peculiar.

Tanto dá para provocar uma crise política cujas consequências estamos a sofrer e vamos continuar  a suportar por largos anos, ao rejeitar o PEC IV, com a justificação de ser inaceitável pedir mais sacrifícios aos portugueses, como dá para, logo a seguir, integrar um governo que, contrariando todas as promessa eleitorais, outra coisa não tem feito senão aumentar impostos, para já não falar de roubos de subsídios e salários, com violação descarada da lei e da Constituição da República.

O "patriotismo" de Portas está mesmo a atingir o máximo do paroxismo: o homem, por "patriotismo", não só calou o que lhe vai na alma contra as últimas medidas de austeridade anunciadas por Coelho, seu parceiro de governo, para não prejudicar as negociações com atroika, como, para permanecer no governo, como acaba de anunciar, vai engolir a "revolta" contra as alterações na TSU que põem os trabalhadores a financiar os patrões. 

O "patriotismo" de Portas até dá para, como ministro-dos-negócios-no-estrangeiro, continuar a passear de avião, em classe executiva, por esse mundo fora, o que lhe desagrada profundamente, como é sabido, suportando com estoicismo, por "patriotismo",  imensos incómodos.

O "patriotismo" de Portas, dá, pois, para tudo e ainda mais alguma coisa. Só não dá para crer.

No entanto, se trocarmos "patriotismo" por "oportunismo", tudo passa a fazer sentido.



(O dito cujo)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:57


1 comentário

De MartaVieira a 16.09.2012 às 17:10

Nunca tive dúvidas que o Dr Paulo Portas é uma pessoa sedenta de um protagonismo que usa e abusa para cativar as pessoas, em especial as mais vulneráveis e que acreditam na boa vontade e boa fé de toda a gente e acabam a sentir-se enganadas. Tal como nunca tive dúvidas que depois de as cativar (e consequentemente os seus votos nas eleições) e conseguir um cargo importante e muito mediático, como este que agora tem, o Dr Paulo Portas esquece as pessoas que cativou (leia-se iludiu e/ou enganou) e tudo faz para manter esse cargo que lhe permite a mediatização que tanto gosta. Ou, no caso concreto da decisão da TSU, nada faz, o que na prática dá no mesmo porque preserva o seu lugar de ministro que, esse sim, é o seu único interesse.
A desculpa esfarrapada de que deixou esta medida ir avante para não criar uma crise política não passa disso mesmo, uma desculpa esfarrapada. O país suporta bem uma crise política, aliás, o país vive mergulhado em todo o tipo de crises, desde crise de valores financeiros a crise de valores morais (como justiça social)  por parte de quem o governa. E o país suporta melhor ainda quando a maioria do seu povo quer a queda do governo, quer mudança, quer um novo rumo, porque sabe muito bem que com este PM que adopta uma postura autista do "decidi, está decidido", essa mudança de rumo jamais acontecerá e o que se avizinha é um futuro negro para as crianças e jovens, a juntar ao presente igualmente negro dessas crianças e jovens e seus ascendentes. Quando temos um país em que os idosos se vêem obrigados a "escolher" que medicamentos comprar da longa lista que o médico lhes prescreve porque a mísera reforma que recebem não chega para tudo, um país em que os jovens (e menos jovens)dependem cada vez mais dos pais para sobreviver, para estudar (e no caso dos estudantes, nem saberem se valerá a pena o sacrifício de tirarem um curso porque as perspectivas de mercado de trabalho são cada vez mais uma utopia), um país em que se criam leis para facilitar o despedimento ao mesmo tempo que aumentam a carga fiscal de quem consegue manter o seu posto de trabalho, um país em que os governantes conseguem tomar medidas céleres para fazer aparecer receita (indo ao bolso dos contribuintes) mas nada fazem para reduzir a despesa, quando temos um país quase moribundo e sabemos quem o está a "matar", só podemos querer a tal crise política que o Dr Paulo Portas diz que quis evitar. Com essa crise podemos nós bem, com as outras todas é que não.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Ruth Breen

    It still feels incredible that my life has changed...

  • Anónimo

    Obtenha um cartão ATM em branco e dinheiro Bom di...

  • Anónimo

    Offre de prêt rapide et sérieuseLes informations s...

  • Anónimo

    Waow this is unbelievable, it is my first time to ...

  • Anónimo

    I am a veteran with the world trade organization h...

  • Anónimo

    Olá, Você precisa de um empréstimo de emergência p...

  • Anónimo

    Você busca fundos para pagar créditos e dívidas?{g...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Anónimo

    Precisa de um empréstimo? Empréstimo comercial? Em...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds