Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Hector Berlioz – Compositor francês

por António Filipe, em 08.03.12

No dia 8 de Março de 1869 morreu, em Paris, o compositor francês Hector Berlioz. Tinha nascido em La Côte-Saint-André, perto de Grenoble, a 11 de Dezembro de 1803. Embora muito cedo revelasse talento musical, aos dezoito anos a família enviou-o para Paris, para tirar um curso de medicina. Atraído pelo Teatro da Ópera e pelo movimento artístico da metrópole, não tardou em trocar a universidade pelo conservatório, onde só conseguiu entrar aos 22 anos: a desaprovação dos pais custar-lhe-ia quase dez anos de aborrecimentos.
A vida de Berlioz foi marcada por constantes dissabores. Apaixonou-se perdidamente pela actriz irlandesa Harriet Smithson, mas só depois de seis anos de sofrimento casou com ela… e depois foram os dois infelizes. Depois de várias tentativas sem sucesso, conquistou, em 1830, o prémio de Roma.
Berlioz não conseguia fazer aceitar a sua arte: a miséria material persegui-lo-ia até aos últimos dias. O ambiente de Paris era-lhe em tudo adverso: a música sinfónica e instrumental era inteiramente desprezada, em benefício de uma vaga de óperas medíocres, de Auber, Halévy e outros.
Para sobreviver, colaborou no Jornal dos Debates, como crítico musical, trabalho que odiava. Em 1839 foi nomeado conservador da biblioteca do conservatório, único posto oficial que ocupou. A partir de 1840, viajou como regente de orquestra. Foi dessa época a sua paixão por Marie Recio, cantora sem sucesso, e que não lhe traria menos infelicidades do que a primeira mulher. Recebeu, contudo, o estímulo de um reconhecimento entusiástico por parte de Paganini, que o considerava dono de um invulgar talento. Em 1852, Liszt organizou em Weimar uma ‘Semana Berlioz’, cujo êxito não chegou para equilibrar a situação financeira do compositor. A sua obra continuava a não ser muito apreciada na França.
Os últimos anos foram os mais amargos para Berlioz. Apenas uma viagem à Rússia, em 1867, o salvou do total colapso financeiro. Deu uma série de concertos em Moscovo, conheceu a música do grupo dos ‘Cinco’ e descobriu o génio de Mussorgsky. Mas acabaria por morrer na solidão, em Paris, no dia 8 de Março de 1869.


4º andamento da Sinfonia Fantástica, de Berlioz
Orquestra Sinfónica NHK, Tóquio
Maestro: Pinchas Steinberg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Piyush Giri Goswami

    VOCÊ ESTÁ PROCURANDO UM HACKER ONLINE, ENTRE EM CO...

  • Piyush Giri Goswami

    Você precisa de algum serviço de hackers? Você est...

  • Anónimo

    hello everyone, i'm so happy to recommend and tell...

  • Anónimo

    Tenho o prazer de anunciar ao mundo sobre esse gru...

  • Anónimo

    Tenho o prazer de anunciar ao mundo sobre esse gru...

  • Anónimo

    Eles são uma equipe de legítimos profissionais HAC...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço genuíno de hackers ...

  • Anónimo

    They are a professional group of hackers beyond th...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog