Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A pegada não morreu; apenas deslocámos a maior parte das nossas pegadas para o facebook. Enorme pecado, bem sabemos; mas por estes instantes, em que o tempo não abunda, é mais fácil interagir e publicar ali. Esta nossa casa não desaparece; será sempre a referência principal e o lugar das pegadas mais profundas. No entretanto, e quando não nos virem por aqui, é porque estamos aqui:pegadabook. Cliquem no link (não é necessário ter facebook para ler, apenas para comentar) e/ou façam like acima. A todos os leitores e ao sapo, que nunca nos falhou, pedimos desculpa. É coisa de momentos; a pegada será sempre aqui. Aqui é a regra, este anúncio não revela mais do que uma excepção. Já agora, e também no facebook, mas numa onda diferente -- e em que todos os leitores podem ser autores --, visitem o ouvir & falar.

 

 



Pedro? Busca!

por Rogério Costa Pereira, em 30.09.08


E escusam de tentar, já procurei por "subprime" na Bíblia toda. Nada! Tinha mesmo que ser invenção de hereges.

Em tempo: Palmira, deixa lá isso, escusas de agradecer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:26


As quê?*

por Rogério Costa Pereira, em 30.09.08
Apesar da crise financeira mundial, o primeiro-ministro garante que as poupanças dos portugueses estão asseguradas, acrescentando que o sistema financeiro em Portugal tem mostrado «boa resistência» e «boa saúde». [TSF]


*OK, eu sei que os colchões estão que rebentam, mas não resisti à piada fácil.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:47


Fim do mundo em cuecas

por Rogério Costa Pereira, em 30.09.08
Aparentemente, MacCain contou com o ovo no cu da galinha e vai de dizer, ou mandar dizer, que sem ele o plano nunca seria aprovado. Com ele, sabe-se agora, também não foi. Ou seja, após todos os esforços alegadamente feitos, não lhe passou pela cabeça, ao homem que quer ser presidente, que "os seus homens" o mandariam bardamerda, rejeitando o plano em massa. Este foi o ponto de viragem decisivo e definitivo na corrida para a presidência, como as sondagens, de resto, vão indicando. Porém, nesta altura do campeonato, o espantoso é que as eleições passaram para segundo plano.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:19


Deus os ouça

por Rogério Costa Pereira, em 29.09.08
O social-democrata Pedro Passos Coelho afirmou, este sábado, que Santana Lopes pode ser um «nome forte» como candidato do PSD à presidência da câmara de Lisboa, frisando que essa é uma decisão da distrital e da presidente do partido, escreve a Lusa. [Portugal Diário]

«Santana parece-me o melhor candidato», afirmou ontem Marcelo Rebelo de Sousa na RTP1.

Era tão bom assim fosse. Ele e o Zé Carlos são decisivos para a minha boa disposição, e parece que o segundo regressa ao activo já no Domingo. Falando menos a sério, o que é que o bom do Professor andará a tramar? Como é óbvio, ninguém acredita na bondade desta sua súbita boa vontade. A não ser que a coisa deva ser levada a outro tipo de letra, tipo, a ele, Marcelo, parece-lhe bem, e até lhe convém, que o Santana se estampe de vez. E nada melhor do que numa Câmara como Lisboa, onde até já ganhou. O Passos Coelho deve afinar pelo mesmo diapasão, penso. Ou seja, estão a fazer-lhe a cama, o que é uma pena - o que o país ganha em eficácia executiva, perde em boa disposição.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:57


Tomba gigantes

por Rogério Costa Pereira, em 27.09.08



Isto é futebol. Faz-me lembrar a derrota do Sporting em Paços de Ferreira por 4-0, aqui há uns anos. Equipas pequenas que, contra os grandes, se transfiguram - em que cada um são dois. Tudo aponta para que a equipa cujo símbolo é um pardal consiga mesmo o acesso directo à UEFA, sem passar pela intertoto. Imagino o imenso orgulho da agremiação rosa que, em altura imberbe do campeonato, está a um ponto do líder.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42


Obama vs Palin's runmate

por Rogério Costa Pereira, em 27.09.08

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:15


homem moderno

por Rogério Costa Pereira, em 26.09.08
Duas vacas estão a pastar. Diz uma para a outra:

- Que pensas sobre a doença das vacas loucas?

