Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Pacto leonino em que o leão faz de burro

por Rogério Costa Pereira, em 30.08.11

Capture-20110830-70812.jpg
Como temos poucos médios, uma magnífica defesa (com 2 jogadores de excelência para cada posição) e um ataque demolidor (basta ver a quantidade de golos já marcados), a contratação do médio Elias, tendo em conta que só tínhamos aproximadamente 8 jogadores para a mesma posição, parece-me muito bem vista. Quanto aos 9 milhões de euros? Também me parece bem jogado, considerando que se trata de um jogador com 26 anos, que esteve praticamente parado todo o ano passado e que ainda por cima não vai poder jogar na Liga Europa este ano, uma vez que já jogou pelo Atlético de Madrid. Na mosca!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:40


Cortar na despesa? Está aqui um exemplo !

por Luis Moreira, em 30.08.11

Juros da dívida portuguesa baixam em todos os prazos.

Juros da dívida: Portugal é exceção pela positiva

Os juros das Obrigações do Tesouro português no mercado secundário baixaram em todas as maturidades. Ao contrário do que sucedeu com os outros "periféricos" e mesmo com o núcleo duro da zona euro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:00


Um Poeta - Cesário Verde

por Luis Moreira, em 30.08.11
Patrícia Rizzo interpreta Cesário Verde.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:00


À men?

por joao moreira de sá, em 30.08.11

Uma coisa que me faz muita confusão: Portugal ter um “Bispo das Forças Armadas”. Isso é, no mínimo, um perigo nacional!

Estão a ver, os soldados prontos para embarcar para o Afeganistão, Iraque, Faixa de Gaza, Bósnia, Cova da Moura, e o Bispo, lá na cerimónia que fazem no Figo Maduro, para as televisões mostrarem as famílias chorosas, a dizer: “lembrai-vos do 1º Mandamento: Não Matarás!”. Porra, os soldados ficam “entalados”, então eles não vão para a guerra, com armas e balas e tudo? É para quê??

Ou será que Moisés recebeu, juntamente com as duas (há quem diga que eram 3) Tábuas, uma Clausula de Excepção, em que o 1º Mandamento não se aplica a bispos de forças armadas e respetivo rebanho?

E de que será feita a consciência cristã de D. Januário Torgal Ferreira? Dormirá à noite? É que eu, se fosse bispo e desse a bênção a pessoas que vão de arma em punho dispostas a matar (se “necessário”, claro está, aqui - neste - não é isso que está em causa), não viveria em paz com a minha consciência.

Ainda bem que o bispo é ele e não eu. É a chamada vocação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32


Internet Explorer 10: o melhor browser de sempre

por Rogério Costa Pereira, em 30.08.11

 

via 9GAG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:29

A questão são as quotas. Os sindicatos, com os argumentos esgotados quanto à "não, à avaliação" agora, apostam tudo em a tornar o menos influente possível. Avaliação, sim, mas para que tudo fique na mesma.
Convinha que Nuno Crato percebesse que tem uma oportunidade única de colocar nos eixos aquele ministério e os sindicatos ( a opinião maioritária da sociedade civil e mesmo dos professores está com ele) e, resolvido o impasse com os sindicatos ( será sempre um impasse) avance para a autonomia das escolas.
A não ser que faça implodir o ministério, a verdade é que conversações entre os burocratas dos sindicatos e do ministério serão sempre uma conversa entre irmãos siameses.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


petits fools #10

por Rogério Costa Pereira, em 30.08.11

Sérgio Godinho vai lançar um álbum novo com onze novas letras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:45


Livre concorrência:

por joao moreira de sá, em 30.08.11

Criar condições para que todas as empresas lucrem em pé de igualdade com a livre circulação de pessoas. Exemplo: roaming.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:30


E para Tripoli? Pode ser para Tripoli?

por Rogério Costa Pereira, em 30.08.11
Capture-20110830-124650.jpg


Até soa bem: correspondente da RTP em Tripoli! Ou em Tarabulus al-Gharb, se ele preferir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:53


Continua, um dia destes (2)

por autor convidado, em 30.08.11

As serras eram subidas a suar de esforço, aflito, recuperando em íngreme descida, pelo mesmo caminho mas em sentido inverso, em idas e vindas que o levava e trazia em mais de doze horas de viagem, dando apitos nas curvas, onde quase parava e se descia dos estribos, e subia. Umas jovens riam

A viagem era longa e desproporcionada, doze horas, levando apenas três a chegar a um terço da viagem mas daqui demorava o resto do tempo até chegar ao alto, com paragem dormida em bancos de carruagens estacionadas em Campanhã e só depois, pela noite toda, fazendo o rio que fugia e aparecia. E

Eram estagiárias de engenharia florestal, bonitas, elas as três, em início de carreira, havendo por isso que prestar comissão em terras dos confins, lá por Bragança, onde se namorava no castelo com vista para a cidade, até voltarem cá para abaixo se a paixão das serras as não apegasse. Por amores

O rio espreitava nas curvas de soslaio ou fazia companhia lado a lado na itinerância da viagem, dentro do comboio chovia ou fazia sol conforme o tempo, e quando chovia se abria o chapéu para fechar os buracos do tecto da carruagem, e outros cumpriam a tropa com semanas de campo nas serras de Samardã e crosses logo na primeira hora de instrução no circuito onde corriam automóveis, vestindo cuecas compridas para suportar o frio das neves do Marão, e de botas com dois pares de meias altas ao comprimento do joelho. Vindo

Voltou uma delas, pelo menos, por amor a um engenheiro, daqui, que assim se chamava, o engenheiro, e acabou a desmerecer a Alda, engenheira florestal, vindo a passar um mau bocado, muito magra em elegância desfrutada naquele comboio mas agora mais por culpa do divórcio. Uma besta, o engenheiro.

A Coimbra fazer exames a meio da semana, de cadeiras do curso que ficaram atrasadas, estudando por sebentas de empréstimo, já tão riscadas de tanto serem estudadas, até conseguir uma oral, que garantia mais uma escapadela cá abaixo, a juntar às consultas de simuladas dores de dentes, porque se estava tão longe, vindo de volta a Campanhã, à sexta-feira. E depois, outras doze horas.

João José Fernandes Simões

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:05

Mário de Carvalho : não deixa de criticar a situação economico-política de Portugal e do mundo: "O capitalismo tem de ser severamente regulamentado. Se não houver no capitalismo uma forte e independente intervenção do Estado, estamos perante uma máquina descontrolada".

Saiba mais sobre o escritor.

A crise actual mostrou à evidência que os mercados não podem ser deixados à mercê da lei do mais forte ou à lei da "mão invisivel"!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:15

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 01:00


Mãe!

por Luis Moreira, em 30.08.11
Que dizer?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:02

Os boys de Chicago tinham óptimas intenções, investimentos públicos maciços, aposta na educação, estado social, mas tudo como resultado da miséria dos trabalhadores e dos mercados à solta!

Fora isso os cidadãos têm direito às mais amplas liberdades.

Friedman recebeu críticas de sua vinculação com Pinochet, que tinha deposto o presidente eleito Salvador Allende por meio de um golpe militar.[2] Ele foi duramente criticado pelo ex-Ministro das Relações Exteriores do Chile, na época exilado, Orlando Letelier. Em 1976, Letelier escreveu: "É curioso que o autor do livro Capitalismo e Liberdade, escrito para argumentar que o liberalismo econômico pode suportar uma democracia política, possa agora facilmente desvincular economia de política quando as teorias económicas que ele defende coincidam com a restrição absoluta de qualquer tipo de liberdade democrática".[3]

Vale a pena lembrar, agora que chegou cá a febre liberal, que tudo tem um limite que é o interesse nacional. Privatize-se o que não toca na soberania nacional e guarde-se na esfera pública o que é estratégico. Não se queira que o estado tudo faça mas não se reduza o estado a um instrumento que nada pode contra os poderosos. Por exemplo, deixo a pergunta:

De onde é necessário o estado sair para termos uma Justiça eficaz e célere?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:57


A Proposta rídicula de Cavaco

por Luis Moreira, em 29.08.11

Cavaco Silva arranjou uma maneira rídicula de fugir com o "cujo" à seringa. Como não quer enfrentar os milionários, se quisesse propunha a taxação às mais valias financeiras, veio com aquela o imposto sobre as heranças e as doações.

Ora, as heranças e as doações não são decisão do estado, as pessoas morrem o mais tarde possível (lá para 2025) e, nessa altura já estamos no "charco" e só "dão" se estiverem mesmo com um pé para a cova. Quem é que dá e, ainda assim, é rico?

Mas, pior, este imposto já existiu e foi extinto pela cavaquista Manuela Ferreira Leite.

Cavaco Silva está em pânico e à rasca ! Pois, quando todos esperávamos que apoiasse o imposto sobre os ricos, NESTE momento tão dificil da vida do país, o presidente não se importa nada que quem trabalha (os que têm trabalho) pague a crise!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:00

É mesmo uma dor de dentes , estão todos a "informar os estimados clientes que no mês de Agosto estamos de férias.Reabrimos em 1 de Setembro".

É muito simpática a informação mas a minha dor de dentes é agora. Em Agosto! Que fazer? Esperar que volte o meu dentista? Aguento-me dois dias sem o antibiótico da praxe até ser tratado? Ou mudo de dentista com tudo o que isso implica? Começar de novo!

Eu sou daqueles que vou em Fevereiro ao dentista fazer uma limpeza e em Setembro lá estou novamente, não estava nada à espera de ter a dor de dentes. Em Agosto!

Só tive uma dôr de dentes a sério, foi na primeira noite que passei dentro de um quartel, deve ter sido do nervoso, do pânico de que fui acometido.No outro dia fui para o hospital, arrancam-se dentes aqui, no hospital militar, não se arranjam dentes. Arrancam-se! Deram-me uma injecção e lá fui eu para o corredor esperar que a anestesia fizesse efeito, junto a uma dezena de gajos da minha idade, pergunto ao gajo do lado, olha lá estamos a fazer o quê aqui? E, ele, à espera que nos arranquem os dentes.

Até hoje, fugi pela porta fora e fui tratar-me cá fora, o pré não chegava para pagar ao médico mas fiquei com o dente.

Felizmente que não foi em Agosto!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:03


Auditório

por n, em 29.08.11

Na capa, da edição de hoje, do Diário de Notícias é destacado que as "Elites portuguesas desconfiam que têm telefonemas escutados". Não sou elite, nem pretendo algum dia vir a ser, mas, por via das dúvidas, atendo os meus telefonemas de uma forma abrangente: Bom dia a todo o auditório.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:15


APELO DA SAUDADE

por Adriano Pacheco, em 29.08.11

Tudo que parecia dar à foz

Morria devagar na nascente

Sufoco duma saudade

Não cabendo no coração

Desliza na face reluzente

 

Tal como a nuvem desliza

no vento

A luz brilha na verdade

Volta da foz para a nascente

Sem mácula do velho tempo

Mastigando laivos de saudade

 

Todo o percurso da saudade

Acaba no monte perdido

Sem saber porque voltou

Fica sempre sem abrigo

Na terra onde se abrigou

 

Somos feitos desta temperança

Que tanto nos persegue

Pesada, mas sempre se ergue

Somos a força dessa lembrança

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:01


Agora aturem o Alberto João

por Luis Moreira, em 29.08.11

Contrariamente ao que fizeram ao João Bosco, ao Alberto João não deram oportunidade nenhuma para ele fazer carreira política fora da Madeira.

Nunca se lembraram dele para ocupar  lugares e funções na UE e no Mundo. E ele ganhou sucessivamente eleições democráticas e livres.

Esses lugares foram ocupados sempre por gente que nunca deu a cara numa eleição democrática, foram nomeados e escolhidos, não foram, nunca, eleitos. Agora vão-lhe comer os ossos que o bife já foi. Há trinta anos que ganha eleições e se formos a ver per capita quanto devem os Madeirenses não anda muito longe da população de Lisboa e Vale do Tejo, e dos funcionários de certas empresas públicas.

Claro que chega, basta de populismo e de chantagem mas cheira-me que ele não se esquece dos desvarios do continente. E vai apontar as regiões do interior sucessivamente esquecidas, tal como ele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:00


Raios te partam, Bolt

por Rogério Costa Pereira, em 29.08.11
Tinhas tempo para fumar um cigarro, beber um café e um bagaço. E ainda apanhavas os outros... Para quê tanta pressa, pá? Gostas de fazer meu filho chorar, é?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:20



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Je suis une femme d'affaires sérieuse et j'accorde...

  • Anónimo

    Olá desculpe, talvez você não me conheça, meu nome...

  • Anónimo

    VOCÊ PODE OBTER ALGO NOVO !!!Ganhe 5.500 euros tod...

  • Finn Walsh

    We are Ireland based major/Direct providers of Fre...

  • Anónimo

    We are Ireland based major/Direct providers of Fre...

  • Anónimo

    Você vai conseguir um empréstimo?Você precisa de u...

  • Anónimo

    Assistência de empréstimo à sua disposiçãoVocê est...

  • Anónimo

    De um investidor privadoVocê precisa de um emprést...

  • Ashton Dillon

    Požádejte o rychlou půjčku !!!!!!!!!Hledáte finanč...

  • Anónimo

    Solicitar um empréstimo rápido !!!!!!!!!Você procu...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds