Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



“In a crashing civilization, being rich just means being the last to starve.”   Anthony Doerr (US-Writer) 2005

 “Numa civilização a desmoronar-se, ser rico não significa outra coisa senão ser o último que morre de fome”. Anthony Doerr, esritor norteamericano 2005

Sendo alemão e tendo lido em alemão o artigo tão bem traduzido para português pelo Instituto Humanitas Unisinos da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos, em São Leopoldo – ver link abaixo – no DER SPIEGEL impresso de 07-12-2011, aproveito para comentar o “paradigma controverso” da Europa sob o ponto de vista sistémico-holístico, como segue:

Toda a situação criada prova que os principais subsistemas de liderança dos sóciosistemas activados – p.ex. Alemanha e França – podem ganhar tanto imenso poder por uma estratégia que conduz ao saque aos sóciosistemas como por uma estratégia diversa que conduz ao seu fomento. Aliás, o mesmo se aplica às empresas que perseguem um saque sócio-ecológio sistemático. Só que: quando o poder adquirido sob uma estragia correcta de fomento é solidário e sem limites, o poder adquirido sob sinais de saque é não solidário e acaba com a destruição do sócio-sistema em questão. Daí a crescente raiva que se sente na Europa contra a Alemanha.

Ainda há dias escrevi no contexto com a absoluta necessidade da criação de uma união política sob forma de uma federação ou conferederação – Estados Unidos da Europa –, o seguinte:

“(...) Todavia, esta última (união política), necessária e indispensável para evitarmos graves e  violentas turbulências socais, não pode ser encontrada ad hoc nem feita em cima do joelho. E mesmo que ela fosse criada de um dia para o outro por toque de magia de alguma fada, faltaria o mais essencial que certamente não estaria incluido no pacote: o pensar e agir sóciocêntrico e diverso do actual que permitindo ver o mundo com outros olhos só pode ser adquirido através de uma evolução feita passo a passo – com trial and error and/or success. Assim, enquanto não chegarmos lá, o ideal para a transição sería a perseguição consequente de uma estratégia que permitisse alcançar o referido objectivo. Por outras palavras: se doravante em vez de exportarmos – ainda que inconscientes – miséria para o mundo, exportarmos riqueza, então seremos presenteados com tudo aquilo o que hoje perseguimos cada vez mais em vão e com maior insucesso (...)”.

As minha respectiva proposta estratégica queiram depreender dos textos anexos.

"Ceterum censeo Carthaginem esse delendam", ou seja,"quanto ao resto, penso que Cartago deve ser destruída".

Catão o Antigo...

...quanto ao resto, penso que a UE precisa de uma estratégia diversa.

Viva São Leopoldo, viva o Rio Grande do Sul!

Saudações de Estoril/Portugal

(Cibernética Social)

PS: amanhã à mesma hora continuação 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Ruth Breen

    It still feels incredible that my life has changed...

  • Anónimo

    Obtenha um cartão ATM em branco e dinheiro Bom di...

  • Anónimo

    Offre de prêt rapide et sérieuseLes informations s...

  • Anónimo

    Waow this is unbelievable, it is my first time to ...

  • Anónimo

    I am a veteran with the world trade organization h...

  • Anónimo

    Olá, Você precisa de um empréstimo de emergência p...

  • Anónimo

    Você busca fundos para pagar créditos e dívidas?{g...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Pito

    Oferta de crédito internacional,WhatsApp: +3519107...

  • Anónimo

    Precisa de um empréstimo? Empréstimo comercial? Em...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



subscrever feeds