- Que me interessa isso? - responde a outra. - Eu sou um avião!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:29


Dos desmandos do novo CPP

por Rogério Costa Pereira, em 26.09.08
Cenário hipotético: uma sala, uma testemunha, um advogado, um inspector da polícia judiciária.

O advogado aconselha o seu constituinte, mera testemunha, recordo, a não responder a uma determinada pergunta uma vez que a resposta é passível de o responsabilizar criminalmente (n.º 2 do artigo 132º do Código de Processo Penal: "A testemunha não é obrigada a responder a perguntas quando alegar que das respostas resulta a sua responsabilização penal"). A testemunha segue o conselho do seu mandatário, pelo que o inspector opta por constituir arguido a testemunha, concedendo-lhe os direitos que na primeira qualidade o individuo não tinha, designadamente, a não prestar declarações.

Ao abrigo do n.º 5 do artigo 132º do Código de Processo Penal ("Não pode acompanhar testemunha, nos termos do número anterior, o advogado que seja defensor de arguido no processo."), o inspector solicita ao advogado que se retire e pergunta ao ora arguido se deseja constituir novo advogado antes de o interrogatório prosseguir.

A lógica é: não pode acompanhar testemunha o advogado que seja defensor de arguido no processo, ergo não pode ser defensor de arguido o advogado que tenha acompanhado testemunha no processo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:48


O ardina #3

por Rogério Costa Pereira, em 24.09.08
O directo que faltava

Acabei de ouvir uma vaca a voar. Há cerca de uma hora atrás, por volta das sete e meia, pude testemunhar, no RCP, um directo que irrompeu pelo maravilhoso mundo da compra de bilhetes para o clássico pelos sócios do clube do lado de lá da segunda circular. "Quero dois para a Sagres!, não há!, só Coca-Cola ao pé das bandeirolas!; e a máquina, enorme, está a imprimir os bilhetes, dizia o repórter; quatro para a Sagres!, só Coca-Cola!, cá para baixo então!; dois estrangeiros?, alemães? conhece o Hugo Almeida? Portuguese football is entertaining."

E nisto mais de 5 minutos.

PS - Se bem percebi, Coca-Cola e Sagres são zonas do campo de jogos, o tal que fica do lado de lá. Não é de admirar que os da Sagres já estivessem esgotados - só bem bebidos é que os pobres vão aguentar o resultado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:41


Oh meu Deus!

por Rogério Costa Pereira, em 23.09.08
Antes de mais, deixai-me alertar-vos para a realidade de quem escreve o sermão que se segue. Fui, como todos os portugueses que foram educados sob a tirania das idas dominicais à missa, educado sob a tirania das idas dominicais à missa. Era aquilo uma verdadeira tortura, já não me lembro bem dos timings da coisa, mas eu dividia o suplício em momentos chave cujo valor aumentava conforme a proximidade do anunciado final, tipo, a hóstia, o beijinho ao próximo mais próximo, a colecta com a cesta do pão e, clímax, o ite, missa est (já em tradução livre, que não sou assim tão velho). Um dia, confesso, acolitei. E acolitei tão mal que deixei metade da Igreja a olhar para mim, uns prendendo o riso, outros soltando a indignação (acho que até me vaiaram). Não voltei a acolitar, e livrei-me deste tipo de agrura. Tudo isto para dizer que cumpri o calvário da educação cristã: baptismo (chorei), primeira comunhão (chorei), profissão de fé (chorei) e crisma (chorei). Mais tarde, "casei-me pela Igreja". E chorei de novo. A minha mulher convenceu-me, e bem, que valia a pena aproveitar o coro (belo, a propósito) e o facto da cerimónia ser realizada numa Igreja fantástica com um padre fantástico (ok, alguma instituição religiosa milenar foi instrumentalizada). Bem, fui na conversa e não me arrependi. Foi um momento bonito, no final até dei um abraço ao padre e ao sacristão. E, casamentos, baptizados e funerais à parte, foi esta a minha relação com a religião da situação. No entanto, não vejam este post como um gozo estéril, infundado, impregnado de ódio. Respeito a religião em causa, apenas decidi não jogar o jogo que a mesma, legitimamente, me propôs. Não escrevo ICAR (foi agora a primeira vez e já risquei), escrevo sempre Deus com letra maiúscula e faço outras coisas singelas, como não alinhar em raves em Igrejas abandonadas. Respeito, portanto. Mas afastei-me: decidimos (eu e a da na-Igreja-é-mais-bonito), por exemplo, não baptizar o nosso filho (ele que tome essa opção, se quiser e quando quiser), fi-lo antes sócio do Sporting - que acho que tem uma imagética do calvário bem mais rica.
Tudo isto, uf, para falar da última crónica de João César das Neves, intitulada "Deve ser horrível ser Deus" e que reza (que apropriado), na parte que me apetece destacar, assim: "Ser Deus é ser incompreendido. Não existe nada no mundo tão evidente, tão visível, tão compreensível como Deus. Deus, porque é Deus, resplandece em tudo. Por isso, a existência de Deus é uma das certezas mais consensuais da humanidade. No entanto Deus está também acima de tudo, infinitamente acima de tudo. Claro que Deus sabe que as suas criaturas nunca O conseguirão compreender. O problema não está aí, mas na forma como as criaturas lidam com o que não entendem."

Desde logo, não sei se acredito em Deus, o que faz de mim uma pessoa que não sabe se acredita em Deus. Acredito na palavra, isso sim. A palavra Deus, que acabei de escrever, e com maiúscula. Basta recuar no texto e lá está ela. Deus. Mas, a acreditar nalguma coisa (este momento é patrocinado pelo lugar comum), não é no Deus da crónica citada, que eu presumo votada à incompreensão. Aqui entre nós, admiro imenso a coragem do autor - expor assim os seus pensamentos, desta forma digamos tão, como dizer?, tão crua (?), é de homem. É que depois leva logo com tontinhos como eu que aproveitam as fezadas do senhor professor para fazer um post em que, está-se-me a acabar o tempo, acaba por nem sequer se comentar o que o senhor disse. Falei mais de mim do que da crónica (já vou! - estão mesmo a chamar-me), essa é que é essa.
Mas a verdade é que não estou aqui para crucificar ninguém, muito menos em algo que nem ajuda nem deixa de ajudar o PS. E, sejamos rigorosos, só me pagam, e bem, pelos posts em que declaradamente apoio o PS e dou razões à pessoas para votarem PS. Este não me parece que seja lá muito útil, ainda para mais agora que me perdi e já não sei do que estava a falar e nem tenho tempo de ir lá acima reler.
Termino dizendo que lamento, profundamente, a vida vazia daqueles que não acreditam no Senhor. Os crentes (que não têm dúvidas) e eu (que não tenho certezas) jamais seremos incomodados com o vazio de palavras com que os incréus, que têm fé que Deus não existe (parece-me que há um ou outra neste blogue), são confrontados no "clímax do acto sexual que, no homem, é acompanhado da ejaculação de sémen e, na mulher, corresponde à excitação máxima durante a qual ocorrem contracções na vagina, a que se segue, em ambos os casos, o declínio da tensão" [priberam].
Que é que eles dizem? O que é que eles dizem(!) para anunciar ao parceiro o declínio da tensão? "Oh não acredito?" O que esta gente perde em léxico sexual. Pobres.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:14


de perfil

por Rogério Costa Pereira, em 22.09.08
O Rodrigo Adão da Fonseca e um amigo foram dar um passeio pelo campo.

O amigo disse: - Repara naquelas ovelhas no alto da colina! Foram tosquiadas!

- Sim - disse o Rodrigo. - Mas só deste lado! E acrescentou: - os senhores da SONAE deviam ter mais cuidado com os tosquiadores que recrutam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:44


Sejamos práticos

por Rogério Costa Pereira, em 21.09.08
Sou, por princípio, contra referendos. Não acho que a plebe endividada, que paga descascadores de bananas em 500 prestações, com taxas de juro tais que davam para comprar um BM bem negociado, esteja habilitada a participar em qualquer tipo de decisões - se nem a casa sabem governar. Também não acredito em programas de Governo, sei que existem mas, sejamos francos, ninguém lhes liga. Tudo isto para dizer que acho um perfeito absurdo que o casamento entre homossexuais seja referendado (tal tontice começa a ser sugerida). Por outro lado, não penso que o facto de a referida questão não fazer parte do programa de Governo retire legitimidade ao PS para fazer o que deve - o absurdo divórcio sem culpa, com a inaudita conta corrente acoplada, também não integrava o dito almanaque e nem por isso a coisa, teimosamente, deixará de vingar. Como é óbvio, acho que o PS devia avançar com uma proposta própria, sem ficar à boleia do Bloco e dos Verdes. De uma forma ou de outra, politiquices à parte, interessa salvaguardar de vez as questões sucessórias, fiscais e de reconhecimento social de parentesco, entre outras, dos homossexuais. Por menos que eu os compreenda, sexualmente falando, e não lhes gabe o gosto - mas isso remete para a velha questão do "se fosse gaja era fufa".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:48


Previsões

por Rogério Costa Pereira, em 19.09.08
O PS vai acabar por não impor a disciplina de voto na questão do casamento entre homossexuais ou, se preferirem, a excepção vai virar regra. Será um tudo em um para Sócrates: saca votos à dupla BE/PCP e não compromete por aí além a caça ao voto no centrão, afinal dizqué uma questão de consciência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:59


s.m.o.

por Rogério Costa Pereira, em 19.09.08
Fernanda,
A alínea a) do artigo 202º do Código de Processo Penal prevê que o juiz pode impor ao arguido a prisão preventiva quando houver fortes indícios de prática de crime doloso punível com pena de prisão de máximo superior a 5 anos. Ora, como ao crime de homicídio tentado, conjugados os artigos 23º, 73 e 131º do Código Penal, corresponde a moldura penal abstracta de prisão de 1 ano 7 meses e 6 dias até 10 anos e 8 meses, há que concluir que, em tal tipo de crime, o juiz podia aplicar a prisão preventiva. Porém, há que não olvidar que o juiz não é obrigado a impor a prisão preventiva em tais circunstâncias - o juiz pode aplicar a prisão preventiva, mas não está obrigado a fazê-lo. De resto, se considerar adequadas ou suficientes uma das demais medidas de coacção previstas na lei, até é natural, e aconselhável, que se fique por elas, sem recorrer à prisão preventiva, tendo em conta a natureza subsidiária e excepcional desta, que não pode ser decretada ou mantida sempre que possa ser aplicada outra medida de coacção menos gravosa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:09


A coisa 'tá preta

por Rogério Costa Pereira, em 18.09.08
Em menos de um mês, pudemos assistir aos furacões Gustav e Palin, à suposta tentativa de homicídio de Obama, às tropelias do casal sulista Fannie Mae and Freddie Mac (irresistível: leiam com sotaque), à falência do Lehman Brothers, à salvação da AIG.
A faltar cerca de mês e meio para as eleições, e com toda a água do mundo a parecer ter escolhido este exacto momento histórico para correr debaixo da ponte, com os candidatos a não descolarem dos 48%-48% (mais ponto para um, menos ponto para outro e vira o disco e toca o mesmo), tudo parece indicar que a decisão dos americanos vai ser tomada de acordo com o que acontecer na semana do sufrágio ou com o acumular do que for acontecendo até lá. Se, por exemplo, e contra todas as expectativas (as minhas, ok), o efeito Palin jogou a favor de McCain, parecem não restar dúvidas que, no imediato, a crise financeira vai favorecer Obama - penso que os eleitores tenderão a culpar o partido da situação.
Tudo parece indicar, dizia, mas na verdade não é assim. A carta fundamental há muito está lançada e não passa por coisas de somenos, como hecatombes financeiras ou misses-alasca-com-óculos-à-moda-e-com-cinco-filhos-e-um-até-tem-síndrome-de-down, e mesmo aceitando que os dez furacões e os cinquenta escândalos que se hão-de suceder até às eleições poderão ser importantes, a verdade é que o factor determinante nesta eleição é racial. Obama, caso ainda não tenham reparado, é preto. E, para mal dos nossos pecados, vai perder as eleições por isso mesmo, porque é preto.
Como se refere no artigo que aqui transcrevi na íntegra, a raça é um factor fundamental e decisivo. Há brancos que nunca votarão em Obama porque Obama é preto - não falo só dos óbvios "farmers, bond traders or gun collectors", falo também dalguma esquerda pechisbeque que, na hora da verdade, por mais que se benza, não conseguirá fazer o que se impõe - está-lhes na massa do sangue. Além do mais, Barack Obama não vai alcançar o que se indica como essencial (e é-o verdadeiramente) no artigo atrás referenciado, tudo porque o sistema (que também é branco) não o vai permitir: "Barack Obama can only become president by mustering a turnout that will surpass the votes he is not going to get. This may well mean that more black Americans than ever will have to go to the polls, if only because the electorate is predominantly white, and it isn’t clear how their votes will go. Obstacles to getting blacks to vote have always been formidable, but this year there will be barriers—some new, some long-standing—that previous campaigns have not had to face."

