Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



É p’raí a 50ª vez que digo isto e acredito que não será a última:
Agora, sim, já ouvi tudo”.
Vem isto a propósito das declarações do deputado do CDS, Telmo Correia, para justificar o voto da sua bancada contra a adopção de crianças por casais de pessoas do mesmo sexo. Disse ele que essa prática “contraria o criador”. Posso afirmar que fiquei de boca aberta. Já ouvi e li muita baboseira que saiu da boca de deputados do CDS, aliás, já ouvi e li muita baboseira que saiu da boca de deputados de qualquer partido. Mas esta supera-as a todas. Corri vários jornais para ter a certeza absoluta que o deputado tinha mesmo dito isso. E não é que disse mesmo?
Lá que o deputado use as regras do seu criador como modelo da sua vida privada, ainda vá que não vá. Ele é que sabe as linhas com que se cose. Mas cozer-nos a nós com as regras impostas por um criador que é só dele e de alguns que pensam como ele, já é abusar da paciência de qualquer simples criatura. E usar a Assembleia da República, casa onde são ditadas as leis de um estado laico, repito laico, é abusar de todos os portugueses.
Mas não posso deixar de avisar o Sr. deputado Telmo Correia que, segundo as leis desse criador em que ele se baseia para decidir o seu voto, duas pessoas do mesmo sexo não constituem um casal. Portanto, ao votar contra a adopção por parte de casais constituídos por pessoas do mesmo sexo, está a admitir a legalidade desses casais, o que, para mim, é, no mínimo, um contra-senso.
E, como não tenho conhecimento que tivesse havido qualquer reacção por parte das outras bancadas, deixo aqui a profecia que, daqui a algum tempo, teremos, a preceder as reuniões da Assembleia da República, uma missa cantada presidida pelo Cardeal Patriarca de Lisboa, pessoa que, aliás, já vi em várias cerimónias oficiais deste estado laico. E, no fim da sessão, os deputados serão obrigados a comungar. Só espero que as hóstias não tenham LSD, como aconteceu numa igreja, em Itália, no passado domingo (http://correiodobrasil.com.br/sob-o-efeito-de-hostias-alucinogenas-idosas-tem-visoes-de-santos-e-atacam-padre/386335/). É que drogados já os nossos deputados andam há muito tempo.
Ah! E já que a água do parlamento é tão cara, que aproveitem a presença do Cardeal e lhe peçam para transformar a água em vinho.
E, para terminar, gostava de parafrasear uma frase de Cícero, na esperança de que os que falam latim leiam esta crónica (só mudei uma palavrinha):
Quousque tandem abutere, Ecclesia, patientia nostra?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:37


11 comentários

De Luis Moreira a 26.02.2012 às 00:51

O Telmo estava a garantir o lugar na próxima lista de deputados, porra, coitado, não há que levar a mal,Oh António Filipe !

De Anónimo a 26.02.2012 às 11:54


......"Lá que o deputado use as regras do seu criador como modelo da sua vida privada, ainda vá que não vá. Ele é que sabe as linhas com que se cose. Mas cozer-nos a nós com as regras impostas por um criador que é só dele e de alguns que pensam como ele, já é abusar da paciência de qualquer simples criatura. E usar a Assembleia da República, casa onde são ditadas as leis de um estado laico, repito laico, é abusar de todos os portugueses"....

Por acaso sou de opinião contraria ao Deputado Telmo. No entanto não entendo a falta de democracia do António Filipe! Não representa o deputado Telmo apenas Um voto? Não deve um deputado seguir as sua ideologia politica e religiosa?
Não entendo mesmo pq segundo o Antonio a Assembleia ser uma casa de um estado Laico, não possa um deputado democraticamente expressar o ue são as suas convicções politicas, sociais ou mesmo religiosas.... e muito menos entendo onde isso seja abusar dos portugueses, ou então todos os deputados e de qq partido abusam dos Portugueses, pois todos regem-se pelas suas convicções politicas, sociais ou religiosas....  

De Anónimo a 26.02.2012 às 12:00


Desculpem não assinei o comentario

Cumprimentos
Pedrinho

De António Filipe a 26.02.2012 às 14:41

A questão é mesmo essa, Pedrinho: Democracia.
É que eu, que defendo a democracia até aos dentes, não acho que as regras do criador do deputado Telmo Correia, sejam muito democratas. Aliás, de democratas não têm nada. Portanto, acho perigoso qualquer deputado fundamentar o seu voto nessas regras. Tal como acharia perigoso qualquer deputado basear o seu voto em regras fascistas ou nazistas, ou seja, anti-democratas.

