Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A pegada não morreu; apenas deslocámos a maior parte das nossas pegadas para o facebook. Enorme pecado, bem sabemos; mas por estes instantes, em que o tempo não abunda, é mais fácil interagir e publicar ali. Esta nossa casa não desaparece; será sempre a referência principal e o lugar das pegadas mais profundas. No entretanto, e quando não nos virem por aqui, é porque estamos aqui:pegadabook. Cliquem no link (não é necessário ter facebook para ler, apenas para comentar) e/ou façam like acima. A todos os leitores e ao sapo, que nunca nos falhou, pedimos desculpa. É coisa de momentos; a pegada será sempre aqui. Aqui é a regra, este anúncio não revela mais do que uma excepção. Já agora, e também no facebook, mas numa onda diferente -- e em que todos os leitores podem ser autores --, visitem o ouvir & falar.

 

 


Hoje é o dia de agradecer a um Senhor que nos mandou emigrar. Ele tem muita tendência a ver as coisas sempre por outro prisma. Vamos entrar na táctica dele e vamos ver as coisas por outro lado. Crianças sem presentes? É bom, pra não viverem acima das possibilidades. Olhem todos aqueles que emigraram a virem com o dinheiro ganho no exterior e a gastá-lo aqui! Isto dinamiza muito este nosso país, embora um contributo maior fosse dinamizar o cérebro do nosso coiso (não consigo mencionar o nome dele, desculpem). Acredito que ele também esteja revoltado com a vida porque no fundo tem noção que a corda do trenó lhe está a fugir das mãos e que as renas estão as morrer à fome simplesmente para nada. É uma questão de emagrecer por emagrecer e não de emagrecer pra mais tarde engordar. O trenó anda sem presentes porque esses presentes em forma de juros caíram todos em meia dúzia de países. Hoje sei que por cá se tenta comer bacalhau mas na Alemanha não faço ideia. Será caviar? Lagosta? Será que comem? Ouro? Juros? A minha revolta não é contra as pessoas, não pensem que repudío os cidadãos Alemães. Só quero levantar uma questão. Foi esta Europa igualitária com padrão de vida uniforme e estandardizado que se falava na sua formação? Será que era? Que culpa têm as crianças deste país ao não receberem um presente?

Devo ser uma pessoa muito sensível por pensar desta maneira. Será que tenho razão em colocar vidas de pessoas à frente de uma Economia deste género?

Ainda gostava de ver se a tradição em vez de peru e bacalhau fosse Coelho. Será que era hoje? Era a prenda que todos nós precisávamos. Era a minha melhor prenda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:47


Pensamento sábio de Margarida Rebelo Pinto

por Alexandre Santos, em 08.11.13

 

    Margarida Rebelo Pinto, o que vos diz o nome? Inteligência, sabedoria, conhecimento? Não! Algo está mal quando em público e nomeadamente num telejornal de prestígio se dá a palavra a uma pessoa como esta mulher.

    Não me confundam com alguém que não defende os ideais da democracia pois quem me conhece sabe quem sou. A questão aqui é dar a palavra a uma “escritora” de contos de fadas e histórias de amor sobre como vai o estado do país. Por muito que todos tenham a sua opinião nunca eu daria uma resposta convicta e científica a quem quer que seja sobre se o uso excessivo do telemóvel tem influência directa com o cancro. O que quero transmitir com isto é que se pôs assuntos demasiado sensíveis e de conteúdo económico e social na boca de uma mulher que escreve “O dia em que te esqueci”; “A minha casa é o teu coração” ; “Diário da tua ausência” ou o melhor; “Sei lá”. Sei lá era o que ela deveria ter respondido quando lhe perguntaram a sua opinião sobre o actual estado do país. Era a resposta mais assertiva e mais inteligente que poderia ter vindo da boca de quem acha que manifestações por parte de pessoas desesperadas significam falta de civismo e desrespeito a quem tenta governar o país. Mas há que mostrar respeito a quem faz um guião da reforma do estado enquanto vê o Benfica a jogar pra liga dos campeões? Continua muita coisa a não bater certo. Mas é então que surge a inteligente frase do pensamento neoliberal: “Todos ganhamos menos e todos temos de aprender a ganhar menos”. A história do viver acima das possibilidades já cheira mal mas acho que esta senhora até tem razão. O meu conceito de viver acima das posses poderá ser o simples facto de comprar um livro da Margarida. É algo que não é de primeira necessidade e ainda se estraga muito dinheiro em lenços pela choradeira no final de se ler a história, nesta situação admito que a pessoa que compre um que livro dela viva acima das posses, é um gastador! Mas o barco afundou quando veio à baila o aumento das taxas moderadoras nos hospitais. Ela acha muito bem que se aumente porque são máquinas muito grandes e necessitam de financiamento. Mas então e os impostos pagos pelas pessoas? Não será isso a forma de pagamento dos serviços públicos? Talvez não saiba o que sejam impostos e contribua para a chamada economia paralela, mas sou só eu a dizer.

    Do ponto de vista de um simples e humilde aspirante Economista o dia de eu comprar um livro desta senhora irá chegar quando o preço por quilo de papel do livro estiver mais barato que o preço por quilo de papel higiénico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:54


Bipolaridade Governamental

por Alexandre Santos, em 27.09.13

Há meses que se esperava o completo financiamento nos mercados por parte de Portugal. Esse dia estava marcado para 23 de Setembro de 2013 e fica assim caracterizado como um dos muitos fracassos deste executivo no âmbito do cumprimento de metas. Para além deste fracasso, o nosso tão adorado primeiro-ministro, que há meses jurava a pés juntos ao povo e aos nossos queridos credores que não seria necessário um segundo resgate, muda de discurso empurrando a culpa para a Constituição que o impediu de chegar onde queria.

Na mesma semana em que tudo acontece e tudo parece estar perdido surge atrás disto a recuperação económica e a viragem para o crescimento. Mas algo não encaixa bem. Um país consegue supostamente criar credibilidade e amortizar a sua dívida com baixos juros no mercado se demonstrar estabilidade e sobretudo crescimento económico que é o que no entender do nosso PM está a acontecer e vai acontecer. E porque é que eu digo que algo não encaixa bem? Pela simples razão de que se Passos Coelho receia um segundo resgate é porque sabe que não vamos conseguir crescer nos próximos trimestres da mesma maneira que crescemos neste.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:00


 

 

 

 

 

 

 

Autores

Alexandre Santos facebook LM

Ana Bento facebook Ana Bento

António Leal Salvado facebook LM

Quadratim

Célia Correia facebook Célia Correia
Filipe Figueiredo facebook Filipe Figueiredo
Francisco Clamote facebook FC

Terra dos Espantos

Hélder Prior facebook Hélder Prior

Herculano Oliveira facebook Herculano Oliveira

João de Sousa facebook João de Sousa

Ergo Res Sunt

João Moreira de Sá facebook JMStwitter Arcebisbo

Arcebispo de Cantuária

Micro Cuts

Lu Pelejão Eusébio facebook Lu Pelejão Eusébio

Luis Grave Rodrigues facebook LM twitter LGR

Random Precision

Diário de uns Ateus

Licínio Nunes facebook Licínio Nunes

Manuel Tavares facebook Manuel Tavares

Maria Helena Pinto facebook Maria Helena Pinto

Maria Suzete Salvado facebook MSS

robe de soir

Pedro Figueiredo facebook Pedro Figueiredo

Rogério da Costa Pereira facebook LM twitter RCP

O homem-garnisé...

cadáveres esquisitos

rui david facebook LM twitter rui david

Bidão Vil

itálicos

Arquivo

 

Adriano Pacheco

Ana Paula Fitas

António Filipe

Ariel

besugo

Catarina Gavinhos

Cristina Vaz

Fátima Freitas

Fernando André Silva

Isabel Moreira

Isabel Coelho

João Mendes

João Simões

lucy pepper

Luís Moreira

Luiz Antunes

Miguel Cardoso

Maria do Sol

Maria Duarte

Maria Mulher

Nuno Fernandes

Rolf Dahmer

Sofia Videira

Xavier Canavilhas


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • caronjoel

    Olá Coloquei à disposição de qualquer específico ...

  • caronjoel

    Oferece empréstimos de dinheiro variando de 5000 a...

  • Domingos Ferrari

    Eu tenho o meu cartão de ATM já programado e em br...

  • Renata

    Oi tenho batata doce dá amarela pra vender por fav...

  • Sr. Ramzan

    Olá cada um estou aqui para compartilhar com vocês...

  • Débora Dias

    Recebi um empréstimo de um credores excepcionais, ...

  • Teresa Afonso

    Fiz uma descoberta que gostaria de compartilhar co...

  • Mr.Peter Kelly

    What are your financial needs?Do you need a busine...

  • HSCB

    Do you need Financial Assistance? Do you seek fund...

  • Virginie VALOUR

    Olá, urgenteVenho por esta mensagem presente você ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





subscrever feeds