O que (me) vale é que eu engano-me imensas vezes em imensas coisas. Será esta, estou certo, mais uma - o pior é se me engano nesta certeza (logo eu, que me engano imensas vezes em imensas coisas).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:04


O ardina #2

por Rogério Costa Pereira, em 18.09.08
A moda dos títulos-preencha os-espaços-em-branco parece ter pegado

«AR: PS com disciplina voto casamento entre homossexuais, mas líder bancada admite equacionar "excepções"»
[Expresso]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:24


Ora deixa cá experimentar esta

por Rogério Costa Pereira, em 18.09.08
Para além de ser contra a adopção de homossexuais por crianças, também não vejo com bons olhos que aos petizes seja dado o direito de adoptar bissexuais ou transgéneros. Nem transgénicos, já agora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00


todos espremidinhos

por Rogério Costa Pereira, em 17.09.08

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:37



Mas bem que podiam ter dado, a sinceridade enternece-me.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:43


Manifesto

por Rogério Costa Pereira, em 17.09.08
Reflectindo de novo sobre uma das questões do momento, reitero que, por motivos que não carecem de ser explicados, sou contra a adopção de homossexuais por crianças. De resto, penso não estar enganado se disser que a opinião é unânime aqui no blogue.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:23

Pág. 1/3



 

 

 

 

 

 

 

Autores

Alexandre Santos facebook LM

Ana Bento facebook Ana Bento

António Leal Salvado facebook LM

Quadratim

Célia Correia facebook Célia Correia
Filipe Figueiredo facebook Filipe Figueiredo
Francisco Clamote facebook FC

Terra dos Espantos

Hélder Prior facebook Hélder Prior

Herculano Oliveira facebook Herculano Oliveira

João de Sousa facebook João de Sousa

Ergo Res Sunt

João Moreira de Sá facebook JMStwitter Arcebisbo

Arcebispo de Cantuária

Micro Cuts

Lu Pelejão Eusébio facebook Lu Pelejão Eusébio

Luis Grave Rodrigues facebook LM twitter LGR

Random Precision

Diário de uns Ateus

Licínio Nunes facebook Licínio Nunes

Manuel Tavares facebook Manuel Tavares

Maria Helena Pinto facebook Maria Helena Pinto

Maria Suzete Salvado facebook MSS

robe de soir

Pedro Figueiredo facebook Pedro Figueiredo

Rogério da Costa Pereira facebook LM twitter RCP

O homem-garnisé...

cadáveres esquisitos

rui david facebook LM twitter rui david

Bidão Vil

itálicos

Arquivo

 

Adriano Pacheco

Ana Paula Fitas

António Filipe

Ariel

besugo

Catarina Gavinhos

Cristina Vaz

Fátima Freitas

Fernando André Silva

Isabel Moreira

Isabel Coelho

João Mendes

João Simões

lucy pepper

Luís Moreira

Luiz Antunes

Miguel Cardoso

Maria do Sol

Maria Duarte

Maria Mulher

Nuno Fernandes

Rolf Dahmer

Sofia Videira

Xavier Canavilhas


página facebook da pegadatwitter da pegadaemail da pegada



Comentários recentes

  • Marceau robert

    préstamo testimonio entre particular, seria y sinc...

  • Luis Roland

    Bom dia, todos !!!Eu sou Luis Roland Eu gostaria d...

  • ludovic danet

    OiMeu nome é Senhor. Ludovic DANET. Sou uma pessoa...

  • mrecy

    TESTEMUNHO DE COMO EU OBTIVE MEU PREMIUM PARA UM P...

  • mrecy

    TESTIMONIO DE COMO EU OBTIVE MEU PRÊM DE UM EMPRÉS...

  • Jessica Shannon Shirley

    POR FAVOR LEIA!!!! POR FAVOR LEIA!!!! POR FAVOR LE...

  • Branda

    Boa noite sr, sraSomos um grupo de profissionais q...

  • Branda

    Boa noite sr, sra Somos um grupo de profissionais ...

  • Branda

    Boa noite sr, sraSomos um grupo de profissionais q...

  • Jessica Shannon Shirley

    Você precisa de um empréstimo. Somos legítimos e c...


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





subscrever feeds