Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A pegada não morreu; apenas deslocámos a maior parte das nossas pegadas para o facebook. Enorme pecado, bem sabemos; mas por estes instantes, em que o tempo não abunda, é mais fácil interagir e publicar ali. Esta nossa casa não desaparece; será sempre a referência principal e o lugar das pegadas mais profundas. No entretanto, e quando não nos virem por aqui, é porque estamos aqui:pegadabook. Cliquem no link (não é necessário ter facebook para ler, apenas para comentar) e/ou façam like acima. A todos os leitores e ao sapo, que nunca nos falhou, pedimos desculpa. É coisa de momentos; a pegada será sempre aqui. Aqui é a regra, este anúncio não revela mais do que uma excepção. Já agora, e também no facebook, mas numa onda diferente -- e em que todos os leitores podem ser autores --, visitem o ouvir & falar.

 

 



antes zenit que na (d) ir

por Maria do Sol, em 15.02.12

 

 

Boa sorte, também daqui

 

[Não sei colocar imagens aqui, por isso remeto para a casa de família :)))]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:44


entrevista de Pinto Monteiro

por Maria do Sol, em 15.02.12

Entrevista de Pinto Monteiro à sic. Ou me engano muito ou há por aí quem esteja a sentir um sobressaltozinho cívico, isto se não estiver já completamente embotado.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:56


copy & paste

por Maria do Sol, em 13.02.12

Bom dia, também daqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:10


bi tate

por Maria do Sol, em 12.02.12

1) Estava eu curiosa para saber os números, os oito e oitenta que costumam dizer dos participantes nas manifestações. Cedo foi publicado o oitenta (trezentos mil) mas, até agora, quanto ao oito nem um pio. Não tenho uma interpretação benévola da omissão. Parece-me que, como é jogo para não correr de feição, não se vai a jogo. Como fazia o gordinho dono da bola quando amuava porque não lha passavam, agarram-se à bola e ficam em casa. É que só se compete com quem se reconhece como igual e o pessoal deste governo é pessoal de superior casta regeneradora, uns predestinados que não se vão pôr a medir forças com o comum dos mortais, muito menos daqueles mortais mesmo comuns, que vão para a rua desfilar todos juntos. A competição é uma força demasiado socializadora para esta gente, porque para competir precisa-se dos demais, ninguém compete sozinho. Esta é gente não competitiva, que o que quer é deixar de competir quanto antes e, por isso, procura a todo o custo subjugar rapidamente tudo e todos que não sejam iguais a eles próprios, nem que tenha de lhes chamar piegas e de lhes por macaquinhos no sotão por não serem perfeitos, perfeitos e viveram melhor do que os avós que dividiam uma sardinha, quando havia...

 

2) Pelos vistos é piegas quem não é todo modernaço e fura-vidas, quem não é avesso a celebrações configuradas pela cultura, quem não fala sete línguas e não anda a aprender mandarim, quem já teve dores de cabeça e dúvidas regulares, muito mais quem perturba a sua elegante eficácia com filhos com sarampo ou varicela.  Se a palavra piegas é o menos, podendo só revelar um léxico pobre ou um paternalismo didáctico dispensável, preocupante mesmo é ele acreditar no seu modo prafrentex e achar que qualquer comportamento que aí não se enquadre só pode ser o resultado de uma mândria pessoal cuidadosamente preparada, muito estimada e estrategicamente usada por cada um. Haja resistência para pensamento tão raso, que mais parece uma avioneta desgovernada a ver se acerta numa pista improvisada para entender a pluralidade de condições da vida de cada um.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:07


palavras para quê, é um artista

por Maria do Sol, em 11.02.12


Coréon Dú* cantando "Kambuta" de Tanga com a Orquestra Classica da Madeira led by Maestro Rui Massena no Concerto Sinfónico Classicos da Música Angolana a no dia da Independência de Angola.

 

Juro que não vos quero estragar o mês inteiro. : )))

 

*Coréon Dú é o nome artístico de José Eduardo Paulino Dos Santos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:54


tença tensa

por Maria do Sol, em 10.02.12

Diz que a culpa é das pensões (tão catitas que as preferiu ao vencimento como PR). Pois bem, eu acho que a culpa é do próprio.

[You may fool all the people some of the time, you can even fool some of the people all of the time, but you cannot fool all of the people all the time (Abraham Lincoln), não é?]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:43


linguagem não verbal

por Maria do Sol, em 09.02.12

A atitude corporal dos dois ministros diz tudo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30


acerto

por Maria do Sol, em 08.02.12

 

 

 

 

 

 

 

Pablo Casals, el cant dels ocells

[Como dizia o outro, a vida sem música seria um erro]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:28


fantasia de carnaval

por Maria do Sol, em 08.02.12

- De que lado é que a chávena tem a asa?

- Do lado que a senhora quiser, Frau Angela.

- Não percebes nada Kaninchen, a chávena tem a asa do lado de fora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:18


cai a máscara a passos largos

por Maria do Sol, em 07.02.12

Eu que não sou de festejos carnavalescos e sempre desdenhei convictamente da importação recente do samba para os desfiles, desde logo por manifesta inadequação térmica, reforço a pior das impressões que tenho de quem se refere a estes parêntesis festivos, que entremeiam a mesmice do quotidiano, como sendo coisas menores. Pergunto-me com que linha avulsa desenham o mundo e a vida. Acresce que o Entrudo, pela sua natureza transgressora e em que o simulacro da máscara permite experiências que não têm lugar na vida "real", tem um papel lúdico compensador muito importante para as pessoas comuns, naturalmente acentuado em alturas de crise.

No simbolismo que representa desvalorizar a festa do Carnaval, coisa de gente mimada, [autêntica pieguice de quem não quer interromper as suas semanas agitadas com férias de inverno e férias de verão e com fins-de-semana retemperadores com uma escapadela a uma capital europeia ou a um spa bem estrelado], estoira com clareza o modo como as nossas vidas estão a ser transformadas num simulacro de vidas, comandadas por cabeçudos e gigantones insuflados de ar muito poluído.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:45


Deutsch-Technologie

por Maria do Sol, em 07.02.12

 

Ó senhor bom aluno: não diga piegas, diga pigs.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:23


Post it

por Maria do Sol, em 06.02.12
Riley, Bridget - One Small Step (2009)

 

 

Agradecer o convite: bem hajam.

Dizer ao que venho: Chego descalça. Não venho na peugada de nada. Estou na Pegada mas não estou pegada e vou por mim entre iguais. Porém, uma pegada encorpada porque o vestígio deixado diz sempre do corpo inteiro que o mesmo é dizer do ser e estar completos. Sem proselitismo algum, que os trilhos são plurais e cada um saberá concluir por si, dos vestígios que valoriza.
Situar o registo: lúdico, portanto muito a sério. Certo é que me pegarei ao que acredito, sem a pretensão de deixar pegadas daqui até Carenque
Conteúdos: e eu sei lá?! Hão-de variar consoante o que eu pegar no dia-a-dia. Sem que pegue aqui de estaca e se não gostaria de pegar fogo com as palavras, também não gostaria que pegassem no sono com elas.
Porque peguei no convite: e porque não pegar nas palavras e pegá-las também aqui? Todo o nada que és é teu, escreveu Fernando Pessoa e, seja lá o que o meu nada for, disso eu posso dispor à revelia da contenção austera decretada por troikas externas ou internas, de um modo responsável e livre.
Nota final: Ah! E que nunca esta pega se transforme em pegadinha.

Bom dia.

 

 

Imagem: Riley, Bridget - One Small Step (2009) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:41


 

 

 

 

 

 

 

Autores

Alexandre Santos facebook LM

Ana Bento facebook Ana Bento

António Leal Salvado facebook LM

Quadratim

Célia Correia facebook Célia Correia
Filipe Figueiredo facebook Filipe Figueiredo
Francisco Clamote facebook FC

Terra dos Espantos

Hélder Prior facebook Hélder Prior

Herculano Oliveira facebook Herculano Oliveira

João de Sousa facebook João de Sousa

Ergo Res Sunt

João Moreira de Sá facebook JMStwitter Arcebisbo

Arcebispo de Cantuária

Micro Cuts

Lu Pelejão Eusébio facebook Lu Pelejão Eusébio

Luis Grave Rodrigues facebook LM twitter LGR

Random Precision

Diário de uns Ateus

Licínio Nunes facebook Licínio Nunes

Manuel Tavares facebook Manuel Tavares

Maria Helena Pinto facebook Maria Helena Pinto

Maria Suzete Salvado facebook MSS

robe de soir

Pedro Figueiredo facebook Pedro Figueiredo

Rogério da Costa Pereira facebook LM twitter RCP

O homem-garnisé...

cadáveres esquisitos

rui david facebook LM twitter rui david

Bidão Vil

itálicos

Arquivo

 

Adriano Pacheco

Ana Paula Fitas

António Filipe

Ariel

besugo

Catarina Gavinhos

Cristina Vaz

Fátima Freitas

Fernando André Silva

Isabel Moreira

Isabel Coelho

João Mendes

João Simões

lucy pepper

Luís Moreira

Luiz Antunes

Miguel Cardoso

Maria do Sol

Maria Duarte

Maria Mulher

Nuno Fernandes

Rolf Dahmer

Sofia Videira

Xavier Canavilhas


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





subscrever feeds