De Anónimo a 27.02.2012 às 01:46

Caro António Filipe

Sinceramente Não vejo o pq da comparação com fascismo ou nazismo, até pq a religião referida nem é fundamentalista.
Um exagero!

Em boa verdade... Nem sei se o deputado referido acredita no q disse
E eu ate ja disse q era contra!

Muito menos sei se o Deputado Telmo encontrou um canal previlegiado de comunicação com o "criador"
Ou mesmo e até, se Telmo Correia é Amigo do "criador" no Facebook!

A questão aqui é:
-Podemos e devemos discordar
-Podemos criticar as opiniões dos outros
-Podemos e Devemos manifestar a nossa discordancia
-Podemos e devemos também reclamar e justificar e fundamentar a nossa opinião

Mas não devemos ser fundamentalistas e extremistas a ponto de querer impedir um deputado, seja de que partido for e que vale unicamente um voto, de ter opinião (mesmo que errada para nós) baseada na sua ideologia politica, religiosa, etc....mesmo nós sendo contra!

E independentemente da opinião do Deputado Telmo Correia, existiu uma votação democratica na "Tal" casa onde o António diz que são ditadas as leis de um estado laico!
Que eu saiba o Deputado Telmo Correia não nos cozeu a nós com regras impostas por um criador que é só dele....A mim não me cozeu ele!

Mas estou em sua casa....E o texto é seu!
Grato pelo espaço
Cumprimentos
Pedrinho

De António Filipe a 27.02.2012 às 18:00

Amigo Pedrinho,
1º Não fiz nenhuma comparação da ICAR com o fascismo ou nazismo. Se ler bem o texto, verificará que simplesmente disse que acharia perigoso basear um voto nessas doutrinas. Se quisesse comparar teria razões de sobra para o fazer. Mas isso é outra discussão.
2º Não percebi bem se está a defender o deputado em causa, mas para o caso, pouco interessa.
3º Não leu em nenhuma parte do meu texto que eu queria impedir um deputado de ter opinião. Por isso, não entendo a sua afirmação respeitante a fundamentalistas e extremistas. A única coisa que eu escrevi foi que achava mal um deputado justificar o seu voto, como sendo vontade do criador. Ao fim e ao cabo, nem sequer ficámos a saber qual é a opinião do próprio deputado. Essa é que é importante e não a de outra pessoas ou entidade qualquer. E, que eu saiba, esse tal criador nem é membro do Parlamento, embora haja quem diga que ele está em todo o lado. Se um qualquer deputado disser, na Assembleia, que vota de uma determinada maneira porque o seu vizinho assim o quer, eu acho ridículo. Como achei ridícula a justificação do Telmo Correia.
4º Acho que é ingénuo da sua parte pensar que o que é dito no Parlamento não nos coze. Eu acho que coze (ou beneficia, conforme o caso) tanto a si, como a mim.
5º Não acho que esteja em minha casa. E, muito menos, deve agradecer o espaço. Esta casa é de todos e todos os que colaboram neste blog aceitam - e até acham saudáveis - todas as opiniões que aqui são expressas. Eu, pessoalmente, até gosto que discordem do que eu escrevo, desde que isso seja feito de uma forma inteligente. Obriga-me a pensar e isso é sempre bom.
Um abraço para si, Pedrinho. E vá colaborando. A equipa agradece.

De Anónimo a 28.02.2012 às 17:33


Caro António Filipe

Não me vou alongar mais neste tema, até pq o conteudo da sua ultima mensagem, está completamente fora do contexto do seu texto inicial.

Até parece um branqueamento.

Se me tivesse lido bem também teria percebido que nem defendo nem ataco o Sr Deputado Telmo Correia, embora eu ja tenha dito ser contra a opinião dele.

O que eu estava aqui a defender era o direito de opinião, seja de quem for!


Cumprimentos
Pedrinho

De António Filipe a 28.02.2012 às 18:41

Caro Pedrinho,
Não sei porque é que a minha mensagem devia estar dentro do contexto do texto inicial, uma vez que era uma resposta à sua mensagem e não um comentário ao texto.
Branqueamento? Não sei onde. Se quiser explicar...
A opinião a que o Pedrinho afirma ser contrário, aparentemente, pode nem ser a do Telmo Correia, mas sim a do seu criador.
Quanto ao direito de opinião, peço que leia atentamente o ponto 3 da minha mensagem anterior.
Um abraço.

De Anónimo a 29.02.2012 às 13:19


Caro António Filipe

Sinceramente não estou a entender de todo a sua argumentação....E as constantes contradições...

Por exemplo: Começa por dizer que não fez comparação da ICAR com o fascismo ou nazismo....
Mas depois termina com:

António Filipe escreveu:
....."Se quisesse comparar teria razões de sobra para o fazer. Mas isso é outra discussão

Então afinal fez, ou pelo menoa acha comparavel!
Repito....Um exagero!

António Filipe escreveu:
 ...."Não sei porque é que a minha mensagem devia estar dentro do contexto do texto inicial, uma vez que era uma resposta à sua mensagem e não um comentário ao texto"...

As minhas mensagens SÃO TODAS comentarios ao seu texto, e as suas respostas penso eu que são respostas aos meus comentários ao seu texto!
Logo a menos que O Amigo se queira retratar de algo que escreveu no seu texto inicial, As suas respostas aos meus comentarios devem obrigatoriamente seguir a mesma linha de pensamento que o Amigo transmitiu no texto!....
Ou seja, se diz X no texto, não pode vir dizer Z nas respostas....A NÂO SER (como eu disse) que se esteja a retratar, todos podemos mudar de opinião....Mas, não me parece ser o caso!

António Filipe escreveu:
..."A opinião a que o Pedrinho afirma ser contrário, aparentemente, pode nem ser a do Telmo Correia, mas sim a do seu criador"...

É irrelevante, pois eu não estava a discutir isso, no entanto ATÉ nisso fui bem claro, logo no inicio escrevi:
....."Por acaso sou de opinião contraria ao Deputado Telmo"...
Acho que se percebe...

Quanto a Ponto 3 da sua penultima mensagem, como eu disse e mais uma vez repito não esta em consonancia e muito menos retrata o seu texto inicial!

Para mim este Tema está encerrado
Cumprimentos
Pedrinho

PS:Permita-me também que mais uma vez agradeça o espaço, (embora o Amigo também tenha dito que eu não o devia fazer)
Devemos sempre, dar os parabens e agradecer a Todos que contribuem, criam, fazem a manutenção e por vezes até com algumas dificuldades vão mantendo vivos espaços como a PEGADA.
Obrigado pelo Espaço, Parabens!

De António Filipe a 29.02.2012 às 14:04

O Pedrinho continua a distorcer tudo o que eu digo. Faz afirmações sem justificar nada. Assim, torna-se complicado.
Gostava de me encontrar pessoalmente consigo e conversar sobre este tema, embora você diga que está encerrado. Mas, ao que parece, isso será muito difícil, uma vez que nem sequer se identifica. Isto de escrever como "Anónimo" é muito fácil, mas complica o debate.
Eu, pessoalmente, gosto de dar a cara. Mas... são maneiras de estar na vida. Respeito a sua, embora não concorde.
E, mais uma vez, não precisa de agradecer este espaço. A discussão é livre e aberta a todos.
Eu é que agradeço a sua colaboração. E os seus parabéns.

De pois a 27.02.2012 às 10:42

desde ha muito tempo falar sobre os mortos(deus e outros) e so para enganar as pessoa e extorquir-lhes dinheiro e outros ...falar de deus que nao sabem e de nada para enganar os pobres de conhecimentos,e garantirem um lugar de ladroes...

Comentar post



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá pessoal, você precisa de serviços de hackers?E...

  • Anónimo

    I was searching for loan to sort out my bills &...

  • Anónimo

    VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING DE QUALIDADE...

  • Anónimo

    VOCÊ ESTÁ PROCURANDO UM HACKER ONLINE E ENTRE EM C...

  • Anónimo

    Se você precisar de um serviço de hackeamento prof...

  • Anónimo

    ENTRE EM CONTATO COM TODOS OS TIPOS DE TRABALHO HA...

  • Anónimo

    Recebi meu cartão multibanco programado e em branc...

  • Anónimo

    VOCÊ ESTÁ PROCURANDO UM HACKER ONLINE E ENTRE EM C...

  • Anónimo

    SE VOCÊ PRECISA DE UM SERVIÇO DE HACKING GENUÍNO E...

  • Anónimo

    Olá, conheci um grupo de hackers há algumas semana...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog