Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A pegada não morreu; apenas deslocámos a maior parte das nossas pegadas para o facebook. Enorme pecado, bem sabemos; mas por estes instantes, em que o tempo não abunda, é mais fácil interagir e publicar ali. Esta nossa casa não desaparece; será sempre a referência principal e o lugar das pegadas mais profundas. No entretanto, e quando não nos virem por aqui, é porque estamos aqui:pegadabook. Cliquem no link (não é necessário ter facebook para ler, apenas para comentar) e/ou façam like acima. A todos os leitores e ao sapo, que nunca nos falhou, pedimos desculpa. É coisa de momentos; a pegada será sempre aqui. Aqui é a regra, este anúncio não revela mais do que uma excepção. Já agora, e também no facebook, mas numa onda diferente -- e em que todos os leitores podem ser autores --, visitem o ouvir & falar.

 

 


gigantones chocalhos.jpg

Eu digo mais, AJJ é incapaz de governar. De todo. Não domina os princípios elementares da gestão duma banca de limonadas assente em arraial de Verão, quanto mais da de uma região autónoma. Compra e manda apontar no tecto. Não compra, pois, mas leva na mesma o produto. E orgulha-se disso e ainda se ri na cara do vendedor. E o vendedor parece não se importar e ajuda-o no milagre da multiplicação dos pães sem miolo. Alguém há-de vir pagar. 
A despesa tem para AJJ duas vertentes: a que cabe num papel que se fez no ano anterior e a que alguém chamou orçamento; e a que, não cabendo ali, no tal papel, se esconde debaixo do tapete.
Foram anos disto, décadas disto. Deste "é fartar, vilanagem". E ninguém mexeu uma palha. A AJJ sobrou-lhe este seu tempo e este seu modo. Saídos de uma forma disforme. 
E vai cair de velho, sem perder uma única eleição. Com ele não caem dezenas de responsáveis que, ano após ano, não ousaram. Falo dos governantes nacionais que entre o encolher de ombros e a cumplicidade descararada foram deixando andar o homem-que-ele-é-mesmo-assim-não-tem-remédio. 
Os madeirenses, esses, foram também andando no cortejo deste carnaval que parecia perpétuo. Sem querer saber, desde que leite e mel continuassem a jorrar. Acabou mal, um pouco como aconteceu com o resto do país. Mas numa desproporção bem mais desproporcionada.
Tudo isto é, aliás, a imagem escarrada do país e da forma como as coisas por cá se fazem. Este bobo apenas se expôs mais, porque navega ao nível da insanidade.
Agora pagamos todos; pagamos a dívida de cá e a de lá. Ou não pagamos? É que resta essa opção, que há homens de contas certas em cujos orçamentos não cabem os desmandos dos outros. Sejamos islandeses por um instante histórico que seja.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42


Alberto João no adro da igreja

por Luis Moreira, em 21.05.12

Jardim espera os fiéis no adro das igrejas para lhes explicar porque estão a perder o emprego e os subsídios. É um lugar incomum para um político, dir-se-ia um púlpito que Jardim anseia mas que ainda tem pejo em usar. Fica-se pelas aproximações. Por enquanto. Mas é fácil imaginá-lo, dedo em riste, desde a última barraquinha dos comes e bebes apontar os inimigos de deus , os fariseus que o abandonaram a ele e aos seus. Que teve que esconder a dívida e os contratos sem lei para que os inimigos da Madeira não viessem a impedir o desenvolvimento. A má lei é ele, Jardim, que a ignora, que a classifica. Não se aplica na Madeira.

Apela às almas que saem da Missa, ainda transparentes por amor ao Evangelho. Onde, há séculos, a Inquisição brandia a Cruz, ele agita o ódio pelos Cubanos.  É vê-lo envolto nas vestes sacerdotais do alto do púlpito rasgar a democracia e o estado de direito. Não tem dinheiro, sente-se de mãos atadas, agrilhoado, o filho do diabo escolhe o adro das igrejas para se reconciliar com os filhos de deus.

As fogueiras já sopram labaredas e como todos os ditadores apressa-se a pagar ao carrasco. Vinte vinténs para que não sinta o fogo purificador.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:35

Hoje na Revista do Expresso : A pobreza está de volta, mas as dificuldades ainda mal se percebem à superfície. estão escondidas. Ninguém fala, ninguém dá a cara, " Não há quem não trabalhe ou não tenha alguém que trabalhe para o governo . É claro que as pessoas têm medo de falar" diz um dirigente sindical.

Quando o Presidente da Segurança Social da Madeira falou de uma taxa de pobreza de 22%, muito longe dos 4,5% anunciados pelo governo regional, foi afastado.

"Há situações de suicídio de perda de saúde mental" diz o cónego Martins. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02

Numa Região Autónoma onde há mais de trinta anos Alberto João faz o que quer e lhe apetece, a pergunta tem razão de ser : para que servem a Constituição e as Leis da República?

Num lugar onde a o Governo Regional paga um jornal com o dinheiro dos contribuintes para poder dizer o que bem entende ; onde os contratos públicos são ganhos por meia dúzia de empresas dos amigos; onde a Assembleia Regional envergonha todos os dias a democracia; em que o próprio Presidente da República não foi recebido na Assembleia Regional ; onde se escondem verbas dos orgãos fiscalizadores do estado de direito ; em que uma parte importante da população continua a viver na miséria e na iliteracia; em que os barões do PSD - M controlam a maior parte da riquesa, tudo sem que Jardim seja chamado à ordem, por uma vez Jardim tem razão. O que faz a República Portuguesa na Madeira?

Pagar as contas, digo eu, para que Jardim possa ganhar as eleições umas atrás das outras e poder fazer chantagem com a independencia, como aliás está aqui a fazer novamente :

"Tudo o que a Madeira fez de novo, foi o povo madeirense que pagou; a dívida está o povo madeirense a pagar, a minha pergunta é muito simples e acho que em 2015 as pessoas têm o direito de se interrogar, o que é que faz aqui a República Portuguesa?".

"Paga às polícias, paga aos tribunais, paga aquilo que nos vigia, mais nada. O que é que faz aqui a República Portuguesa? Esta é a pergunta que se vai pôr se nós conseguirmos consolidar as nossas finanças e perante o facto de eles aqui não terem feito nada", declarou Alberto João Jardim."

Em 2015 quando a República tiver pago mais uma vez as contas, pois então!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24


Na Madeira a velha PIDE está operacional

por Luis Moreira, em 05.05.12

Hoje no Expresso, uma curta e envergonhada notícia dá-nos conta que a perseguição política e os ataques à liberdade de expressão já não têm vergonha e atacam à luz do dia. O inquérito às contas do Governo Regional da Madeira dão conta do que há muito se suspeitava. Jaime Ramos ( ex-vendedor de retretes, braço direito de Jardim e Presidente da bancada do PSD) está envolvido juntamente com sócios seus em negócios pouco claros.

Na imprensa, no jornal (Jornal da Madeira) de que Jardim é dono e onde mete o dinheiro dos contribuintes apareceu uma ameaça velada aos dois jornalistas correspondentes que trabalham no Funchal. Num cartoon pode ler-se: " O tolo entino e a outra tornaram a dizer o piorio de cá" dizia um dos personagens." Vão ter de fugir para o rectângulo quando o João fizer anos" respondia o outro. A expressão " o joão faz anos" foi usada em Agosto de 1975 pelo grupo terrorista FLAMA como senha para um atentado contra à RDP.

A intimidação dirige-se aos Jornalistas Tolentino da Nóbrega do "Publico" e Lília Bernardes do "DN" que têm escrito sobre a dívida oculta da Madeira.

A "besta" não desarma!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:03


O herdeiro

por Ariel, em 27.04.12

Está encontrado o herdeiro político de Alberto João Jardim. De pequenino se torce o pepino, quem sai aos seus não degenera, a coisa promete. Tudo em família.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:56

Uma vergonha nacional. A PJ à porta, dívida oculta, não apresentação de contas à Assembleia Regional. Só há plenários quando o Presidente da Bancada do PSD-M tem um buraco na sua agenda pessoal. "Porque isto é uma vergonha, um rombo na democracia e é esta a razão fundamental porque estamos assim. Só fomos surpreendidos pela dívida e situação de calamidade social e económica que vivemos porque a Assembleia Legislativa não cumpriu o seu papel e o PSD não permitiu que cumprisse", concluiu Carlos Pereira.

Soube-se que foi descoberta uma nova dívida oculta superior a 2 mil milhões a somar aos já tristemente conhecidos mil milhões. Estamos perante um gang organizado que assaltou a Região autónoma. A confirmar-se tudo isto os responsáveis deviam responder em tribunal. O que é mais necessário para estes senhores responderem pelos roubos ?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:30

Já chegamos à Madeira  ou quê ? Mais dois mil milhões fora da mãe pela mão de um homem que se fez eleger por trinta anos, eleição após eleição. A primeira lição é que a limitação de mandatos é um imperativo democrático !

A segunda lição é que quando se deixa um político pisar as leis da República impunemente, isso resulta da cadeia de cumplicidades que só a permanência excessiva no poder permite.

A terceira é que a classe política não deu nenhuma abertura a Jardim para sair da situação  airosamente. Pagamos mas ficas desterrado  na bruma do oceâneo para sempre foi a sentença.

 A quarta é que mais uma vez a realidade mostra que só aprofundando a Democracia é possível colocar o Estado de Direito ao abrigo de malfeitorias. Jardim com a cumplicidade de todos fez da Madeira uma vergonha da Democracia.

Dois mil milhões a somar aos mil milhões já conhecidos e a coberto do resgate. Homens de cabeça perdida, ambições ignóbeis, famintos a que só o poder absoluto sacia . Andamos todos durante todos estes anos a alimentar com os nossos impostos um regime antidemocrático!

O “Diário de Notícias” escreve hoje que a dívida da Madeira pode ter ultrapassado os 8 mil milhões de euros. A investigação ordenada pela Procuradoria-Geral da República detectou 1,6 mil milhões de euros de dívida oculta, numa fase inicial. Contudo, a investigação poderá ter detectada mais 2 mil milhões de euros ligados a negócios da construção civil, avança a mesma fonte.

Que ao menos nos sirva de lição!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Agora sem nenhuma espécie de discrição a GNR apanhou um engenheiro, quadro do Governo regional da Madeira a escapulir-se com documentos. Cartas de amor?

O inquérito pretende apurar responsabilidades na ocultação de dívidas no valor de 1113 milhões de euros, um "buraco" detectado nas contas públicas regionais em Setembro do ano passado, a três semanas das eleições legislativas regionais.

Deve ter sido uma manobra de diversão das forças "cubanas" do continente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00


Já chegamos à Madeira ?

por Luis Moreira, em 23.04.12

Alberto João determina e manda publicar : Em comunicado, Jardim "determina ao Senhor Vice-Presidente do Governo Regional, neste Executivo com a tutela dessas instalações, que mande proceder a um inquérito" para apurar se os agentes intervenientes estavam "munidos de mandato legal para o sucedido" e "se houve alguma situação que possa ser configurada com sequestro".

Senhor Presidente não esqueça os documentos e os discos rígidos dos computadores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:10


Já chegamos à Madeira...

por Luis Moreira, em 23.04.12

Com corte da ligação ao exterior do edificio a investigação decorre com aparato. No prédio funcionam diversos serviços e organismos tutelados pelo governo regional, entre os quais a Investimentos Habitacionais da Madeira, a empresa Estradas da Madeira e as direções regionais dos Edifícios Públicos, Infraestruturas e Equipamentos e o Ambiente.

A decisão da Procuradoria surgiu depois de o Instituto Nacional de Estatística e o Banco de Portugal terem divulgado um comunicado a dar conta de encargos financeiros assumidos pela Madeira que não foram nem pagos nem reportados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:17

O DCIAP, um obscuro orgão policial do continente, sem qualquer descrição, invadiu as instalações do Governo Regional da Madeira. Tal como o que investiga - a dívida oculta da Madeira - também esta operação devia ser oculta ( insinua Jardim). 

Esta investigação vem no seguimento da queixa apresentada pelo PND contra o Presidente do Governo Regional e diversas entidades - a elite do poder - que terão estado envolvidas no acumular da dívida oculta.

Não é com prazer que vejo Jardim a contas com a Justiça e a jogar a habitual vitimização. Mas é com  orgulho democrático que vejo a Justiça do meu país avançar sobre quem se julgou acima da Lei. Quarenta anos de chantagem, agitando os medos de quem tinha alguma coisa também para esconder, vê-se afinal que não passa de um tigre de papel. Foi interrompida uma cadeia de cumplicidades que envergonhava a democracia!

Com a descrição a que Jardim nos habituou e às escâncaras!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:45


Exemplo prático

por Francisco Clamote, em 01.03.12
Tendo em conta toda a encenação feita por Alberto João Jardim, no seguimento da descoberta do "buraco"  nas contas públicas da Região Autónoma da Madeira,  o convite endereçado ao dito cujo para ser um dos mandatários da recandidatura de Pedro Passos Coelho à liderança do PSD, só pode ser encarado como altamente surpreendente. 
Soube-se hoje, no entanto, que há, pelo menos, mais dois mil milhões de razões para a surpresa ser maior ainda. Com efeito, sabe-se agora que a dívida global da região da Madeira que, segundo o antes anunciado pelos governos da Madeira e da República, andaria pelos 6328 milhões de euros no final de Junho passado, vai ultrapassar a barreira dos 8000 milhões.
Mas tudo tem, afinal, a sua explicação e, neste caso, é o próprio Alberto João quem se prontificou a apresentá-la: “É uma altura de unidade partidária e foi por essa razão que eu aceitei ser o mandatário do líder nacional do partido”. 
Perante isto e se nos recordarmos que Alberto João não vai ter que pagar, até ao final do seu actual mandato, nem um tostão do empréstimo concedido pelo governo presidido por Passos para cobrir as loucuras do líder da Madeira, será ainda preciso explicar como funciona uma pandilha?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35

Merkel dá como exemplo de dinheiros mal aplicados os túneis do Alberto João. Quem viu a Madeira antes dos milhões de euros lá terem chegado percebe o que Merkel quer dizer.

"Quem já esteve na Madeira, deve ter ficado convencido que os fundos estruturais europeus foram bem aplicados na construção de muitos túneis e autoestradas, mas isso não conduziu a que haja mais competitividade", observou a chefe do governo alemão, numa palestra proferida perante alunos, na Bela Foundation, em Berlim, noticiada esta noite pela RTP.

A União Europeia aprovou a distribuição de cerca de 350 mil milhões de euros de fundos estruturais pelos estados membros no período entre 2007 e 2013, cabendo a Portugal cerca de 25 mil milhões de euros."

Temos o maior número de autoestradas por habitante e, é claro, que as primeiras tiveram uma contribuição importante para a competitividade da economia, mas as seguintes foi dinheiro deitado às construtoras de "mão beijada" e não servem para nada, como se verifica agora que , com o pagamento das portagens, perderam 40% do tráfego.

Chama-se a isto a "rentabilidade marginal" de um projecto - o que ganho eu se construir mais uma autoestrada? Quem não quis ver tem agora a senhora Merkel a gozar com o Tuga . Não chegava pagar os juros para castigo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00


Passos adia afastamento de Alberto João

por Luis Moreira, em 28.01.12

Uma escola da Madeira deixou de servir almoços aos alunos por não pagar o gás. Vários centros de saúde foram encerrados à noite. Mas Jardim continua a subsidiar os partidos ( cinco milhões de euros / ano) e já garantiu que vai continuar a  subsidiar o "Jornal da Madeira" (quatro milhões/ano). Outro tanto para as equipas de futebol.

Passos deixou que Jardim explicasse aos cidadãos madeirenses o resultado das negociações. Ele aproveitou, como sempre, para dizer  que se não fosse ele a conta seria muito maior. Mas a verdade é que o líder madeirense iniciou a ronda a exigir três mil milhões e apenas levou metade. Por enquanto, com dinheiro, jura que vai cumprir e até lança desafios " vamos ver quem cumpre melhor" mas já teve um desabafo "tive que me vergar" que junto com os quatro anos de carência do pagamento do serviço da dívida( os quatro anos que lhe faltam para acabar o mandato) mostram bem que Jardim só espera o momento. E, já deixou cair que quer 2,5% das receitas das privatizações.

Jardim está num beco sem saída, sempre julgou que com o folclore habitual conseguia que lhe pagassem as contas, mas quem não tem dinheiro não tem vícios, e desta vez é o lugar que não o larga.

Há mesmo quem diga que Jardim com as condições que conseguiu a curto prazo, tem o oxigénio necessário para se manter e sair daqui a quatro anos com dignidade deixando para o sucessor todos os problemas.

Quem fica a perder é, como sempre , o povo madeirense. É que o seu mandato é eterno, não tem ínicio nem tem fim, vai pagar todas as dívidas! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10


O acordo com a Madeira é secreto?

por Luis Moreira, em 26.01.12

Não se percebe realmente e nisso o PS tem razão. O acordo não é apresentado e não há assinatura formal. Porquê ? Será que a realidade é um murro no estômago ainda maior do que estamos a prever? Ou Passos Coelho está a dar a oportunidade a Jardim de controlar os estragos?

"«Não se compreende o que leva o primeiro-ministro a não falar sobre este acordo. Não se compreende por que é que Alberto João Jardim apresentará este acordo em conferência de imprensa [na sexta-feira] e não na Assembleia Legislativa Regional da Madeira e toda a sensação que nos dá é que se pretende esconder dos madeirenses a verdadeira dimensão da factura a pagar», sustentou o presidente da bancada do PS."

Na verdade isto na "política o que parece , é !" dizia o "botas" .

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

O Alberto João entalado pelas dificuldades financeiras de curto prazo - não tem crédito nas farmácias e não paga a fornecedores - e com um Ministro das Finanças que não vai em chantagens, passou a ver no Presidente da República o possível parceiro. Promoveu, pois, o sr. Silva a Presidente!

Já começou com os obstáculos (corrida de obstáculos) que vai levantar sempre que for possível, o primeiro já ai está, quer 2% das receitas das privatizações além, claro, dos tais dois mil milhões que o acordo lhe garante.

Entretanto o PS-M vai dizendo que se trata de um mau acordo, que Jardim escondeu o acordo aos Madeirenses e que a vida da população vai levar um grande abanão, nada que o PS do continente não diga em relação ao continente. E, Jardim tem que estar consciente que o país não compreenderia que o programa fosse "mais um bónus em vez de ser um ónus" .

Como pano de fundo, temos agora a certeza que a vida política de Jardim terminou logo que chegue ao fim o presente mandato e isso tira-lhe muito poder. Vamos ver lutas fratricidas no PSD -M que o enfraquecerá ainda mais e um crescendo do PS-M e do CDS-M.

A Democracia chegará , enfim, à Madeira?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:06


Garantidos 60% do financiamento à Madeira

por Luis Moreira, em 26.01.12

Passos garante 60% do financiamento que a Madeira necessita. É muito, é pouco, não sabemos, mas parece ser uma solução Salomónica. Sem dramas Jardim tem que se acomodar, baixar o despesismo . Tem duas equipas na 1ª divisão de futebol, para uma população que nunca preenche os estádios, todos compreendem que ou se juntam ou os contribuintes não podem andar a pagar jogadores de futebol. Com sócios a pagar já ninguém tem nada a ver com isso.

Estradas, túneis, piscinas, portos, helioportos que ninguém utiliza mas que nunca travaram a sanha de Jardim. Agora vai ser mais comedido.

"O programa de assistência e ajustamento financeiro da Madeira está fechado e implicará um envelope financeiro do Governo central da ordem dos dois mil milhões de euros. " Amanhã, o presidente do Governo Regional apresentará os detalhes dos sacrifícios que os madeirenses terão de suportar para fazer face à dívida acumulada de 6,5 mil milhões."

Alberto João vai ter agora de mostrar que sabe governar sem gastar dinheiro. Nada fácil!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00


A Madeira sempre vai para a independência?

por Luis Moreira, em 25.01.12

Passos e Jardim chegaram a acordo depois de cinco horas de reunião. Do pouco que se sabe "a Madeira honrará as suas dívidas", como não pode deixar de ser. E não vai nada para a independência, nem para referendos, paga como todos os outros portugueses!

"Fonte do gabinete do primeiro-ministro, citando Alberto João Jardim, disse aos jornalistas que o presidente do Governo Regional afirmou “que a Madeira pagará as suas dívidas”.
A mesma fonte acrescentou que foi reconhecido na reunião o princípio de responsabilidade da Madeira pelo capital em dívida e pelos seus juros."

As crises têm destas coisas, o que tem que ser tem muita força, é o momento da verdade, só gasta dinheiro quem o tem ou quem o pode ir buscar a qualquer lado. Ora a Madeira não tem dinheiro e não tem quem lho empreste. Assunto resolvido e de enfiada fica a chantagem da "Madeira independente" resolvida!

Não está mal após trinta e tal anos de "basófia" de Jardim e de cobardia por parte dos "cubanos"!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:55


O Alberto João hoje vai assinar. Mas cumpre?

por Luis Moreira, em 25.01.12

O Alberto João assinar, assina, mas cumpre? Vai ficar até ao fim do acordo como presidente da Madeira? Ou vai assinar e a seguir deixa o lugar a um "sobrinho" que depois vem dizer que não assinou nada e, por isso, não cumpre? Perdeu autonomia? Sem dúvida, todos os países da Zona Euro perderam autonomia, é natural que a Madeira também perca.

E, com este resgate financeiro, há alguma alteração de políticas ou vai continuar a fazer túneis, autoestradas e obras inúteis? E encher a "barriga" aos  agora empresários milionários que vivem dos neg´cios com o governo regional?

É preciso que o acordo hoje assinado à tarde contenha limites, orientações gerais, estratégias e prioridades sem o que, daqui a meia dúzia de anos, estaremos na mesma situação. A pagar! 

Porque o "regabofe" não foi só culpa do Alberto João, os governos nacionais tiveram muita culpa na cobardia como (nunca) enfrentaram o homem, e o PSD mais que todos por ter medo de perder os votos dos "deputados madeirenses acorrentados" !

Logo à tarde, com gente como esta, é só uma formalidade!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00


 

 

 

 

 

 

 

Autores

Alexandre Santos facebook LM

Ana Bento facebook Ana Bento

António Leal Salvado facebook LM

Quadratim

Célia Correia facebook Célia Correia
Filipe Figueiredo facebook Filipe Figueiredo
Francisco Clamote facebook FC

Terra dos Espantos

Hélder Prior facebook Hélder Prior

Herculano Oliveira facebook Herculano Oliveira

João de Sousa facebook João de Sousa

Ergo Res Sunt

João Moreira de Sá facebook JMStwitter Arcebisbo

Arcebispo de Cantuária

Micro Cuts

Lu Pelejão Eusébio facebook Lu Pelejão Eusébio

Luis Grave Rodrigues facebook LM twitter LGR

Random Precision

Diário de uns Ateus

Licínio Nunes facebook Licínio Nunes

Manuel Tavares facebook Manuel Tavares

Maria Helena Pinto facebook Maria Helena Pinto

Maria Suzete Salvado facebook MSS

robe de soir

Pedro Figueiredo facebook Pedro Figueiredo

Rogério da Costa Pereira facebook LM twitter RCP

O homem-garnisé...

cadáveres esquisitos

rui david facebook LM twitter rui david

Bidão Vil

itálicos

Arquivo

 

Adriano Pacheco

Ana Paula Fitas

António Filipe

Ariel

besugo

Catarina Gavinhos

Cristina Vaz

Fátima Freitas

Fernando André Silva

Isabel Moreira

Isabel Coelho

João Mendes

João Simões

lucy pepper

Luís Moreira

Luiz Antunes

Miguel Cardoso

Maria do Sol

Maria Duarte

Maria Mulher

Nuno Fernandes

Rolf Dahmer

Sofia Videira

Xavier Canavilhas


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • caronjoel

    Olá Coloquei à disposição de qualquer específico ...

  • caronjoel

    Oferece empréstimos de dinheiro variando de 5000 a...

  • Domingos Ferrari

    Eu tenho o meu cartão de ATM já programado e em br...

  • Renata

    Oi tenho batata doce dá amarela pra vender por fav...

  • Sr. Ramzan

    Olá cada um estou aqui para compartilhar com vocês...

  • Débora Dias

    Recebi um empréstimo de um credores excepcionais, ...

  • Teresa Afonso

    Fiz uma descoberta que gostaria de compartilhar co...

  • Mr.Peter Kelly

    What are your financial needs?Do you need a busine...

  • HSCB

    Do you need Financial Assistance? Do you seek fund...

  • Virginie VALOUR

    Olá, urgenteVenho por esta mensagem presente você ...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





subscrever feeds